• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos sobre armas nucleares que você provavelmente não sabia

POR Toni Nascimento    EM Curiosidades      30/10/18 às 17h55

Até que ponto vai o seu conhecimento sobre armas nucleares? Você provavelmente tiraria uma boa nota agora, se lhe fosse passado um exame sobre o tema. Questões como as armas nucleares usadas contra Hiroshima e Nagasaki estão no imaginário popular, principalmente devido a sua força na trajetória do século 20. Isso principalmente devido a Guerra Fria, que deixou o mundo todo assustado com os vários testes nucleares. Isso inclui todos os testes especiais com armamento nuclear que aconteceu no Ártico, no oceano e talvez em outros lugares que nós não tenhamos nenhum tipo de ideia.

Passado tanto tempo, mais do que meio século do uso de bombas atômicas (para ser mais exato, caminhando para um século), as armas nucleares de hoje em dia são muito mais potentes e fatais. Embora, em toda a história da humanidade, as bombas de Hiroshima e Nagasaki foram as únicas usadas, não devíamos temer menos um futuro conflito atômico, que poderia reduzir o planeta Terra à pó. Mas se estamos cientes desse risco, e de muitos fatos sobre as armas nucleares, será que nós realmente sabemos tudo? Listamos 7 fatos sobre as armas nucleares, e fatos históricos ligados à elas que você provavelmente não sabia.

1 - Sorte de Kokura!

Na Segunda Guerra Mundial, três cidades japonesas estavam na mira das bombas atômicas. Fat Man e Little Boy, nomes dados às bombas atômicas, iriam terminar por acertar dois alvos no fim das contas. A bomba, que foi lançada em Nagasaki, deveria ter sido mirada na cidade de Kokura, no Japão. A cidade de Kokura saiu ilesa porque uma nuvem bloqueou a fábrica de munição, que era o alvo original. O bombardeiro deveria ser feito apenas por identificação visual. Por isso, no Japão é muito usada a expressão "Sorte de Kokura".

2 - Sobreviventes

Tsutomu Yamaguchi foi um japonês, que morreu em 2010, e que sobreviveu aos dois bombardeios atômicos sofridos pelo Japão. Apesar dele levar esse simbolo, estima-se que outras 160 pessoas também sobreviveram aos dois ataques. Shigeki Tanaka é conhecido por ser um famoso corredor japonês, que também sobreviveu a bomba nuclear. Outra sobrevivente foi um bonsai que foi plantado em 1626. Ela sobreviveu à explosão em Hiroshima e agora é mantido em um museu nos Estados Unidos.

3 - EUA

A relação dos EUA com armas nucleares sempre foi muito forte. 10% da eletricidade usada nos Estados Unidos vem de bombam nucleares desmanteladas. Poucas pessoas sabem mas, até 1988, o país guardou 2 bilhões de dólares para caso entrasse em uma guerra nuclear. Por fim, em 1962, os Estados Unidos detonaram uma bomba 100 vezes mais poderosa do que as bombas lançadas no Japão. O teste não machucou ninguém, uma vez que foi feito no céu - quase no espaço - acima do oceano pacífico.

4 - Poder

Os Estados Unidos são o país com mais ogivas nucleares no mundo. Em seguida, vem a Rússia. Países como a França, o Reino Unido e a China também estão no topo da lista de armas nucleares. Os Estados Unidos, no passado, já até considerou detonar uma bomba atômica na lua para demonstrar o seu poder. Mas apesar de todo esse exibicionismo de poder, 11 bombas nucleares americanas foram perdidas em acidentes e nunca se recuperaram.

5 - Bomba de Neutrons

Apesar de não gostar do título, Edward Teller é conhecido como "pai da bomba de hidrogênio". Ele não tinha intenção de criar uma arma de guerra. Teller imaginou que um de seus usos, não relacionados ao combate, seria criar outro Canal do Panamá com uma série de explosivos bem colocados. A bomba de hidrogênio - ou bomba atômica - possui algumas variantes. A última é a Bomba de Nêutrons. Ao invés de criar uma explosão propriamente dita, ela emite uma quantidade realmente louca de radiação.

6 - Como?

Os Estados Unidos mantêm ogivas nucleares sob a tutela da OTAN na Bélgica, Alemanha, Itália, Holanda e Turquia. Apesar dos EUA terem quase destruído seus aliados, eles quase se auto aniquilaram. Em 1961, a Força Aérea dos EUA derrubou acidentalmente duas bombas nucleares na Carolina do Norte, mas surpreendentemente nenhuma delas explodiu. Apesar disso, quem criou a maior bomba nuclear do mundo foi a União Soviética. A Tsar Bomb, maior bomba nuclear já detonada, era tão grande que criou ondas sísmicas assustadoras.

7 - Consequências

O césio-137 e o estrôncio-90 não são naturais do meio ambiente. Estes isótopos não existiam na natureza antes do primeiro uso de armas nucleares, em 1945. Ainda assim, testes com bombas atômicas já até foram centro de atenção em Las Vegas no século passado. Apesar dos horrores presenciados em Hiroshima e Nagasaki, as duas cidades são habitáveis hoje em dia.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta aqui com a gente e compartilha essa lista nas suas redes sociais. Para você que morre de medo até de ler sobre radiação, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   L25  
Imagens KW
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+