• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 festivais mais perigosos do mundo

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      01/02/19 às 16h34

Nem só de festivais de música badaladas vive o homem moderno. Pelo mundo todo existem diversas outras temáticas para reunir um amontado de pessoas em um festival emocionante. Mas qual a sua preferência quando se trata de festivais? Os mais tranquilos e regados à diversão, ou aqueles encontros para os que gostam mesmo é de uma grandes aventuras e se alimentam da excitação do perigo?

Se a sua resposta for a primeira opção então é melhor você manter distância dos eventos que vamos listar aqui hoje. No entanto, se você gosta de viver a vida no extremo, essa pode ser uma lista de coisas que você precisa presenciar, pode ser assistindo ou mesmo como participante desses encontros festivos insanos.

1 - A colina de Queijo do Cooper

Imagina uma corrida após comer uma roda de queijo de 4kg? Pode até parecer divertido à primeira vista, porém não se engane. Este é um festival realizado anualmente pelos moradores da vila de Brockworth, na Inglaterra. Os participantes começam a brincadeira se atirando de uma colina bastante irregular para começar a corrida. O queijo é só mesmo para dar um incentivo a mais para as pessoas caírem de um lado para o outro.

Pensando nas consequências, equipes de ambulância ficam a postos, o hospital preparado e ainda equipes de voluntários para socorrer os participantes feridos, porque é fato que alguém vai se machucar.

O evento é realizado em maio, durante o feriado da primavera na Inglaterra. O seu recorde de lesões foi em 1997, quando 33 pessoas foram parar no hospital, seja por contusões ou até ossos quebrados. O evento já possui fama desde o século 19, mas por questões de segurança foi cancelado após o evento de 2010. Mas voltou no ano seguinte, mesmo que de forma não oficial. O evento já faz parte do calendário da cidade. No final, o vencedor ganha uma roda de queijo.

2 - Corrida de Touros

A corrida dos touros é um evento que leva anualmente cerca de um milhão de visitantes à cidade de Pamplona, na Espanha. Por oito dias, são lançados em uma rota de 850 metros na rua Santa Domingo, 9 vacas, e 6 touros com chifres enormes. Toureiros vestidos de branco, e com o tradicional lenço vermelho correm de um lado para o outro tentando não ser pisoteados ou machucados pelos animais.

No começo do evento, mulheres não eram autorizada a participar, isso só foi possível a partir de 1974. No entanto, para qualquer participante, é necessário ter mais de 18 anos e não ter ingerido bebida alcoólica antes de ingressar na brincadeira. Você precisa estar totalmente sóbrio quando for se arriscar a ser atacado por um touro.

A linha de chegada fica na Plaza de Touro, onde ao final do dia, os touros são levados para o matadouro. No balanço da festividade do ano passado, 12 pessoas foram feridas pelos touros, e desde o começo do evento em 1924, 15 pessoas já morreram na corrida.

3 - Festival Nacional de Pirotecnia

O festival de fogos de artifícios acontece todos os anos na cidade de Tultepec, no México. Até poderia ser um evento inofensivo, sete dias para celebrar o santo padroeiro dos fabricantes de fogos de artifício, o San Juan de Dios, algo que movimenta a economia da cidade, trazendo cerca de 100.000 pessoas para a região. Mas o perigo fica por conta dos fogos em si, que não são disparados para o céu como poderia se imaginar, mas sim para as pessoas na rua.

A produção dos fogos também se mostra um perigo para as pessoas, a cidade é toda cercada por fábricas de fogos de artifício, e vários acidentes durante a fabricação dos explosivos para o festival já terminaram em tragédia. Em 2016, uma explosão matou 33 pessoas, e hospitalizou outras 46, entre elas 10 crianças.

4 - Festival de Combate de Natal Takanakuy

O evento que acontece anualmente no dia do Natal, teve início na província de Chumbivilcas, no Peru, e consiste basicamente em homens fantasiados como um dos cinco personagens da história andina. Eles basicamente se enfrentam em combates de luta, estilo marcial moralmente não permitido, enquanto canções tradicionais são entoadas pelos foliões.

5 - Festival de fogos de artifício de Yanshui

Pelo visto festivais de fogos de artifício têm seus entusiastas por todo o mundo. Como acontece também na cidade de Yanshui, em Taiwan, em que fazem uma fogueira a partir de fogos. Mas tudo tem a sua explicação. No caso, a crença de que explosivos de fogo trazem boa sorte para aqueles que façam contato. Devido a uma epidemia de cólera no final de 1800, os moradores rezavam para o deus chinês Guan Gong, buscando o alívio da doença. Como forma de chamar a atenção do deus, eles usaram fogos de artifícios. A epidemia teve fim, e então eles estabeleceram o festival anual.

Hoje eles fazem torres repletas com mais de 600.00 fogos de artifícios que são acesos com suas munições lançadas em direção à multidão que aguarda pela explosão.

6 - Festival de rodeio

O Calgary Stampede do Canadá é conhecido como o maior rodeio do mundo e nutre uma relação de amor e ódio entre as pessoas. Para os caubóis e o público do evento a realização dele é ótima, mas não para os ativistas dos direitos dos animais, que caracterizam o evento como crueldade legalizada com os bichos.

O evento acontece anualmente durante o mês de julho, desde 1912. E além disso, movimenta a economia da cidade, no período do evento, mais de 1 milhão de latas de cervejas são vendidas ao público que assiste aos maiores campeões de rodeio do mundo.

E não são somente os animais que correm o risco, a expectativa é de que ao menos uma pessoa morra no evento por ano, e que pode se estender aos participantes. Nos últimos 20 anos do evento, duas pessoas morreram, sem contar as lesões que são comuns aos animais e aos participantes.

7 - Festival dos Pilares Honrados

Conhecido por suas tradições, o Japão conta com vários festivais, como o centenário Festival de Onbashira que acontece a cada seis anos. A festividade é centrada nos quatro santuários de Suwa-Taisha, em Tóquio. Quando grandes pilares, alguns com mais de 18 metros de altura, são derrubados. Eles se tornam "pilares honrados". E devem ser movidos para longe da região montanhosa. E essa tarefa é feita por pessoas que começam uma perigosa viagem carregando os pilares, arrastando por terrenos traiçoeiros. Assim que chegam aos santuários, os pilares são levantados pelos participantes. Toda a viagem é perigosa, e acaba sempre com muitas mortes e ocorrências de afogamento ou quedas.

Próxima Matéria
Via   INSH  
Imagens INSH Terra
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+