• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos sobre a Batalha de Stalingrado e o início da queda do nazismo

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      23/08/19 às 17h39

Em 1942, Stalingrado foi bombardeada por nazistas. A cidade transformou-se em uma paisagem repleta de destroços e ruínas. Milhares de civis morreram e noventa por cento do bairro de Voroshilovsky foi destruído.

Durante a Segunda Guerra Mundial, essa foi a maior investida alemã em território soviético. O objetivo era interromper as comunicações entre as regiões centrais da União Soviética e o Cáucaso. Além disso, a Alemanha desejava também invadir as jazidas petrolíferas da região.

Após a destruição do 6º Exército alemão, o aterrador e imparável avanço dos Exércitos de Hitler por toda a Europa se deteve. A Batalha de Stalingrado terminou em fevereiro de 1943. O confronto, considerado um dos mais sangrentos da história, deixou cerca de 2 milhões de mortos e feridos, entre soldados e civis.

Em suma, a Batalha de Stalingrado fez com que o fim da expansão nazista em território soviético se transformasse na maior derrota da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. Passaram-se 75 anos, entretanto, alguns detalhes que envolvem o conflito seguem sendo chocantes. Confira, agora, alguns deles.

1 - Estratégia soviética

Durante o conflito, os soviéticos tornaram-se especialistas em montar emboscadas. De acordo com documentos históricos, algumas dessas emboscadas permitiam os soviéticos alvejar os soldados germânicos a curta distância. Além disso, os soviéticos possuíam atiradores de elite espalhados por toda a cidade. Os atiradores tinham como objetivo- que semeavam o terror entre os soldados inimigos que temiam ser mortos até em suas tendas de campanha.

2 - O cenário

A cidade havia se tornado um gigantesco campo de ruínas pelos bombardeios maciços dos alemães. As pessoas vagavam entre os escombros em busca de comida ou qualquer coisa que pudesse ser útil. Os civis também lutaram brutalmente em Stalingrado, não pelo seu país, mas pelas suas próprias vidas e pelas de seus filhos.

3 - Refúgios

Sem teto, com as casas destruídas pelas bombas ou pelo fogo, tornou-se comum viver em buracos escavados na parede de um barranco. Para alimentar-se, as pessoas buscavam cereais nos lugares que já haviam sido destruídos. Muitos, enquanto buscavam comida, morreram pelas balas de franco-atiradores alemães. Além disso, quando já não havia mais nenhum alimento, muitos chegaram a comer lama.

4 - Plano de evacuação

Antes da batalha começar, o próprio Stalin ordenou que os civis não fossem evacuados. A ordem implícita de Stalin para manter os civis na cidade tinha como objetivo fazer com que soldados lutarem com mais paixão para proteger suas famílias.

5 - Mulheres

As adolescentes que sobreviveram começaram a ajudar os soldados feridos. Pouco a pouco, as jovens começaram a trabalhar no departamento médico das unidades militares De acordo com registros históricos, algumas auxiliavam os médicos em cirurgias ou ajudam a equipe médica segurar um ou outro soldado enquanto lhe amputavam a perna ou braço.

6 - O 1077º Regimento Antiaéreo

O 1077º Regimento Antiaéreo, formado quase exclusivamente por mulheres, a maioria adolescentes. Mesmo não tendo recebido treinamento para combate, as jovens conseguiram destruir 83 tanques e abater 14 aeronaves nazistas.

7 - O fim

Quando a batalha de Stalingrado chegou ao fim, centenas de mulheres haviam se alistado ao Exército. O país havia perdido tantos homens que as autoridades não tiveram outra alternativa que não fosse utilizar mulheres em todas as funções militares. Mesmo tendo marcado forte presença na batalha, não existem dados concretos sobre quantas mulheres serviram o país.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+