• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos perturbadores sobre os piolhos

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      05/09/16 às 14h51

Atire a primeira unha no couro cabeludo quem nunca passou pela sensação de coceira e inquietação na cabeça por conta da infestação de piolhos. A escola é um dos locais mais propícios para sermos pegos por esses bichinhos atordoantes.

Você sabia que existem parasitas sinistros que transformam seus hospedeiros em zumbis? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você esta matéria.

Seja na infância, adolescência ou até mesmo na fase adulta, todo mundo já passou pelo triste constrangimento de ser atacado por piolhos. Confira aí a listinha que separamos para você com alguns fatos perturbadores sobre os piolhos:

1 - Uma selfie pode aumentar a infestação de piolhos nas escolas

selfies-espalham-piolhos

Um estudo do Instituto Nacional de Saúde Pública e Meio Ambiente (RIVM), na Holanda, relatou que a febre das selfies poderia estar por trás do aumento no número de piolhos entre os alunos do ensino médio.

Segundo a especialista Desiree Beaujean, em entrevista ao portal G1, "Acredito que a razão é o comportamento dos estudantes do ensino médio. Há muitos abraços e, quando fazem selfies, o cabelo de um entra em contato com o dos demais e permite a transferência dos insetos".

2 - Não há como evitar

728px-Prevent-Lice-Step-1
Por mais que algumas pessoas se previnam usando acessórios para esconder o cabelo, de acordo com o portal bonde, a "Academia Americana de Pediatria reconhece que, ao contrário das doenças infantis inumeráveis que podem ser combatidas por vacinas, não há nenhuma maneira infalível de evitar um ataque de piolho, principalmente porque as crianças entram em contato cabeça-a-cabeça, uma com a outra, com frequência."

3 - Eles sobrevivem na água por 20 minutos

como-acabar-piolho-2

De acordo com o pediatra e homeopata Moisés Chencinski, "os insetos podem sobreviver submersos em água por 20 minutos, e os seus ovos, que se colam aos fios de cabelo perto do couro cabeludo, são impermeáveis até mesmo para pesticidas químicos.

Uma abordagem mais eficaz, embora não há uma forma de evitar todos os casos, é uma vigilância regular por parte dos pais para detectar e tratar primeiras infestações, evitando, assim, a propagação de outras".

4 - A forma como se locomovem

Prevenir-piojos-paso-3

De acordo com o biólogo Júlio Vianna Barbosa, pesquisador do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), em entrevista ao portal EBC, "Apesar de ser um inseto, o piolho não tem a capacidade de voar, uma vez que não possui asas, e nem de pular, pois não possui pernas adaptadas para o salto, como é o caso da pulga.

A transmissão pode ocorrer de duas maneiras: por meio do contato direto, encostando cabeças para tirar uma fotografia, por exemplo, ou pelo compartilhamento de objetos de uso pessoal, como pentes e escovas, prendedores e lenços de cabelo, bonés, capacetes, travesseiros, entre outros."

5 - O mito da lêndea morta no couro cabeludo

Dicas-para-tratamentos-de-piolhos-em-cabelos-crespos-e-cacheados

De acordo com o biólogo, "Quando o piolho sai da lêndea, o ovo onde se desenvolveu, deixa para trás uma casca vazia. Devido à cola que adere as lêndeas no fio de cabelo, elas permanecem lá por muito tempo, surgindo, assim, a ideia de que poderia ser lêndea morto."

6 - O piolho injeta saliva no seu vaso sanguíneo

pq_o_piolho_faz_a_cabea_coar
Segundo explicações do especialista, "A coceira é o primeiro sintoma da manifestação da pediculose e acontece devido à reação do corpo à alimentação do piolho.

Para conseguir se alimentar do nosso sangue, o piolho utiliza duas substâncias presentes em sua saliva. Ao encontrar um vaso sanguíneo, o inseto injeta saliva naquele local. Uma enzima anestésica impede que o homem sinta dor no momento em que o aparelho bucal do inseto penetra no couro cabeludo.

Durante a alimentação, outra enzima entra em ação: com função anticoagulante, ela evita que o sangue coagule no intestino do piolho. A combinação destas substâncias promove uma reação do corpo humano, manifestando-se na forma de coceira intensa, um incômodo que geralmente começa atrás da orelha ou na região da nuca.

Outro sintoma que pode se manifestar especialmente em crianças, dependendo da quantidade de piolhos, é o desenvolvimento de anemia."

7 - Uma fêmea produz de 150 a 300 ovos ao longo da vida

piolho

Os piolhos possuem três fases de vida. Segundo explica o biólogo, "Os piolhos passam por três estágios de desenvolvimento. A fêmea do piolho coloca seus ovos, conhecidos como lêndeas, envoltos numa espécie de cola que os adere aos fios de cabelo. De sete a dez dias depois, estes ovos liberam as ninfas - nome do estágio do piolho logo que sai do ovo.

De nove a 12 dias depois, as ninfas chegam à fase adulta. Nesse estágio, os piolhos vivem cerca de 30 dias e vão se alimentar com sangue e acasalar, reiniciando o ciclo.

A fêmea produz, em média, de 150 a 300 ovos ao longo da vida. A temperatura elevada é um fator importante para a proliferação dos piolhos. Quanto maior a temperatura, mais acelerado é o desenvolvimento do piolho dentro do ovo. Por isso, há maior incidência do inseto no verão."

Você já teve piolho? O que acham destes insetos? Mande seu comentário para gente!

Próxima Matéria
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+