icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 fatos surreais sobre a dinamite

POR Isabela Araujo EM Curiosidades 24/07/18 às 17h42

capa do post 7 fatos surreais sobre a dinamite

A dinamite foi criada pelo químico sueco Alfred Nobel, em 1866. Desde sua descoberta, a dinamite tem sido utilizada como um poderoso explosivo em construções, pedreiras e nas minerações. Com o passar do tempo, a dinamite foi sendo aperfeiçoada e sua composição foi modificada. Atualmente ela é mais utilizada em conflitos armados.

O artefato explosivo é formado pela mistura de nitroglicerina, nitrato de sódio e um pouco de carbonato de sódio. Apesar de ser uma invenção extremamente inteligente, a dinamite muitas vezes é utilizada com objetivo de causar muitas mortes e pânico. Conheça alguns fatos e história a respeito desse poderoso explosivo:

 

1 - Pesca de explosão


A pesca explosiva começou a ser praticada pelos exércitos europeus. Durante a Primeira Guerra Mundial, os soldados lançavam granadas em lagos e lagoas para capturarem peixes para refeições. Embora essa prática seja considerada ilegal em muitos países, ela ainda acontece em áreas onde existe muita pobreza.

Na Tanzânia, por exemplo, a pesca com explosivos é bastante praticada devido a mineração e a construção. Em 2014, a organização não governamental internacional World Wildlife Fund for Nature realizou um estudo durante seis semanas na nação africana e encontrou cerca de 19 explosões por dia, em apenas um pequeno trecho de água.

Durante a noite, a detecção da dinamite é bastante reduzida. Os pescadores da África e Ásia começaram a adotar essa prática afim de não serem pegos em flagrante. As consequências da pesca explosiva são gravíssimas, visto que essa pode deixar crateras nos recifes de corais e matar muito mais peixes do que os que podem ser colhidos. Durante a pesca, a maioria dos peixes afunda até o fundo do lago ou lagoa, devido a ruptura de suas bexigas de ar e órgãos internos. Aqueles que não afundam são considerados não comestíveis e decadentes à luz do dia.

2 - Compostos da dinamite


A dinamite é composta de diferentes essências explosivas. Algumas dessas possuem fatores bastante benéficos, como a nitroglicerina. Além de ser um composto químico explosivo de líquido incolor, oleoso e volátil, a nitroglicerina também pode ser usada como vasodilatador coronário, sendo prescrita em casos de risco de infarto e de obstrução das artérias. Em 1879, um médico britânico chamado William Murrell observou algumas semelhanças da nitroglicerina com o nitrito de amila, um composto químico que ajuda a aliviar a dor no peito. Então, Dr. Murrell começou a realizar vários estudos com nitroglicerina em si mesmo. Ele acabou se tornando o primeiro a recomendar o líquido como tratamento para dores e pressão no peito.

Após a liberação da nitroglicerina na Farmacopéia Britânica, o químico farmacêutico William Martindale descobriu a importância de produzir "uma preparação mais estável e portátil". Ele utilizou 1/100 de um grão de nitroglicerina e depositou em um chocolate, o que aliviou não só sua fome, mas também a dor no peito.

O amendoim é outro ingrediente que pode ser usado em dinamite graças ao óleo presente no alimento, o qual produz glicerol e pode ser usado no processo de síntese da nitroglicerina.

3 - Explosão de gordura de baleia

Em 1970, uma baleia morta de 14 metros e pesando 8 toneladas apareceu em uma praia perto de Florença, Oregon. Enquanto as autoridades decidiam qual decisão tomar diante a situação, a carcaça do animal começou a ficar com um cheiro insuportável.

O engenheiro rodoviário do Oregon, George Thornton, chegou a conclusão que explodir a baleia seria a melhor opção. Isso permitiria que os carniceiros comessem restos desintegrados. Thornton utilizou 0,5 toneladas de explosivo. Muitas pessoas estavam próximas a praia presenciaram a cena da baleia sendo detonada. Uma inesperada explosão massiva aconteceu e enormes pedaços de gordura de baleia caíram do céu em cima dos espectadores, que ficaram cobertos de carne e sangue.

Um carro sedan estacionado a 400 metros lugar foi esmagado por um grande pedaço do animal morto. Felizmente, ninguém ficou ferido durante a explosão.

