• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 instrumentos cirúrgicos antigos que parecem ter saído de um filme de terror

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      01/11/18 às 18h20

Existem pessoas que só de se falar em hospital, já se arrepiam toda. Pensar naqueles bisturis, agulhas, pessoas em macas e cirurgias acontecendo não é a das melhores coisas para se ter na cabeça se você é dessas pessoas que não gosta de hospitais.

Além desses fatores, com certeza, você já pensou que os instrumentos se pareciam com armas de filmes de terror. E se você tem essa impressão hoje em dia, pare mais alguns segundos para refletir que nos séculos passados, algumas delas tinham um visual muito mais aterrorizante. Listamos aqui alguns dos instrumentos usados por médicos para você ver como eles eram e constatar as mudanças que alguns deles tiveram com o passar do tempo e como lembravam armas de filmes de terror.

1 - Trocarte

Esse instrumento ainda é usado até hoje e, historicamente, era utilizado para aliviar o inchaço abdominal. E, segundo a enciclopédia britânica o uso correto era: "Você apunhala de repente através dos tegumentos e, retirando o perfurador, deixa as águas vazias pela cânula". Hoje ele é usado em casos de embalsamento e situações de emergência. E os trocartes são usados, geralmente, na cirurgia de laparoscopia.

2 - Gorget

Ele era usado para remover pedras na bexiga. Esse instrumento côncavo e afilado em um bico era introduzido em uma abertura feita na bexiga. Quando a pedra era localizada, a parte côncava do arco ia até ela para agarrá-la e removê-la. Mas no século XIX, outros instrumentos e procedimentos superiores foram inventados.

3 - Faca de amputação

Vários modelos dessas facas já foram testados ao longo da história, mas a forma mais conhecida foi introduzida no século XVI. A forma desse instrumento foi feita para facilitar o corte de algum membro em uma única varredura.

4 - Trepan e Trefina

O trepan era uma pequena serra em forma de tubo que era operada na forma de concha. O uso desse aparelho era para fazer um canal no crânio, para que outro instrumento pudesse ser inserido para retirar fragmentos ósseos que pudessem colidir com o cérebro depois de uma lesão. Ele foi sucedido pela trefina que tinha uma alça cruzada e um pino central para estabilizar a serra quando fosse cortar um sulco circular no crânio.

5 - Espéculo Oculi

Esse instrumento teve seu momento mais popular no século XVIII. Ele se parecia com uma pinça arredondada e era colocado ao redor do olho fixando as pálpebras e deixando o olho fixo para a realização de vários procedimentos. O instrumento foi deixado de lado no século XIX.

6 - Navalha de prova

Essa navalha torta era usada no tratamento de torcicolo e, no século XVIII, os médicos faziam cortes no músculo. A incisão era feita acima da clavícula e deslizando a sonda sob o músculo contraído que era puxado para fora dos músculos e cortado.

7 - Jugum

Essa faixa de ferro era presa ao redor do pênis e usada no tratamento de incontinência. O papel que ela fazia era comprimir a uretra e impedir o fluxo involuntário. Ele saiu de uso, mas sua ideia de como tratar incontinência continua, mas de formas artificiais.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+