• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 figuras históricas que sofriam de graves doenças

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      17/09/19 às 19h30

As figuras mais famosas, que conhecemos hoje, foram aquelas que lutaram por suas crenças e, claro, por suas paixões. Júlio César, Michelangelo, Roosevelt são apenas alguns exemplos dos personagens históricos, que conseguiram realizar feitos incríveis. Foi por meio de suas atitudes, que esses indivíduos conseguiram conquistar um lugar de destaque, tanto na sociedade, como nas páginas dos livros de histórias.

Agora, você sabia que, enquanto estavam vivos, tais figuras lutaram constantemente contra doenças crônicas? Pois é, imagine só. Além de terem sido dotados de tamanha inteligência e certos talentos, esses seres históricos, constantemente, eram acompanhados pela dor. Confira, agora, 7 personagens históricos que caminharam, lado a lado, com o espectro da dor.

1 - A epilepsia de Júlio César

Sim, muitos não sabem, mas Júlio César sofria de ataques epiléticos. A doença foi documentada, pela primeira vez, pelo historiador Plutarco. De acordo com Plutarco, o primeiro ataque, registrado de César, ocorreu durante sua campanha na Hispânia, logo no final da vida do ditador. Não há menção de quão intensos eram os ataques, no entanto, acredita-se que eram, no mínimo, perceptíveis.

2 - A artrite de Michelangelo

Em suma, sabemos que Michelangelo foi um dos poucos artistas, que foi capaz de conjurar mundos inteiros, por meio de suas delicadas mãos. Além de ter sido banhado por tal talento, Michelangelo também sofria com a artrite. Em cartas que escrevia, o artista, constantemente, reclamava de "gota". Na época, de acordo com especialistas, o termo "gota" era usado para definir qualquer tipo de dor. Acredita-se também que seu trabalho piorou, consideravelmente, a doença. Ao examinar sua caligrafia, bem como alguns retratos pintados em seus últimos anos, para alguns historiadores, sua mão esquerda tornou-se inútil, somente aos 89 anos.

3 - A síndrome de Tourette de Samuel Johnson

Samuel Johnson foi um famoso escritor. Além de escritor, Johnson foi também o responsável por criar o primeiro dicionário de inglês. Diferente das outras figuras citadas acima, cujas doenças eram mais comuns, Samuel Johnson sofria da síndrome de Tourette. Diversos documentos abordam o fato do Johnson possuir estranhos tiques. Para se ter uma ideia, de acordo com tais documentos, Johnson, antes de sair de casa, contava o número de passos, que deveria dar de um certo ponto a outro.

4 - O pólio de Franklin Roosevelt

Por muitos anos, Roosevelt escondeu sua doença do povo americano. Devido ao pólio, FDR ficou paralisado, da cintura para baixo e, consequentemente, confinado a uma cadeira de rodas. A poliomielite atingiu FDR, em 1921, quando o democrata era candidato à vice-presidência. Roosevelt até poderia ter deixado completamente de lado sua carreira política. Em contrapartida, mesmo doente, Roosevelt serviu quatro mandatos, como presidente dos Estados Unidos.

5 - A doença de Hodgkin de Jane Austen

Austen tornou-se vítima de doença de Hodgkin, quando completou 40 anos. A doença de Hodgkin é um câncer, que se origina nos linfonodos (gânglios), do sistema linfático. De acordo com alguns pesquisadores, a doença veio à tona, quando Austen passou a descrever, em suas cartas, um padrão específico de febre. Em suma, mesmo com a doença, acredita-se que Austen sempre manteve seu bom humor, durante seu declínio. Suas cartas deste período são infalivelmente espirituosas, corteses e ainda têm o toque de seus romances brilhantes.

6 - A depressão de Abraham Lincoln

Apesar de ter colocado um fim na Guerra da Secessão, e de introduzir medidas que colocaram fim à escravidão nos EUA, Lincoln era extremamente melancólico. Vivia períodos de uma profunda e debilitante depressão. De acordo com relatos históricos, um dos dezesseis primeiros presidentes americanos, inclusive um dos mais emblemáticos de todos os tempos, chorava constantemente. Lincoln era também considerado um religioso fanático.

7 - A doença de Parkinson de Adolf Hitler

Juntamente com alguns outros membros do alto escalão do Terceiro Reich, incluindo Hermann Goering, Adolf Hitler também recebeu altas doses de metanfetamina, para aliviar certas dores. Ainda nesse ínterim, de acordo com historiadores, em um certo momento de sua vida, Hitler passou a exibir o sintoma mais famoso de Parkinson, o tremor involuntário das mãos.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+