icone menu logo logo-fatos-historicos.png


7 fatos incríveis sobre Erik, o vermelho, o pai de todos os vikings

POR Toni Nascimento EM História 07/11/18 às 15h54

capa do post 7 fatos incríveis sobre Erik, o vermelho, o pai de todos os vikings

Sendo você um apreciador da História, ou não, dificilmente você nunca escutou falar sobre os Vikings. Eles eram uma comunidade nórdica conhecida por muitas façanhas marítimas. Atualmente, a Suécia, a Dinamarca e a Noruega configuram a região da Escandinávia que serviu de lar para essa comunidade antiga. Hoje, muitas pessoas conhecem o grupo devido a famosa série do canal History, Vikings. Além de cultuadores da mitologia nórdica e exímios guerreiros, sua verdadeira façanha foi conquistar vários territórios - e saqueá-los.

Se você pesquisou e estudou o grupo, além da série da History, você com certeza já escutou falar de Erik, o Vermelho. Ele foi um dos mais famosos Vikings e que ajudou a perpetuar a ideia que temos desse grupo. Sua principal característica - e de seus filhos - foram as descobertas geográficas. O maior problema ao falar sobre ele é que faltam muitas informações e evidências, deixando muito sobre a lenda de Eric, o Vermelho, incompleto. Mas baseado em algumas coisas que sabemos, listamos 7 fatos incríveis sobre Erik, o vermelho, o pai de todos os vikings.

1 - Por que vermelho?

Você deve estar se perguntando: por que o viking Erik ganhou o apelido de "vermelho"? A teoria mais aceita é que ele ganhou o apelido devido aos seus cabelos e barbas ruivas. Alguns chegam a acreditar que ele gostava muito de usar vestes da cor vermelha, ajudando o nome. Ainda assim, existe uma teoria alternativa que tenta explicar o motivo do personagem histórico ganhar o apelido: o seu temperamento. Aparentemente, ele era muito explosivo. Essa característica, além de definir sua personalidade, também definiu sua fama e grandes ações.

2 - O verdadeiro significado de viking

Erik, o vermelho, assim como outros personagens da Era Viking são chamados de vikings. Apesar disso, essa referência começou a ser válida muito tempo depois dos acontecimentos da época. A palavra viking - na Era Viking - era usada para descrever as ações dos vikings, ao invés de designar os próprios vikings. O jeito de usar a palavra foi se alterando com o passar do tempo, até tornar-se como a conhecemos hoje.

3 - Família

O viking "vermelho" tinha uma esposa, Thjodhild, e quatro filhos. Três homens, sendo eles Leif, Thorvald e Thorstein, e uma menina, Freydis. De acordo com as histórias e sagas, Erik empregava um escravo que cuidava de seus filhos, uma espécie de escravo babá. Seu nome era Tyrker, e o filho de Erik, Leif, o considerava seu "pai adotivo".

4 - América do Norte

O seu filho mais famoso, Leif, foi o primeiro viking a explorar a América do Norte. Antes de Leif partir, no entanto, ele convidou seu pai para ir junto. A história conta que Erik, o vermelho, concordou, mas enquanto pai e filho caminhavam para o navio, Erik caiu do seu cavalo. Sendo um homem supersticioso, que adorava os antigos deuses, Erik tomou isso como um sinal e decidiu que deveria ficar em casa. Resultado: todos os louros ficaram para seu filho.

5 - Groenlândia

A Groenlândia foi um dos lugares onde o Vermelho se estabeleceu, junto com outras centenas de pessoas - seus seguidores - e 25 navios - apesar de 11 deles terem afundado antes de chegar ao destino. A Groenlândia levou Erik a se tornar muito rico, além de ter uma ótima terra agrícola. Apesar de ter sido o primeiro colono permanente no local, ele não foi o primeiro a chegar na região. Esse mérito é do norueguês Gunnbjörn Ulfsson.

6 - O filho esquecido

Thorstein, o terceiro filho de o Vermelho, é com certeza o menos falado de todos. Quase não existem informações sobre ele. Tudo que se sabe é que ele já era adulto quando seu pai se estabeleceu na Groenlândia, e que quando Thorvald, seu irmão, foi morto na América do Norte, Thorstein partiu para recuperar seu corpo e que, por último, ele foi morto quando uma doença contagiosa matou muitas pessoas do assentamento em que ele estava.

7 - 500 anos

Contra todas as expectativas, a colônia de Erik na Groenlândia durou metade de um milênio inteiro. Apesar de nunca ter sido muito populosa - a população mais alta continha cerca de 5 mil pessoas -, eles permaneceram lá por tanto tempo devido ao fato de não encontrarem novas terras. Mesmo em um lugar tão duro quanto a Groenlândia, eles ficaram lá por 500 anos.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta com a gente e compartilha essa lista nas suas redes sociais. Para você que acha que foi um viking em uma vida passada, aquele abraço.


Próxima Matéria
Via   F  
Imagens CH
avatar Toni Nascimento
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest