• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 guerras pouco conhecidas que aconteceram devido ao fim da 1° Guerra Mundial

POR Diogo Quiareli    EM História      15/01/19 às 10h35

O mundo já enfrentou diversos momentos difíceis e em demasia brutais. Já tivemos que lidar com desastres naturais devastadores, com doenças que logo se espalharam e deixaram muitos mortos e, é claro, guerras que deixaram milhões de mortos. Algumas guerras se mantiveram sob segredo, quase nada divulgadas, enquanto outras, como a Primeira e Segunda Guerra Mundial, ganharam páginas e mais páginas em livros de história do mundo inteiro. Uma coisa que poucos sabem é que a Primeira Guerra Mundial resultou em várias outras após o seu fim. Esse confronto, que é um dos mais marcantes da História, acabou no dia 11 de novembro de 1918. Os confrontos no ar, na terra e no mar se encerraram.

Essa guerra finalizou deixando milhões de pessoas mortas. Enquanto a Alemanha e seus aliados não pararam de lutar, não houve a paz total. A guerra foi responsável pela destruição de velhos costumes europeus e impérios do passado que foram desmoronados. Das cinzas da Primeira Guerra, começaram novos confrontos e talvez você não saiba sobre isso. Foi pensando neles que resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou para você, caro leitor, algumas guerras pouco conhecidas que aconteceram devido ao fim da Primeira Guerra Mundial.

Se você conhece outra que não listamos aqui, manda pra gente nos comentários aí embaixo. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já e, sem mais delongas, confira conosco e surpreenda-se.

1 - Intervenção aliada na Rússia

A Primeira Guerra destruiu um aliado britânico importante, além dos franceses, o regime czarista russo. Em 1917, alguns anos após o término do confronto, o Império Russo deixou de existir e os Aliados observaram, assustados, como o novo governo russo fez as pazes com a Alemanha, e então Lenin e os soviéticos tomaram o país. Eles tiveram que lutar para defender a Rússia de invasões de outros países. Países como o Japão queriam se infiltrar no país e o objetivo deste era expandir o seu Império e influenciar a Sibéria russa. Os aliados precisavam segurar as pontas no país e só saíram em 1920, embora os japoneses tenham ficado na Sibéria russa até 1922.

2 - Estados Bálticos

Com a Rússia no auge da Revolução, os Estados Bálticos da Letônia, Estônia e Lituânia observaram sua chance de declarar sua independência. Após a derrota da Alemanha, o novo regime soviético buscou estabelecer o controle sobre suas províncias antigas. Com o apoio e ajuda de forças anti-comunistas e da poderosa Marinha Real Britânica, esses três conseguiram bater de frente com os soviéticos e manter sua liberdade. No entanto, os soviéticos não esqueceram disso e, durante a Segunda Guerra Mundial, se apoderaram dos três territórios.

3 - Guerra da Independência Irlandesa

Durante os confrontos da Primeira Guerra Mundial, os irlandeses deram início a uma rebelião, a Rebelião da Páscoa. Isso tinha a intenção de derrubar o domínio britânico. Esse confronto durou cinco dias, indo de 24 a 29 de abril de 1916. Essa guerra despertou a nação irlandesa, preparando o terreno para a Guerra da Independência da Irlanda. A Rebelião da Páscoa mostrou aos irlandeses que eles poderiam lutar contra os britânicos, então assim começou uma guerra que durou de 1919 a 1921. Eles conseguiram forçar o Império Romano a negociar.

4 - Conflitos entre a Polônia e a Checoslováquia

Após o término da Primeira Guerra Mundial, várias novas nações surgiram e algumas lutaram entre si por divergências de fronteira. Alguns resolveram seus problemas diplomaticamente. Por outro lado, outros como a Polônia e Checoslováquia emergiram do Império Austro-Húngaro. Ambos buscavam conquistar a área de Cieszyn Silésia ou o Ducado de Teschen. Esses lugares foram bastante olhados pelos países. A Guerra resultou numa vitória de terras para a Checoslováquia. No entanto, mais tarde, quando os nazistas tomaram o país, a Polônia expulsou a nação checa da área.

5 - Revolução Alemã de 1918

Na Rússia, uma revolução foi capaz de derrubar o czar russo e Lenin, junto de seus aliados comunistas, tomou o controle. Depois da derrota da Alemanha na Primeira Guerra Mundial, houve na Alemanha uma revolução que derrubou o Kaiser: a Revolução de 1918. Os comunistas buscavam duplicar o sucesso do comunismo na Rússia com uma revolta na Alemanha. Sob a liderança de Karl Liebknecht e Rosa Luxemburg, eles passaram a chamar Spartacists e depois de Spartacus, o famoso líder da famosa rebelião de escravos na antiga República Romana. A greve foi apoiada por uma greve contendo milhares de participantes. A revolução resultou em brigas internas e a maioria das pessoas foi para casa. Enquanto havia briga entre os espartaquistas, o governo da Alemanha, controlado pelo Partido Social Democrata da Alemanha, recrutava ex-soldados para um grupo de ataques militantes chamado "Freikorps". No dia 6 de janeiro de 1919, o Partido liberou-os como os espartaquistas, derrotando-os facilmente.

6 - Revolta iraquiana contra os britânicos

Lawrence da Arábia fez uma promessa ao seu povo de que, se ajudassem a derrubar os turcos, eles iriam determinar seu próprio destino. Eles se juntaram aos aliados para fazer isso, mas foram cruelmente traídos quando os franceses e britânicos dividiram as terras árabes. Os britânicos criaram um "mandato" que tomaria o Iraque. Vendo que estavam sendo feitos de fantoche, se rebelaram novamente, mas agora contra seus aliados, os britânicos. O Reino Unido estava fraco e não conseguiria iniciar uma nova guerra após o fim da Primeira Guerra Mundial. O secretário de guerra, Winston Churchill, implementou uma estratégica. A Força Aérea Real poderia bombardear os iraquianos. Após alguns meses de confronto, a rebelião acabou e o povo iraquiano se subjugou. Os britânicos chegaram a conclusão de que forças aéreas podiam derrotar não somente os soldados iraquianos, mas também nações industriais inteiras.

7 - Armênia contra o Azerbaijão

A Armênia e seu povo enfrentaram um dos primeiros genocídios modernos. Isso aconteceu durante a Primeira Guerra Mundial, quando os turcos mataram 1,5 milhão de armênios. Após o término da guerra, os impérios que controlavam a região histórica da Armênia, recuaram. Assim sendo, a Armênia e o Azerbaijão decidiram resolver alguns problemas antigos. Em 1918, começou a preparação do cenário para a guerra entre as duas regiões.

E aí, o que você achou dessa lista? Sabia sobre todos esses confrontos? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Top Tenz  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+