• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 finais de séries que nem os mais inteligentes entenderam completamente

POR Gabi Noronha    EM Entretenimento      06/03/18 às 18h36

Acompanhar séries é um investimento. Pode até não ser uma aplicação financeira, mas certamente envolve tempo demais. Seja episódios de vinte minutos, seja de cinquenta, o que interessa é que sempre gastamos uma boa quantia de nossas horas semanais imergidos em determinadas histórias. Por isso, nunca é fácil aceitar quando sua série favorita é cancelada. A frustração é tamanha que, em casos específicos como da Netflix, algumas pessoas chegam a entregar em contato com a empresa para reclamar sobre a decisão.

Apesar da profunda tristeza, acredite, existem outros meios da série deixar um vazio dentro do espectador. Um deles é durar mais do que o previsto e a história perder o rumo. Outra é em seu término. Muitas vezes, a série termina de um jeito vago, ou pior, em aberto, deixando várias perguntas para trás. Acompanhar por anos uma história para que seu final, na verdade, seja mais confuso do que simples, pode ser tão revoltante quanto um cancelamento. A seguir, separemos alguns finais que exigem um pouco mais de paciência por parte do público, pois foi complicado de entender.

1 - Os Sopranos

Os Sopranos é uma das séries mais importantes da atualidade e, mesmo assim, conseguiu ter um final revoltante. Talvez, o que mais os fãs tenham estranhado seja a forma abrupta como o programa terminou. Tony está acompanhado de sua família no restaurante ao som de Don"t Stop Believing, da banda Journey. Era uma cena padrão e, de repente, há um corte seco e rápido. Este foi o anúncio do desfecho que uma jornada que durou seis anos. David Chace, o criador da série, comentou que isso poderia implicar em duas coisas. Primeiro que Tony sempre seria paranoico e a segunda é que os finais para pessoas como Tony Soprano normalmente acontecem do nada. Bem que ele poderia ter expressado a ideia de outra forma.

2 - Mad Men

Foram sete anos acompanhando o brilhantismo profissional de Don Draper e sua complicada vida pessoal. Depois de passar por casamentos mal resolvidos e vários problemas empresariais, a série acaba com o protagonista meditando em um lugar tranquilo. Em seguida, a cena corta para um comercial da Coca-Cola de 1972, que mostra vários jovens cantando "I"d like to buy the world a Coke". O final tem muito a ver com o fato de Draper ser publicitário, no entanto, até onde vai a mensagem que os produtores queriam passar? Na verdade, algumas pessoas ainda se perguntam qual seria essa mensagem. O personagem enfim encontrou a paz que precisava? Ou ele teve um insight sobre como se reconciliar com sua vida profissional?

3 - Hannibal

A série de Bryan Fuller foi inspirada nos romances de Thoman Harris. A história era sobre Hannibal Lecterl, um canibal manipulador que acaba auxiliando o FBI em alguns casos. Ao longo dos episódios ele engata uma complexa relação com o agente federal Will Graham. Ambos entendem como funciona a mente de um assassino, porém, estão em lados opostos da lei. No final temos um combate brutal que termina na queda de Hannibal e Will de um penhasco. A série foi cancelada devida a baixa audiência e, no fundo, os personagens poderiam ter sobrevivido a queda. Ao menos um deles. O mais intrigante, no entanto, é a cena pós-crédito da série. Bedelia, a psiquiatra de Hannibal, está aguardando para jantar. Na mesa, há dois lugares preparados para convidados ausentes. E no centro, sua própria perna está servida.

4 - Angel

Buffy the Vampire Slayer foi uma série de sucesso do começo dos anos 2000. Foi a partir dela que surgiu Angel, o spinoff sobre um homem amaldiçoado com o vampirismo. O programa durou quatro temporadas e basicamente mostrava a luta entre o bem e o mal. Angel era determinada a acabar com as forças da sociedade conhecida como Circle of the Black Thorn. No último episódio, Angel e sua pequena turma vão para a batalha contra o exército do mal. E série acaba com os dois grupos se encontrando. Ninguém entendeu nada na época e foi preciso Joss Whedon (co-criador do programa) explicar o que eles quiseram passar ali. De acordo com ele "não importa quem perca, a luta sempre continua".

5 - Weeds

A série conta as aventuras de Nancy Botwin, uma mãe solteira que se dedica a venda de maconha para sustentar a família. O último episódio parece o fim de novela da Globo. Praticamente tudo ficou para ser resolvido nos momentos finais. Por isso, alguns personagens ainda foram deixados para trás. Apesar disso, boa parte deles têm um final feliz. A série faz um pulo temporal repentino, para um futuro em que a maconha era legalizada. Nancy é dona de vários negócios envolvendo a erva e diversos outros personagens reaparecem ligados, de alguma forma, com ela. No fim de tudo mesmo, ela e os principais coadjuvantes aparecem fumando maconha e decidindo vender alguns negócios para a Starbucks.

6 - Futurama

O Professor Farnsworth inventou um botão que era capaz de fazer o universo voltar dez segundos no tempo. Assim, Fry tenta usá-lo para fazer a proposta de casamento perfeita para Leela. Contudo, ele quebra o dispositivo e os dois acabam presos e sozinhos em um único lugar. Já na velhice, eles finalmente reencontram com o Professor, o qual revela ter vagado por um tempo até encontrar um meio de voltar. Ele conserta o botão e diz que pode levar todos de volta ao passado, para viver suas vidas novamente. Porém, eles não lembrariam de nada. Ambos aceitam a proposta e reiniciam Futurama.

7 - Lost

Talvez um dos finais de séries mais discutido dos últimos anos. Lost mostrou tantas linhas temporais e versões de personagens que acabou confundindo grande parte do público. Algumas pessoas chagaram a desistir de acompanhar a série por achar complicado demais de entender. A teoria mais forte era que todos eles estão mortos e a ilha seria uma espécie de purgatório. Contudo, o episódio final confirmou a vida após a morte. No entanto, o purgatório não significa, necessariamente, que os personagens estavam mortos todo o tempo.

O lugar é consequência dos eventos ocorridos ao longo da série. No aniversário de 10 anos da série, os criadores explicaram que a vida após a morte deveria provar que a ilha não era o purgatório. Apenas um lugar no qual todos eles, eventualmente, irão acabar. Os criadores ainda falaram que apenas colocaram essa trama para desconsiderar a teoria dos fãs sobre purgatório. Mas no final das contas, o efeito foi o oposto.

O que você achou do final dessas séries? Lembra de mais algum programa que tenha terminado de forma confusa? Então não deixe de comentar com a gente!

Próxima Matéria
Via   Looper  
Imagens NYDN SDG
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+