4 - A greve que acabou em assassinato

Em uma noite de setembro de 1970, trabalhadores sindicalizados enfurecidos começaram uma greve contra a Tri-State Motors, de Joplin, Missouri. Naquela noite, havia um reboque montado por John A. Galt.  Galt passou pelo lugar e enfureceu ainda mais a multidão. Um tempo depois, Bobby Lee Shuler e Gerald Lee Bowden, dois caminhoneiros sindicalistas em greve, seguiram em direção a Galt e o perseguiu. Shuler disparou dois tiros de seu rifle no reboque do trator. O caminhoneiro não sabia que o caminhão estava transportando 21 toneladas de dinamite. No terceiro tiro, Galt, foi vaporizado.

A explosão foi tão forte que derrubou Shuler no chão e quebrou as janelas dos prédios localizados a 19 quilômetros de distância. Shuler e Bowden tentaram fugir, mas já havia muitos aviões circulando e cães policiais se aproximando. Então, eles se entregaram às autoridades.

Em 1971, Shuler foi condenado por assassinato em segundo grau e condenado a 99 anos de prisão. Bowden também foi condenado por assassinato em segundo grau, porém recebeu uma sentença de 10 anos.

5 - Um crime aparentemente perfeito

O americano William King Thomas era um homem de negócios, charlatão e ladrão. Seu nome real era Alexander Keith. Ele fugiu para a Alemanha na década de 1870, quando sua fama foi descoberta.
Com o passar do tempo, ele entrou em apuros e voltou a praticar ao seu passatempo ilícito, porém lucrativo. Keith bolou um plano e resolveu encher um enorme barril contendo dinamite, com a intenção de danificar um navio de passageiros.

Após embarcar no Mosel em dezembro de 1875, Keith saiu de sua cabana e o improvável aconteceu. Enquanto as famílias, amigos e simpatizantes estavam enchendo as docas para dar adeus aos seus entes queridos que partiam, as dinamites explodiram e deixou 81 pessoas mortas e 50 outras feridas. A explosão foi ouvida a 100 quilômetros de distância e deixou Keith horrorizado. Ele acabou se matando com dois tiros na cabeça.

6 -  "O guru das bombas"


Sob a liderança de Bill Ayers, o Weather Underground, um grupo de esquerda que lançou uma campanha de bombardeio doméstica nos anos 1960 e 1970, defendeu a derrubada completa do governo dos Estados Unidos. O grupo usou dinamites e conseguiu bombardear o Edifício do Capitólio, o Departamento de Correções do estado em Albany, a sede da NYPD e o Pentágono. Ao mesmo tempo, eles atacaram as famílias "Rockefellers, Oswalds, Reagans e Nixons" do mundo.

Os bombardeios ocorreram graças a Ronald Fliegelman, o "guru das bombas". Ele as construiu especialmente para o Weather Underground, usando bastões de dinamite e despertadores baratos comprados da RadioShack.
Em 1977, o grupo fanático se encerrou e Fliegelman desapareceu. Por 25 anos, a identidade do guru permaneceu um mistério até que ele foi descoberto trabalhando como professor de educação especial, em Nova York. Infelizmente, naquela época, Fliegelman não precisava se preocupar em pagar por seus crimes horríveis, devido ao estatuto de limitações. Ele não sente remorso algum e atualmente está aposentado.

7 - Execução de ursos pardos

No final do século 19, a população de ursos pardos dos Estados Unidos estava diminuindo rapidamente. Eles eram mortos pois as pessoas não tinham conhecimento da importância de sua conservação. Quando o Yellowstone foi estabelecido como o primeiro parque nacional dos EUA em 1872, os ursos pardos participavam dos espetáculos do lugar. Em 1916, um operário chamado Frank Welch, foi morto por um urso pardo em Yellowstone. A morte resultou em uma grande revolta da população e os colegas de trabalho de Welch decidiram que o urso precisava "morrer por seus crimes".

Os homens colocaram lixo comestível ao lado de um barril cheio de dinamite, próximo aos animais. Quando os ursos foram comer, os homens acenderam a dinamite, explodindo-os em mil pedaços. Essa prática se tornou bastante comum no parque nacional, até que em 1962, um movimento ambiental decidiu que os animais deveriam ser preservados. Em 1967, duas garotas de 19 anos que estavam acampando foram mortas por ursos enquanto dormiam. O fato gerou uma série de execuções de ursos pardos na grande região de Yellowstone.


Próxima Matéria
avatar Isabela Araujo
Isabela Araujo
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest