• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 livros mais banidos de todos os tempos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      14/11/19 às 12h22

Ao longo da história da humanidade, diversas coisas foram censuradas. Podemos usar o exemplo vários livros listados pela igreja como proibidos. Alguns deles até mesmo foram empilhados e queimados. A primeira lista de livros censurados foi escrita pelo Papa Paulo IV, que, supostamente, queria proteger os fieis das ideias controversas contidas neles.

Para evitar que seus livros fossem censurados, muitos autores publicavam seus livros em países próximos ao seus. Assim, o alcance dos censores era minimizado. Muitas eram as razões por trás das proibições. Entre elas, podemos citar a religião, a política e as questões ligadas à sexualidade. Pensando nisso, hoje, listamos alguns dos principais livros que foram banidos e proibidos ao redor do mundo. Confira!

1 - Laranja Mecânica (Anthony Burgess)

Apesar de ter se tornado muito popular nas últimas décadas, este famoso livro foi estritamente proibido, em meados dos anos 1980. O que foi justificado pela alegação de que a linguagem do livro era 'censurável'. O livro, cujo enredo se passa em um mundo ultra violento e conta a história através da visão do protagonista Alex, foi removido de diversas bibliotecas e escolas do mundo todo.

2 - As Aventuras de Huckleberry Finn (Mark Twain)

Desde a sua publicação, este livro de Mark Twain foi proibido em muitos lugares. O livro conta a história de um jovem garoto, Huck, e de um escravo fugitivo, Jim, que viaja pelo Mississippi, para escapar da "civilização". Nos Estados Unidos, ele foi banido um ano após ser lançado, em 1885. Isso, supostamente, devido ao uso de gírias, o que era visto como degradante. Além de outras controvérsias referentes às questões raciais.

3 - Cândido, ou o Otimismo

Escrito por Voltaire, o livro é um romance clássico francês, que satiriza as coisas que eram vistas como sagradas, em seus dias. Portanto, igrejas, filósofos, exércitos e governantes foram todos ridicularizados. Depois de seu lançamento, mais de 30 mil cópias foram vendidas em apenas um ano. No entanto, o Grande Conselho de Genebra proibiu o livro. Em 1930, a Alfândega dos EUA apreendeu cópias do livro, e em 1944, os Correios dos EUA queriam que o livro fosse retirado da Concord Books.

4 - Saga Harry Potter

A publicação do primeiro livro da saga Harry Potter aconteceu em 1997. No entanto, em meados de 2001, diversas escolas dos EUA e de outras partes do mundo, motivadas pelas reclamações dos pais dos alunos, acabaram banindo o livro de suas bibliotecas. E isso teve continuidade com os demais volumes da série. Tudo foi justificado com o argumento de que a série envolvia, além de bruxaria, violência e ocultismo. De acordo com as explicações, isso poderia influenciar os jovens negativamente.

5 -  O Apanhador no Campo de Centeio (J. D. Salinger)

O Apanhador no Campo de Centeio se tornou um best-seller apenas algumas semanas após seu lançamento, em 1951. O romance acompanha a vida de um garoto de 16 anos, que é visto como extremamente perturbado, ao longo de três dias. O livro é uma verdadeira expressão da angústia adolescente e rebelião contra o mundo dos adultos. Por isso, muitos começaram a confrontar o livro, por temerem que as pessoas mais jovens começassem a tomar o personagem principal, como um ídolo. Por isso, o livro foi banido.

6 - Lolita (Vladimir Nabokov)

Lançado em 1955, a obra de Vladimir Nabokov analisa a mente de um homem bem sucedido, que é pedófilo. O personagem principal, Humber Humbert, tem extrema obsessão por 'ninfetas', meninas de aproximadamente 12 anos. Logo depois de sua publicação, a obra foi banida na França, por ser obscena. O livro também foi proibido na África do Sul, Nova Zelândia, Inglaterra e Argentina.

7 - 1984

George Orwell escreveu esta obra em 1949. O romance descreve um futuro extremamente sombrio da sociedade. O livro foi banido pela American Library Association, em 1984, por causa de seu "aviso sombrio do governo totalitário e da censura". Muitas pessoas veem o livro como imoral e de caráter pró-comunista. A proibição do livro também se deu, além dos motivos já citados, devido à exploração de temas relacionados à sexualidade.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+