• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 maiores ''armadilhas'' em que o ser humano pode cair

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      06/11/18 às 15h10

Nosso cérebro é muito perspicaz e muito inteligente. No entanto, isso não impede que, vez ou outra, ele caia em armadilhas. Diariamente somos tapeados de alguma forma, não apenas por nosso cérebro, mas também por coisas que nos cercam.

É muito provável que você esteja sendo induzido a fazer coisas que não quer diretamente. Mas que acaba fazendo ou pensando, sem que isso seja realmente natural ou induzido por você. Bom, isso parece terrível, mas não é assim tão trágico.

Fique atento a nossa lista e confira como não cair mais nessas armadilhas diárias.

1 - Confiar na memória

Nós temos o péssimo hábito de confiar em nossa memória. "Ah, eu não vou me esquecer, não preciso anotar" e de repente estamos parados nos perguntando "O que eu ia fazer mesmo?". Nossa memória não é tão boa quanto gostaríamos e vez ou somos enganados. Já ouviu falar do Efeito Mandela? Centenas de pessoas acreditavam que Nelson Mandela havia morrido em 1980, no entanto, a pesquisa estava sendo realizada em 2010 e Mandela ainda estava vivo. Esse é um dos maiores motivos para não confiarmos em nossa memória, ele pode nos enganar. E caso você esteja se perguntando, sim Mandela morreu, mas isso aconteceu apenas em 2013.

2 - Tribalismo

O tribalismo é um sentimento que leva à união, a formação de um grupo, uma comunidade. No entanto, isso também pode levar à situações extremas de nacionalismo. O que pode levar a casos graves de racismo ou discriminação exacerbada, o que pode causar grandes guerras e catástrofes.

3 - Checar o Facebook

Às vezes, no meio do expediente de trabalho, pensamos em nos dar uma folga. "Só vou dar uma olhadinha" e quando percebemos, estamos assistindo vídeos divertidos e nem nos damos conta de onde paramos no trabalho. Por mais tentador que pareça, é melhor esperar o intervalo para dar essa "checada". Por mais que as redes sociais pareçam inocentes, acredite, elas não são. Há inúmeros mecanismos criados para nos prender o máximo de tempo possível lá. Já se perguntou por que o feed nunca tem fim? Por que você desce a barra e sempre há algo para ver?

4 - Marketing é besteira

Algumas pessoas têm o mau hábito de pensar que o marketing não passa de balela. No entanto, há inúmeras armadilhas usadas cotidianamente nas quais você pode estar caindo e nem percebe. Tudo é pensado para te atrair. A forma como os vendedores falam, as cores da loja, o cheiro da loja e até mesmo os preços. Eles sabem que você não resistirá a nada que esteja a tantos reais e 99 centavos.

5 - Falácia do jogador

A falácia do jogador diz respeito a capacidade (falha) do jogador de calcular as probabilidades de um jogo. Se, por exemplo, num jogo de cara ou coroa, dá coroa 25 vezes seguidas, algo faz o jogador acreditar que dessa vez vai ser cara, no entanto, isso não é verdade. Cada partida tem um resultado individual, o fato de dar cara ou coroa várias vezes seguidas não interfere nas demais partidas. Confiar nesse "instinto" pode levar não só à derrota no jogo, mas também a perda de dinheiro caso isso faça parte de alguma aposta. Então, cuidado com seus cálculos no calor da emoção dos jogos.

6 - A mão da sorte

Ao contrário da situação anterior, às vezes você está ganhando, está com sorte. É também por esse motivo que você não pensa em parar, aliás, está com sorte e nada pode te parar! Errado! Apesar da sorte, isso não excluí as possibilidades de que sim, você pode perder a qualquer momento. Então antes de decidir seguir com o jogo e apostar tudo, olha friamente e estrategicamente o jogo. Não se deixe cair nessa armadilha.

7 - Efeito Telescópio

Há quanto tempo você saiu da escola? Há quanto tempo está nesse trabalho? De primeira mão essas perguntas causam alguma confusão e de repente você percebe que já faz muito tempo. Na verdade, nos surpreendemos ao perceber que se passou tanto tempo. Isso é o que os cientistas chamam de Efeito Telescópio. Quanto mais velhos ficamos, mais nossa percepção de tempo muda. Os eventos mais recentes parecem ser mais distantes e os antigos parecem que aconteceram ontem. Segundo pesquisas, uma pessoa de 65 anos percebe um evento de 5 ou de 5o anos atrás da mesma forma.

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+