icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 fatos sobre a difícil vida de Charlie Chaplin

POR Jesus Galvão EM Curiosidades 20/07/18 às 18h20

capa do post 7 fatos sobre a difícil vida de Charlie Chaplin

Charlie Chaplin foi um dos grandes astros do cinema mudo e fez milhões de pessoas morrerem de rir ao redor do mundo. Sua icônica imagem usando um cartola e ostentando um farto bigode pode ser reconhecida facilmente por qualquer um em qualquer parte da Terra. No entanto, apesar de seus grandes êxitos na história do cinema, sua vida sempre foi cercada de controvérsias e polemica.

Aqui na Fatos Desconhecidos já escrevemos sobre 7 versões alternativas dos heróis que precisamos ver no cinema7 maiores mentiras que você aprendeu sobre mulheres no cinema. Hoje, listamos alguns fatos sobre a vida de Charlie Chaplin e que a tornaram bem tortuosa. Confira!

1 -  Seu pai tinha problemas com o álcool e o abandonou

O pai do famoso ator britânico se chamava Charles Chaplin. Charles era ator e cantor. E, como outros artistas daquela época, bebia muito. O menino Charles e sua mãe, Hannah, foram abandonados por seu pai, que acabou sendo consumido pelo vício do álcool.

2 - A loucura de sua mãe

O sonho do pequeno Charlie era se juntar a sua mãe nos palcos. Durante uma apresentação de Hannah, Charles a observava das coxias. No meio de uma canção, a voz de Hannah sumiu e então a pedido do diretor do espetáculo, o pequeno Charles continuou a canção para ela.

O que teria sido um ótimo momento de estreia para o pequeno, acabou se tornando um inferno a medida que a carreira de sua mãe declinava e as coisas ficavam cada vez mais difíceis, sendo o problema em sua voz apenas a ponta do iceberg. Com o passar do tempo, Hannah foi internada para sua recuperação.

3 - Trabalhos exaustivos

Para sobreviver, Charlie precisou enfrentar diversos tipos de trabalhos. Mas, nunca abandonou seu sonho de estar nos palcos. Aos 12 anos, foi obrigado por seu pai a trabalhar em uma companhia de dança para ajudar com as despesas, cada dia maiores devido ao vicio de seu pai.

Somente quando completou 18 anos e passou a ter mais autonomia em sua carreira é que Charlie conseguiu ser escalado para um papel. Ele se juntou a trupe de Fred Karno em 1912, para dar vida a um bêbado em um esquete de comédia e Charlie viajou toda a América com eles. Tendo, finalmente, sua grande oportunidade.

4 - O tirano

Após assinar um contrato com Mack Senett, a carreira de Chaplin explodiu. Somente em 1914 ele filmou cerca de 34 filmes. Em 1915, ele assinou um contrato com a Essanay Studios, onde tinha liberdade criativa total, sua própria unidade de produção e o maior salário de Hollywood, na época.

Foi então que um Charlie tirano começou a surgir. Um demônio por trás do gênio. Ele passou a ser conhecido como o homem mais exigente de Hollywood. Nos sets de gravações, era muito comum que ele demitisse os atores e reiniciasse as gravações do zero.

5 - Casamentos controversos e alegações infelizes

Em 1918, Chaplin já produzia seus próprios filmes, incluindo clássicos aclamados até os dias atuais como O Garoto. Porém, além de seus êxitos em sua carreira, algo terrível começava a acontecer. Charlie passou a seduzir jovens garotas. Ele se envolveu com Mildred Harris, de apenas 16 anos.

Ele imaginou que Harris havia engravidado e as pressas arranjou um casamento. No entanto, posteriormente a gravidez foi negada. Chaplin então decidiu engravidar sua atual e esposa, apenas para largá-la depois. Seu próximo caso, a jovem Lita Gray, de apenas 15 anos de idade, foi seu grande amor, pelo menos durante algum tempo.

6 - "Profundamente burro, de muitas maneiras"

Durante a Segunda Guerra Mundial, Chaplin, além de muito famoso, já era considerado um ícone. Porém, discursos públicos em apoio a União Soviética e ao comunismo fizeram com que diversas mídias o taxasse suas falas como "antiamericanismo", o que não trouxe resultados muitos positivos para ele no futuro.

7 - Paternidade fracassada

Por volta de 1944, Charlie se viu novamente em meio a escândalos sobre sua vida pessoal. Isso, após, supostamente, engravidar e posteriormente dispensar a atriz Joan Barry. Algo que já havíamos visto acontecer com Mildred Harris. Chaplin então foi processado por Barry por falta de pensão alimentícia.

Chaplin teve então de pagar pensão para seu, até então, filho. Mais tarde, descobriu-se que o filho, na verdade, era de outra pessoa. Mas, a reputação de Charlie a esta altura já não era mais ilibada. Os escândalos de sua vida pessoal e o sentimento anticomunista crescendo na América forneceram um verdadeiro empurrão para o declínio na carreira do ator.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

 


Próxima Matéria
Via   Grunge  
Imagens The Wire
avatar Jesus Galvão
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest