icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 ilhas abandonadas e as histórias assustadoras por trás delas

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      17/07/18 às 18h04
capa do post 7 ilhas abandonadas e as histórias assustadoras por trás delas

As ilhas sempre despertaram curiosidade nos seres humanos. Seja por histórias contadas quando éramos crianças, por elas parecerem ser cheias de mistérios, ou por guardarem tesouros. Enfim, descobrir o que tem em alguma ilha é um fato que povoa o imaginário das pessoas.

Algumas são muito famosas, como a misteriosa ilha de Atlantis que teria desaparecido ninguém sabe muito bem o porquê. Outras ilhas fictícias também tem seu lugar na imaginação coletiva. É o caso da ilha de Lost ou de várias ilhas do tesouro em filmes de pirata. Mas não é só na ficção que existem ilhas misteriosas. Existem porções de terra que foram misteriosamente abandonadas. De misteriosos assassinatos a explosões vulcânicas, vários são os motivos do abandono dessas ilhas.

1 - Hashima

Essa ilha no Japão tinha, em seu auge, 5 mil habitantes mas foi abandonada depois que seu depósito de carvão acabou nos anos 1970. A Mitsubishi Corporation transformou essa ilha, rica em carvão, em uma cidade altamente povoada e cheia de complexos de apartamentos, restaurantes e escolas para a crescente população.

Quando o depósito de carvão sob a ilha acabou, a Mitsubishi deixou a ilha, que uma vez foi próspera, para se decompor. A ilha está desabitada há mais de 40 anos e reabriu recentemente para os turistas que gostam de explorar as ruínas que apareceram no filme de 2012, 'Skyfall'.

2 - St Kilda

A ilha escocesa pode ser um local de reprodução importante para os papagaios-do-mar e outras aves marinhas, mas para os humanos que viviam lá estava longe de ser ideal. Ela foi habitada a partir da Idade do Bronze e a população da ilha diminuiu constantemente no início do século XX. Os habitantes de lá sofriam de desnutrição, doenças e isolamento. Eventualmente os poucos habitantes foram evacuados da ilha e reassentados no continente escocês em 1930. Hoje a ilha é um Patrimônio Nacional da UNESCO.

3 - Suakin

O porto de Suakin foi originalmente desenvolvido por Ramsés no século X a.C, e pelos três mil anos seguintes foi um porto comercial crucial para grandes impérios. Ele trouxe riqueza e prosperidade para o Sudão e era um luxuoso porto fechado com construções impressionantes feitas de coral com detalhes em madeira e pedra. No século XIX se tornou um centro de comércio de escravos na África Oriental, mas começou a encolher quando o comércio diminuiu. O que resta da florescente civilização são as ruínas que permaneceram na ilha.

4 - Holland Island

A ilhas Holland, na baía de Chesapeake, uma ilha de oito quilômetros de extensão que abrigava centenas de marinheiros e fazendeiros, corroeu-se e basicamente desapareceu no mar. Em 1922, uma combinação encolhimento de terra e inundações severas levou todos os moradores da ilha a se mudarem. Desde então a ilha continuou a submergir lentamente na água. Em 2010, a única casa sobrevivente na ilha foi finalmente engolida pelas marés.

5 - McNab

A ilha da Nova Escócia já abrigou uma destilaria secreta na época da Lei Seca. Vários fortes militares, jardins vitorianos, um farol entre muitas outras estruturas estão abandonadas na ilha. Ela foi colonizada pelo comerciante Peter McNab na década de 1780. Isso depois de ter sido anteriormente usada principalmente por pescadores. Seus descendentes viveram no local até 1934. Contudo, sem outros habitantes a ilha acabou se desorganizando. Hoje está aberta aos visitantes.

6 - Brentford Ait

A ilha de 4,572 acres no Thames já foi habitada, e a mais famosa casa do Three Swans Pub, era um bar e restaurante com uma reputação de comportamento indecente e convidados questionáveis. Uma confusão no pub teria ficado tão fora de controle que as pessoas do outro lado do rio conseguiam ouvi-las. Um vizinho especialmente irritado, Robert Hunter, comprou a propriedade em 1812 e fechou suas portas para sempre. Na década de 1920, a ilha abandonada teve árvores plantadas para esconder a fábrica de Brentford nas proximidades as áreas vizinhas.

7 - Ross

O controle da ilha de Ross, na Índia, passou pelas mãos de vários países antes de ser finalmente abandonada. Em seu auge, era o lar de oficiais britânicos que operaram uma colônia penal e foram presos na ilha por muitos anos, quando ela ficou conhecida como a 'Paris do Oriente'. Os britânicos fizeram dela sua casa, com salões de dança extravagantes, padarias, clubes, piscinas e jardins até 1941. Nesse ano veio um terremoto e a invasão japonesa que reivindicou a terra para seus bunkers de guerra.

A ilha de Ross foi reivindicada alternadamente pelos japoneses e britânicos até 1979, quando ela foi entregue à Marinha Indiana que estabeleceu um pequena base. Hoje a ilha é coberta de plantas e raízes, mas os vistantes podem caminhar pelos restos dos edifícios ou visitar algumas das pequenas lojas montadas.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest