• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 imagens de pessoas que não sabiam que estavam ao lado de um serial killer

POR Bruno Dias    EM Mistérios & Horror      26/09/18 às 17h37

Os amantes de terror ou de histórias reais sabem que escrevemos bastante sobre serial killers. Desde suas personalidades, até sobre pessoas que conseguiram escapar das garras desses assassinos. Normalmente, serial killers são capazes de se disfarçar em meio à sociedade levando uma vida aparentemente normal.

Exatamente por conseguirem desempenhar suas funções normais durante o dia e até mesmo constituir família e à noite sair para praticar seus crimes, eles conseguem passar desapercebidos. Mas geralmente esses assassinos deixam algum tipo de assinatura em seus crimes para as pessoas saberem que aquele foi mais um de seus trabalhos. O que leva a descoberta de suas verdadeiras identidades uma hora ou outra. Nessa lista mostramos pessoas que não faziam a menor ideia de estarem ao lado de um assassino em série.

1 - Assassinos de Moors

Os assassinos Moor mataram cinco crianças entre os anos de 1963 e 1965 e três deles foram enterrados em Saddleworth Moor uma cidade perto de Manchester. Na foto, junto com o casal assassino Ian Brady e Myra Hindley, está a irmã de mais nova de Myra, Maureen que não tinha a menor noção do que o casal era capaz.

Quando Maureen era uma adolescente, ela se apaixonou e se casou com seu vizinho David Smith. Em 1965, David testemunhou o assassinato da última vítima do casal de serial killers e disse que quando chegou na sala, o marido estava batendo na vítima com um machado. David contou a Maureen o que tinha visto e os dois foram até à delegacia denunciar o casal assassino.

2 - Richard 'The Iceman' Kuklinski

Esse homem era o perfeito pai de família. Casado com sua mulher, Bárbara, e com dois filhos, Richard era voluntário na missa todos os domingos e gostava de churrascos à beira da piscina. Em 1986, uma semana antes do natal o homem teve uma surpresa quando entrou na garagem de sua casa e foi preso.

Sua mulher não sabia que o marido não era um vendedor, mas sim um matador da máfia que, de tão bom, tinha ganhado o apelido de 'homem de gelo'. Segundo Bárbara, ela nunca tinha desconfiado do marido e afirmou que não tinha arma nenhuma em sua casa. Kuklinski foi condenado pela morte de seis pessoas, mas investigadores do caso acreditam que ele poderia ter matado cerca de 300.

3 - Dennis 'BTK Killer' Rader

Um serial killer conhecido como BTK Killer era o maior medo das pessoas que moravam no Kansas entre 1974 e 1991. A identidade do assassino não era sabida, mas a sua assinatura, que lhe rendeu seu apelido: 'bind, torture, kill', que em português seria amarrar, torturar, matar.

O assassino BTK foi preso em 2005, que foi quando Paula Pader soube que tinha divido sua cama com um assassino por 34 anos. A mulher e seus dois filhos descobriram vários detalhes sobre como o assassino agia. Na foto está Kerri, a filha de Paul. A garota, quando o pai disse que não conseguia entender porque a família não o visitaria, ela o escreveu: "você tem esses segredos, essa 'vida dupla' há 30 anos; nós só tivemos conhecimento disso por três meses. Estamos tentando lidar e sobreviver. Você mentiu para nós, nos enganou".

4 - John Wayne Gacy

Esse homem é famoso por ter dito a frase "um palhaço pode se safar com o assassinato". Na foto ele aparece apertando a mão da primeira-dama da época, Rosalynn Carter, provando que realmente ninguém sabia do lado obscuro do homem.

Gacy tinha o alter ego de 'Pogo, o Palhaço' e na época que a foto tirada já tinha seis anos de matança. O palhaço tirou a vida de 33 pessoas, segundo informações que vieram à público. Ele foi executado com uma injeção letal em 1994.

5 - Mikhail Popkov

Entre os anos de 1992 e 2010, o serial killer conhecido como 'O lobisomem' aterrorizou a Sibéria. Ele atacava as suas vítimas com machados e facas, e uma delas foi decaptada. O que o serial killer dizia era que queria limpar as ruas de prostitutas, mas suas vítimas não eram todas profissionais do sexo.

Na foto está a esposa dele, Elena. Ela e sua filha Ekaterina ficaram ao lado do serial killer em seu julgamento e acharam as acusações falsas. Popkov foi condenado por 22 assassinatos e confessou mais 59 homicídios.

6 - Rodney Alcala

Rodney ficou conhecido como 'O assassino do jogo de namoro' e a identidade da mulher sentada em seu colo na foto ainda é desconhecida. O serial killer cometeu seus crimes entre 1971 e 1979 na Califórnia e Nova York, tirando a vida, ao que se sabe, de pelo menos oito vítimas. Essa contagem pode ser maior porque fotos tiradas por ele de mais de 100 mulheres e crianças foram encontradas depois.

7 - Russell Williams

Ele era um coronel respeitado das Forças Armadas do Canadá e já tinha voado junto com a rainha Elizabeth II e o primeiro-ministro do Canadá. Sua esposa de 19 anos, Mary Elizabeth era super orgulhosa de seu marido, mas não imaginava o segredo que ele escondia.

Russell era um estuprador cross-dressing e serial killer. Ele invadia casas à noite para pegar seus "troféus" que eram as lingerie das vítimas. Ele as usava e tirava fotos de si mesmo e também guardava fotos de jornal das suas vítimas. Em 2010, ele se declarou culpado de 88 acusações.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+