• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fenômenos paranormais que possuem explicação

POR Erik Ely    EM Lendas Urbanas      01/02/20 às 22h47

Desde o início da humanidade, interpretamos alguns mistérios, que não conseguimos explicar como paranormais. Contudo, com um pouco de pesquisa, muitos desses mistérios foram desvendados. Por isso, separamos 7 fenômenos paranormais que possuem explicação.

Além de se tornarem menos assustadores, esses "fenômenos paranormais" também levaram à novas descobertas sobre a ciência. Por isso, é tão importante explicar o que seria "inexplicável".

1 - Balas mágicas

Charles Fort é conhecido por escrito livros de assuntos "paranormais". No livro Wild Talents, de 1932, ele mostra exemplos de pessoas que foram mortes por balas, sem que ela tenha feito algum tipo de buraco. E esse foi o caso do Capitão Colvocoresses, em 1872, nos Estados Unidos. Contudo, ele realmente não tinha buracos de bala em seu corpo. Mas, na verdade, a causa de sua morte foi dada como suicídio.

2 - Soldados encontraram o "Abominável Homem das Neves"

Durante as décadas de 1950 e 1960, Ivan T. Sanderson foi um especialista em casos do "Abominável Homem das Neves". Em uma de suas histórias, ele contou que um grupo de soldados foi surpreendido pelo animal, no ano de 1902. Contudo, a história foi inventada em 1957 e nunca chegou a ser mencionada em outro lugar. Tudo que Sanderson precisou acrescentar foram alegações de que ele teria visto "relatórios do governo", para deixar a história mais autêntica.

3 - Todos explodiram ao mesmo tempo

Em 7 de abril de 1938, George Turner dirigia por uma estrada tranquila. No mar, John Greeley pilotava a SS Ulrich. E, na Dinamarca, Willem Ten Bruik, dirigia no interior. Contudo, ao mesmo tempo, todos sofreram algum tipo de combustão espontânea. Depois de anos, foi descoberto que nenhum deles realmente existiu. De fato, em pouco tempo, a história foi criada e se tornou mais uma lenda urbana.

4 - Morto por um crime que não cometeu

Em novembro de 1856, John Wilhelm Gebhard foi enforcado, por conta de um assassinato que dizia não ter cometido. Por conta do crime, ele não poderia ser enterrado em um lugar santo e por isso, foi enterrado próximo a uma prisão. Contudo, depois de seis semanas, o verdadeiro assassino foi descoberto. Depois disso, o cadáver poderia receber um enterro adequado. No entanto, seu caixão estava vazio e seu corpo nunca foi encontrado.

Pelo que sabemos, a fuga paranormal de John Gebhard é baseada na história de John Wilhelm Louis Gebhard. De fato, em 1822, ele foi condenado por um crime que não cometeu. Contudo, seu corpo nunca desapareceu e tudo isso não passou de um lenda urbana.

5 - O desaparecimento de Diderici

No ano de 1815, um criminoso, conhecido como Diderici, cumpria pena em uma prisão de Weichselmunde, na Polônia. Contudo, um dia, ele estava acorrentado e, simplesmente, desapareceu, na frente de todos. De fato, essa história é verdadeira. Entretanto, não da forma que ela é contada. Enquanto estava preso, Diderici conseguiu fugir da prisão, mas sem que ninguém fosse culpado por sua fuga, a lenda surgiu.

6 - Teoria da Combustão Espontânea

Em 1980, Peter Lyman Jones desenvolveu um projeto de tabagismo, por apenas um dia. Ele estava ao lado de sua esposa, quando, de repente, uma fumaça começou a sair de corpo. Em seguida, ambos entraram em pânico, mas em pouco tempo, a fumaça parou. De acordo com o pesquisador, Larry Arnold, isso aconteceu outras vezes. No entanto, a falta de documentação levantou a possibilidade de que o autor estaria mentindo, para provar que sua da teoria da combustão espontânea humana era verdadeira. Com isso, é possível que Peter Lyman nunca tenha existido fora das páginas dos escritos de Larry Arnold.

7 - Descoberto em outro tempo

Em junho de 1950, o necrotério de Nova York recebeu o corpo de um homem, que havia sido atingido e morto por um carro. Em seguida, ele foi identificado como Rudolph Fentz através de um documento de identificação. Mas mesmo assim, tudo ainda estava muito estranho. Fentz estava vestindo roupas, que datavam da moda de antes dos anos 1900. Além disso, em seu bolso, a moeda mais recente datava de 1876.

Na busca por entender o caso, a política descobriu que, em 1876, um homem, chamado Rudolph Fentz, desapareceu em Nova York. Contudo, essa história não é verdadeira. Recentemente, foi descoberto que os detalhes da história pertenciam a um conto escrito por Jack Finney, em 1951. Depois disso, anos depois, a história apareceu como um relato de fenômeno paranormal, em diversas páginas da internet.

Próxima Matéria
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+