icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 instrumentos musicais mais difíceis de serem tocados

POR Júlia Marreto EM Entretenimento 13/09/16 às 16h55

capa do post 7 instrumentos musicais mais difíceis de serem tocados

Por que aprender a tocar um instrumento musical? Bem, existem inúmeras variantes que respondem a essa pergunta, mas podemos selecionar algumas respostas básicas. Como por exemplo, porque é divertido. Quando você pega um instrumento com o qual não está familiarizado, pela primeira vez, é muito comum ficar sem saber o que fazer com aquele trombolho.

Então, quando você aprende as primeiras notas e, principalmente, quando a primeira música (inteira) sai como o desejado, é praticamente um sonho realizado. Ninguém está dizendo que é fácil, mas a satisfação é altamente compensadora. Outro motivo é porque coloca nosso cérebro em prática. Sabemos que o lado esquerdo do cérebro exerce, primordialmente, as funções lógicas e racionais, enquanto o lado direito exerce mais a criatividade.

As pessoas, de uma forma geral, sempre tem um dos lados do cérebro mais ativo que o outro, por isso, praticar um instrumento musical faz com que ambos lados trabalhem em conjunto, tanto pela questão motora quando a memória e audição, por exemplo. Mais um motivo bem legal, é porque a música faz parte da cultura humana. Desde os primórdios da história da humanidade, há mais ou menos 40 mil anos.

A música sempre esteve presente em qualquer atividade, como por exemplo no trabalho, guerras, cultos, fazer crianças dormirem, etc., além de tantas outras coisas, que não nos aprofundaremos no momento. Mas, aproveitando o ensejo da cultura, é mais um ótimo motivo para socializar com a família e amigos, quem não gosta de uma rodinha de amigos com um violão e todo mundo cantando?!

Pessoal, é importante lembrarmos que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Sendo assim, a redação da Fatos Desconhecidos selecionou uma listinha com 7 instrumentos musicais mais difíceis de serem tocados. Outro detalhe que devemos mencionar é que nenhuma instrumento musical é fácil, deve-se ter disciplina, persistência e vontade.

7 - Bateria

A bateria pertence ao grupo percussão. Cada tambor e caixa possui uma pele, que é esticada sobre uma concha, e ao ser atingida com as baquetas produzem sons. O design básico se manteve inalterado e (se não o) é um dos mais antigos instrumentos do mundo. Diembe, um tipo de bateria, pode ser tocado por um único baterista, enquanto outros, como o bongô e timbales requerem um ou mais instrumentistas. Da mesma forma, um baterista de jazz prefere tambores agudos e ressonantes, enquanto um baterista de rock pode preferir tambores tanto de baixo tom quanto alto e seco.

6 - Acordeão

Da família de instrumentos em formato de caixa que são fole-conduzidas. Também é conhecido como sanfona.O Harmônio e o American Reed Organ (órgão Americano) também pertencem a mesma família. Um acordeonista toca o acordeão comprimindo e expandindo o fole, enquanto pressiona as teclas. Na Europa e Américas, esse instrumento é bastante usado na música popular. Também usado como instrumento solo ou acompanhamento na música clássica. O acordeão já foi conhecido como Harmonika (do grego Harmonikos), que significa harmônico, musical.

5 - Violão Clássico

O violão clássico é um violão de madeira, acústico, utilizado na música clássica. Ele pertence à família dos violões e possui seis cordas. O violão clássico é construído de forma semelhante a um moderno, mas também podemos encontrar violões históricos, que lembram os antigos violões românticos da France e Itália. Polímeros, como o nylon, são usados para fazer as cordas do violão clássico, com um envoltório de fio fino nas cordas graves. Esse design foi desenhado por volta do século 19, pelo luthier espanhol Antonio Torres Jurado, que deu forma ao violão clássico moderno. O violão clássico mais antigo, foi inventado por volta de 4 séculos atrás, era uma mistura de alaúde, vihuela e violão barroco.

4 - Piano

O piano é tocado a partir de suas teclas. É um instrumento amplamente utilizado na música clássica e no jazz, tanto para solo, quanto música de câmara e acompanhamento. Além de composições e ensaios. A placa de som e as cordas de metal são cobertas por uma caixa de madeira, protetora. Sendo um dos instrumentos mais conhecidos do mundo, o piano é na verdade uma versão moderna do fortepiano, antiga palavra italiana para o instrumento. Piano significa macio e forte significa forte mesmo. Por sua vez, se referem às variações no som e volume do piano, produzidas em respostas ao toque do pianista nas teclas.

3 - Harpa

É um instrumento multi-cordas que pertence à categoria de chordophones (instrumentos de corda). Tecnicamente, a harpa consiste um pescoço, ressonador e cordas (posicionadas perpendicularmente à placa de som). Nylon, tripas, fios e seda são usados para fazer as cordas de uma harpa. Muitos compositores barrocos e clássicos, como Mozart e Dussek usavam a harpa como instrumentos solos em concertos e orquestras. Casper Reardon, um pioneira no mundo da música "hot" foi o primeiro arpistas, conhecido, a tocar Jazz. Algumas melhorias regulares em seu projeto original ajudaram a harpa a encontrar seu espaço na música moderna.

2 - Trompa

É um instrumento de sopro, da família dos metais, tendo um papel muito importante nas orquestras sinfônicas e música moderna. Sua origem é derivada desde o momento em que os homens começaram a produzir sons com chifres de animais, algo parecido com o berrante. A verdadeira tradução do nome desse instrumento seria chifre, sendo o nome em inglês French Horn. Ao longo do tempo, o design desse instrumento foi se modificando e ganhou a atual forma, sendo compacto e potente.

1 - Violino

É o menor instrumento de cordas de alta-frequência. Geralmente, possui quatro cordas afinadas em quintas perfeitas. O violinistas usa um arco para tocar o violino. O nome é derivado do Latim Medieval vitula, que significa "instrumento de cordas". Os violinos podem ser feitos dos mais diferentes tipos de madeira por um luthier. Embora sua origem antiga, o violino tem sido muito usado por músicos nos mais variados gêneros: clássica, jazz, folk, rock, entre tantas outras.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Encontraram algum erro? ficaram com alguma dúvida? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!


Próxima Matéria
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest