• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 homens que já foram acusados de serem Jack, o Estripador

POR Jesus Galvão    EM Mistérios & Horror      23/07/18 às 19h54

Diversas pessoas já foram acusadas de cometerem crimes sob o pseudônimo de Jack, o Estripador. O nome 'Jack, o Estripador' teve origem em uma carta que ele mesmo teria escrito e mandado a polícia assumindo a autoria dos assassinatos. Seus crimes chocaram a sociedade londrina em 1888, pela crueldade e selvageria empregados. A identidade de Jack nunca foi revelada e muitos de seus crimes permaneceram sem solução.

Aqui na Fatos Desconhecidos já escrevemos 7 coisas que você não sabia sobre Jack, o Estripador e 7 serial killers piores que Jack, o Estripador. Hoje, listamos alguns homens que teriam sido acusados pela policia e autoridades de serem um dos serial killers mais temido e famoso de todos os tempos. Confira!

1 - H.H. Holmes

H.H Holmes possuía um local para cometer seus crimes. Um hotel com quartos a prova de som, passagens secretas, câmaras de gás e até mesmo um incinerador. Os viajantes que se hospedavam eram assassinados e tinham seus restos mortais dissolvidos em ácido ou enterrados em fossas de cal.

Muitas pessoas associaram os crimes cometidos por Jack como sendo de autoria de Holmes. No entanto, nunca se conseguiu provar que Holmes estivesse em Londres durante o período em que os crimes foram cometidos.

2 -  Joseph Barnett

Barnett mantinha um relacionamento com Mary Kelly, uma das vitimas de Jack. Sabe-se que no dia em que ela foi morta o casal havia tido uma briga na casa onde ela foi encontrada esquartejada. Após interrogatório, Barnett foi liberado e as investigações continuaram.

Porém, historiadores apresentaram uma teoria de que, após ficar desempregado, Joseph estava sendo sustentado por Mary Kelly por intermédio de seu trabalho como prostituta. Então ele teria começado a matar as mulheres que trabalhavam na noite para amedronta-la. Mas, num ataque de fúria por ela não deixar o trabalho, ele a matou.

3 - Charles Lechmere

Também conhecido como Charles Cross, Lechmere foi o responsavel por encontrar o corpo de Polly Nichols em um beco, enquanto ainda trabalhava como motorista para a Pickford. Muitas pessoas acreditam que ele tenha matado a mulher e inventado uma história para justificar sua presença no beco onde ela foi encontrada.

As acusações são reforçadas pelo fato de que Lechmere usava um segundo sobrenome. Por outro lado, a segunda testemunha no caso de Nichols, afirma que quando chegou ao local, a vitima ainda estava respirando, dando indícios de que o crime teria sido cometido a pouco tempo. O que impossibilitava Lechmere de ter cometido o crime e ter tido tempo suficiente limpar e esconder a arma antes de ser visto.

4 - Frederick Bailey Deeming

Depois da morte de sua mãe, Deeming conseguiu um trabalho como marinheiro. Ele passou então a ser atormentado com ilusões de que o espirito de sua mãe estava lha dando instruções para cometer crimes e atos violentos - incluindo o assassinato de duas esposas e quatro filhos.

Depois da morte de sua primeira esposa e filhos, em Liverpool, ele se mudou para Australia. Onde se casou novamente e após algum tempo matou sua noiva. Os assassinatos que aconteceram em Whitechapel, ocorreram em uma zona portuária, que eram bem familiares à Deeming. No entanto, as autoridades não conseguiram provar que Deeming estivesse na região quando os crimes ocorreram.

5 - Lewis Carroll

Uma teoria tenta provar que o famoso autor de Alice no País das Maravilhas, era na verdade, Jack, o Estripador. Os autores da teoria alegam que Carroll teria sofrido abuso sexual quando criança, e após um colapso mental ele planejou se vingar da sociedade. Poemas e até mesmo o diário de Carroll foram usados para tentar comprovar tal teoria, porém, sem sucesso.

6 - Francis Craig

Francis Craig, era jornalista e morador de Londres. Craig algum tempo antes dos crimes havia sido acusado de plagio por um jornal local. Sua ex mulher após deixá-lo decidiu mudar seu nome para Mary Kelly. Supostamente, Francis teria a perseguido e em seguida a  matado. Porém, não é compreensível os motivos que o fariam assassinar as outras vitimas.

7 - William Henry Bury

Em 1889, Bury foi até a delegacia de Dundee, na Escócia, e informou que havia um corpo de uma mulher esfaqueado em uma caixa em sua casa. Os policiais foram até a casa de Bury e confirmaram o fato. Segundo o homem, ele estava bebendo e acabou dormindo. Quando ele acordou, o corpo de sua mulher, Ellen Bury, já estava morto e ele não sabia dizer o que tinha acontecido.

Imaginando que ele tivesse cometido o crime, ele resolveu ir até a delegacia. Médicos legistas informaram que Ellen foi morta por estrangulamento e que os cortes de faca foram feitos após sua morte. Porém, um outro médico informou que, na verdade, Ellen teria cometido suicídio. As autoridades tentaram arrancar uma confissão de Bury de que ele era Jack, o Estripador, mas sem sucesso.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Listverse  
Imagens Weacom
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+