• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fanáticos mais terríveis da história moderna

POR Diogo Quiareli    EM História      05/03/20 às 15h08

Todos nós temos os nossos gostos individuais, admiramos algumas pessoas ou causas e podemos nos rotular fãs daquilo. Há quem acompanhe a vida de celebridades do cinema, outras pessoas depositam um grande amor em cantores, grupos ou bandas, modelos e etc. Isso não é algo dos dias atuais, onde o entretenimento fala muito alto. Na verdade, a história está cheia de pessoas extremamente fanáticas, mas de um jeito diferente e capaz até mesmo de fazer o mal. O fanatismo envolvendo racismo, por exemplo, é algo que afeta pessoas de todas as raças, religiões, nações e etc. Existem fanáticos extremos que nos causam repulsa.

Foi pensando um pouco mais sobre o assunto que resolvemos trazer essa matéria. A redação buscou e listou para você, caro leitor, alguns dos fanáticos mais terríveis da história moderna. Se souber de algum que não listamos aqui, manda pra gente nos comentários aí embaixo. Agora, sem mais delongas, confira conosco a seguir e surpreenda-se.

Fanáticos mais terríveis da história

1 - Wallace Fard Muhammad

Esse foi o fundador de um grupo de muçulmanos negros que se tornou a Nação do Islã em Detroit, Michigan, em 1930. Muhammad pregava uma mistura de 50% de teosofia, 50% de islamismo tradicional e 100% de loucos. Segundo ele, a Terra tinha mais de 76 trilhões de anos. Ele ainda ensinou uma visão estranha da raça humana. Segundo ele, Deus criou os negros como os primeiros humanos. Enquanto isso, os brancos eram resultado de um experimento de um renegado cientista negro chamado "Yakub". Eles seriam uma raça de escravos para os negros.

2 - Yahweh ben Yahweh

Esse é um dos maiores fanáticos da história e líder da Nação de Javé, um grupo religioso. Esse adere ao Israelismo hebraico negro. É uma crença de que os negros são os verdadeiros descendentes das Doze Tribos de Israel. Parece algo bem inofensivo. No entanto, o líder declarou que era o Filho de Deus e do Messias e se referia aos brancos como "demônios brancos". Ele foi preso em 1990 por conspiração em relação a 23 assassinatos.

3 - O movimento Mexica

Este é, na verdade, um grupo. O Movimento Mexica trata-se de uma organização de ativistas "indígenas". O grupo vê todos os outros grupos indígenas do continente americano, desde os maias no México até as Primeiras Nações do Canadá, como sendo um único grupo étnico. Eles fazem parte, segundo o Movimento Mexica, de uma nação chamada "anuhuac". Esses são parecidos com os supremacistas brancos. Eles apoiam o repatriamento de todos os brancos de volta à Europa.

4 - William Joseph Simmons

William foi um pregador da Geórgia que, em 1915, fundou a segunda Ku Klux Klan. Isso aconteceu depois de um colapso da Klan original. Segundo ele, essa criação era no intuito de criar uma organização fraterna dedicada à defesa dos valores americanos. No entanto, como era um dos maiores fanáticos do mundo, sua versão dos "valores" americanos era odiosa. O novo Klan lutou contra a imigração e os direitos iguais dos negros. Chegou a contar com mais de 20 milhões de membros. Problemas financeiros e investigações governamentais fizeram com que a organização desabasse.

5 - Richard Girnt Butler

Richard foi um terrível racista e neo-nazista, que fundou as Nações Arianas, na década de 1970. Esse grupo foi fundado em uma mistura de neo-nazismo racista e identidade cristã. Ele considerava os brancos como os verdadeiros hebreus da Bíblia. Os negros e demais minorias eram vistos como "pessoas de barro", sem alma e criadas com os outros animais de campo. Além disso, segundo ele, os judeus eram descendentes de Satanás. O grupo ainda tentou formar uma aliança com a Al-Qaeda, por conta do ódio aos judeus e ao governo americano.

6 - Adolf Hitler

Hitler é o único dessa lista a alcançar poder político. Ele subiu nas fileiras do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, ou Partido Nazista, na década de 1920. Seu governo foi marcado por duras políticas anti-semitas. Os judeus eram proibidos de casar com alemães "arianos", exibir as cores nacionais e etc. mais tarde, os judeus foram forçados a se mudar para guetos e depois para campos de concentração, o que resultou no Holocausto. Milhões morreram durante o governo de Hitler. Enquanto isso, os nazistas seguiam uma política de extermínio racial deliberado. Isso só acabou quando a Alemanha foi derrotada na Segunda Guerra Mundial.

7 - Henry Ford

O fundador da indústria automotiva americana também foi o rei do antissemitismo americano, em 1920. Ford foi um grande fã de "Os Protocolos dos Anciãos de Sião", uma famosa falsificação antissemita russa. Mais tarde, em sua vida, ele publicou um livro, "O Judeu Internacional: O Problema Principal do Mundo". Nele, Ford culpava os judeus por tudo, desde a pornografia ao alcoolismo, ao comunismo e muito mais.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Listverse  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+