• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 lutadores que morreram dentro dos ringues

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      29/09/19 às 16h02

Esportes de luta profissional estão entre os mais violentos de todos, o que faz deles os mais perigosos também. Ser um lutador profissional está entre as profissões de alto risco. Afinal, a luta afeta e muito o corpo dos lutadores. Tanto, que os médicos até estimaram que cada solavanco (abalamento brusco) que um lutador faz durante uma luta, é o equivalente a estar em um acidente de carro.

Além desses impactos afetarem o próprio corpo, muitos desses causam inchaços, que também podem abalar o cérebro dos lutadores. Até porque, a cabeça não foi projetada para receber tais abalos constantemente. Isso faz com o que cérebro do lutador balance dentro do crânio, o que pode causar vários problemas graves.

Lutadores profissionais competem entre 100 e 300 vezes ao ano, dependendo do caso. E embora hoje, tenha uma maior conscientização sobre os riscos à saúde desses lutadores, além do tratamento de emergências médicas, mortes no ringue são inevitáveis, e mais comuns do que se imagina. Confira a seguir, 7 lutadores que morreram dentro dos ringues.

1 - Gary Albright

Gary Albright foi uma lenda da luta. Começou como lutador universitário, ganhou campeonatos estaduais, chegando ao nível nacional e mundial no começo da década de 1980. Logo depois, ele começou a treinar no wrestling profissional, onde ganhou vários títulos, até ser chamado para seguir carreira no Japão. Em 1991, Albright entrou para o UWFI, onde já começou vencendo em sua primeira luta. Ele teve uma carreira extraordinário nos ringues, até que, no dia 7 de janeiro de 2000, ele enfrentaria a última luta da sua vida. Na ocasião, ele enfrentou o lutador Lucifer Grimm, o qual acertou um golpe certeiro em Albright, que ficou inconsciente no chão. Quando o árbitro contou até três, para finalizar a partida, os médicos entraram no ringue para tentar reanimar Albright. Mas, infelizmente, ele já estava morto. Posteriormente, confirmaram a causa da morte por ataque cardíaco. Albright morreu aos 36 anos.

2 - Oro

Jesús Javier Hernández Silva, conhecido como Oro, começou a carreira no wrestling, junto ao seu irmão Plata e outro lutador mexicano. Os três lutaram, muitas vezes, contra os Los Destructores e conquistaram vários fãs. Alguns anos depois, Oro se tornou um destaque solo e chegou a vencer o Campeonato Mundial dos Médios da NWA.  Em 1993, aos 21 anos, Oro participou de uma luta de 6 pessoas quando ficou gravemente ferido e teve que ser levado do ringue em uma maca. Infelizmente, ele veio a óbito antes mesmo de chegar ao hospital. A causa da morte foi por um aneurisma cerebral.

3 - Mitshuharu Misawa

Mitshuharu Misawa foi um dos melhores lutadores profissionais do Japão, da sua época. Misawa recebeu vários prêmios importantes no país e chegou a ficar em segundo lugar, entre os 500 melhores lutadores de 1997. Durante a sua carreira, o lutador conquistou quase todos os títulos no All Japan Pro Wrestling e Noah Pro. Em 2009, Misawa e Go Shiozaki se uniram para enfrentar os Campeões do GHC, Akitoshi Saito e Bison Smith. Durante a luta, Misawa foi golpeado nas costas e teve a espinha cervical ferida, o que o levou a uma parada cardíaca. Ele foi levado ao hospital mas não resistiu. Misawa morreu aos 46 anos.

4 - Perro Aguayo

Perro Aguayo foi um dos principais lutadores do Triplo-A. Chegou a ser classificado em 8° lugar, entre os 500 melhores lutadores da Pro Wrestling Illustrated, de 2007. Ele colecionou vários títulos e venceu vários campeonatos de Peso Leve, ao longo de sua carreira. Em 2015, em meio a uma luta contra Rey Mysterio, ele foi golpeado tão fortemente, com um chute no pescoço, que teve um traumatismo na coluna cervical e morreu no ringue. Perro tinha 35 anos.

5 - Plum Mariko

A luta de mulheres no Japão é um esporte muito difícil, sendo um estilo de luta muito físico, e que exige muitos golpes fortes em todas as partidas. Plum Mariko entrou no Pro-Wrestling, das mulheres japonas aos 18 anos. Não demorou muito para que ela se tornasse uma lutadora de renome. No dia 15 de agosto de 1997, Mariko se juntou ao Comando Bolshoi, para enfrentar Mayumi Ozaki e Rieko Amano. Durante a luta, Ozaki usou uma de suas manobras mais marcantes para imobilizar Mariko. Depois do golpe, Mariko não se levantou.  Como era bastante comum um lutador derrotado agir como nocauteado, a situação não levantou muito alarde. No entanto, Mariko começou a entrar em convulsão. Ela foi levada ao hospital e morreu horas depois. Ela tinha 29 anos e se tornou a primeira lutadora japonesa a morrer, durante uma luta livre.

6 - Moondog Spot

Larry Booker, conhecido popularmente como Moondog Spot, foi um veterano da indústria de luta livre. Ele inclusive foi um dos lutadores reconhecidos como os responsáveis por popularizar o que mais tarde viria a se tornar a luta livre, como conhecemos hoje. Em 29 de novembro de 2003, durante um batalha de quatro vias, com The Rock "n" Roll Express, The Lifeguards e Alan Steel & Mike Money, Spot ficou imóvel no chão. No primeiro momento, todos acharam que Spot estava brincando, quando, na verdade, ele tinha sofrido um ataque cardíaco no ringue. Ele foi retirado do ringue em uma maca e foi chamado o intervalo. Até então, foi informado à plateia que ele ainda estava respirando. O show continuou, e após a luta principal, foi anunciado que Spot havia morrido. Ele tinha 51 anos.

7 - Jeanette Wolfe

Em meados do século 20, a luta feminina estava ganhando popularidade nos Estados Unidos. Janet Boyer, uma garota de 18 anos, tinha planos de se tornar a substituta da, até então atual campeã mundial, Mildred Burke. Ela assumiu o nome de Jeanette Wolf e, em 28 de julho de 1951, depois de apenas seis meses de carreira profissional de wrestling, ela participou de duas lutas em um show em East Liverpool, em Ohio.

A primeira luta foi contra Ella Waldek, que a derrotou depois de arremessá-la para fora do ringue. Depois da partida, Wolf se queixou de dores na cabeça, mas seguiu para a segunda luta, em duplas. Ela e Eva Lee contra Waldek e Mae Young. Já no começo da luta, Wolf desmaiou e caiu no chão. Ela foi imediatamente levada ao hospital, mas não resistiu e morreu com apenas 18 anos. Posteriormente, a autópsia revelou que ela sofreu uma ruptura traumática do estômago e teve uma hemorragia cerebral.

E você, já conhecia histórias de lutadores que morreram lutando? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+