• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos sobre o Holocausto que você nunca aprendeu na escola

POR Toni Nascimento    EM História      11/12/18 às 14h12

A origem da palavra holocausto é sombria e triste. Ela remete ao sacrifício feito pelos antigos hebreus, que queimavam uma pessoa completamente. Se a origem da palavra é associada a sacrifício, hoje ela está associada a genocídio. A palavra remete, e representa, o Shoá: assassinato em massa de mais de seis milhões de judeus, pela Alemanha Nazista, durante o período violento do Holocausto.

Entre 1941 e 1945, Hitler colocou em prática aquilo que ele chamou de limpeza étnica. Isso é o extermínio de certo grupo étnico em um meio social, com a intenção de tornar aquela comunidade homogênea. Aprendemos paulatinamente na escola sobre o Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial, porém, as coisas podem ser piores do que parecem. Algumas informações não foram passadas na escola. Por isso, reunimos 7 fatos sobre o Holocausto que você não viu em sala de aula.

1 - Memórias

Assim que a 2° Grande Guerra acabou, o 35° presidente dos EUA, Dwight D. Eisenhower - que na época ainda era general do exército americano - assumiu a possibilidade de que futuramente tentariam afirmar que o Holocausto nunca existiu. Ele então tratou de garantir que tudo fosse documentado, para não haver problemas futuros.

Em contrapartida, Hitler planejava coletar milhares de artefatos judaicos e construir um "museu de uma raça extinta" quando a guerra acabasse.

2 - Judeus mortos

Cerca de 1/3 de todos os judeus da Europa foram assassinados durante a Segunda Guerra Mundial. O holocausto matou principalmente as crianças, cerca de 1/6 dos judeus mortos eram crianças. Isso são cerca de 1 milhão de crianças mortas.

3 - Campos de concentração

Dachau foi o primeiro Campo de Concentração, inaugurado seis anos antes do início da Segunda Guerra Mundial. Ela era popular por abrigar presos políticos. Além disso, o maligno Hitler nunca visitou nenhum campo de concentração.

4 - Veneno

O Zyklon B é o gás de veneno que matou milhões de judeus no holocausto, e por incrível que pareça, continua sendo produzido até hoje. Hoje ele pertence a uma empresa de controle de pragas.

Falando em veneno, um dos planos de vingança contra os alemães era promover um "holocausto reverso". Ele consistia em envenenar o suprimento de água alemão, porém, a ideia foi frustrada pelos ingleses.

5 - Crianças

As crianças judias eram um dos principais alvos dos nazistas para o extermínio. O motivo era porque o regime não queria que crescessem "ameaças". Em Treblinka, quase 1 milhão de pessoas foram exterminadas por uma equipe de apenas 150 pessoas. Ao todo, o Holocausto levou à morte de quase 11 milhões de pessoas.

6 - Anne Frank

Anne Frank morreu apenas algumas semanas antes de seu campo de concentração ser libertado pelas tropas aliadas.

7 - Salvadores

Durante a Segunda Guerra Mundial, um cônsul japonês chamado Chiune Sugihara salvou cerca de 6 mil judeus, dando-lhes todos os vistos para o Japão, mesmo depois que o governo japonês lhe negou esse pedido.

A história de Helena Citronova também é bonita. Ela é uma prisioneira eslovaca de Auschwitz, que se apaixonou por Franz Wunsch, um guarda. Franz salvou sua vida várias vezes, dando-lhe empregos para classificar as roupas daqueles enviados para as câmaras de gás.

E aí, você sabia dessas informações? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que sente a energia negativa desse período só de ler sobre, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   List 25  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+