• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 maiores mitos que você acredita sobre os millennials

POR Nádia Lima    EM Curiosidades      30/09/19 às 19h25

Quase todo mundo já ouviu falar da geração millennials. Ela representa os nascidos, entre a década de 1980 até o começo dos anos 2000. Muitos são os estereótipos e mitos que marcam essa geração, já que essas pessoas se desenvolveram junto aos grandes avanços tecnológicos e a prosperidade econômica.

Muitas histórias surgem com essa faixa de pessoas, pois essa turma é cheia de questionamentos sobre tudo e busca fazer a diferença. Entretanto, alguns conceitos que definem esses indivíduos, estão incorretos. Confira sete fatos sobre os millennials, que não são exatamente o que dizem por aí.

#1 - Não se influenciam fácil

Conhecido também por geração Y, os millennials estão cotidianamente ligados às mídias digitais. O surgimento dos digitais influencers, pessoas que se unem a grandes marcas para promover produtos, deixou em dúvida se esses jovens são realmente influenciados por esses profissionais. Pesquisas recentes revelaram que mais de 2/3, dessa geração, disseram que o dinheiro é um grande motivo de estresse. Portanto, os gastos com mídias sociais podem ser vistos como um resultado negativo do mundo digital.

#2 - Nem todo millennial está deprimido

Outra grande marca dessas pessoas é o sentimento de que eles estão, constantemente, deprimidos, ansiosos ou envolvidos em questões banais. Em alguns casos, isso pode até ser verdade. Mas, esse grupo é mais aberto a falar sobre seus problemas e, talvez por isso, as estatísticas ligadas a estes problemas estejam aumentando. Além disso, as linhagens anteriores, como seus pais da geração Boomer ou X, podem ter refletido algumas situações de estresse, no desenvolvimento dos seus filhos. Portanto, generalizar que toda uma geração de pessoas é sensível, acaba sendo um pouco precoce, já que gerações anteriores podem ter causado o problema.

#3 - A geração silenciosa

Geração silenciosa foi mais um dos predicados relacionados à geração milenar. Esse apelido surgiu devido à baixa participação dos jovens nas eleições dos Estados Unidos, em 2014. À época, o registro, para votar pela primeira vez, se tornou complicado. Foram exigidas identificações com foto e outros pontos, o que tornou um pouco mais complicada a participação dos mais novos. Então, não é que todos os indivíduos tenham desistido da política, mas, na verdade, estavam desestimulados.

#4 - Gente preguiçosa

Com o intuito de procurar o emprego que ama e de evitar o trabalho maçante, os millennials buscam uma realização pessoal, antes de tudo. Diferente de outras gerações, a Y não está disposta a fazer os sacrifícios, como as anteriores fizeram. Eles colocam o lazer e a felicidade em primeiro lugar. Estudos mostraram que 51% dos millennials possuem ou planejam montar seus próprios negócios.

#5 - A infidelidade

Definidas por terem a mente aberta dentro de um relacionamento, as pessoas que fazem parte da geração Y, são consideradas, muitas vezes, infiéis. Mas, isso não é bem verdade. A geração do milênio é cada vez mais seletiva em suas escolhas. Essa geração não se casa mais tão cedo quanto as anteriores.  Devido a isso, os casais esperam essencialmente descobrir se estão se casando com a pessoa certa, ao invés de se casar com seus primeiros contatos e descobrir, apenas anos depois, que foi um erro.

#6 - Millennials e nômades

Culpar a geração do milênio, por não permanecer em empregos, é injusto. As empresas pagam cada vez mais para terceirizados do que a funcionários dedicados. Como essas pessoas são muito ligadas à satisfação de prazer, acabam mesmo trocando de ocupação, quando o trabalho não as completam.

#7 - Geração mais estudada

Devido à constante atenção, quase estereotipada que recebem, a mídia costuma se referir aos Millennials como a "geração mais examinada", de todos os tempos. Sejam por seus hábitos alimentares ou por estarem protestando contra indústrias, a geração do milênio é, frequentemente, objeto de debate. No entanto, eles estão sendo lentamente substituídos por uma geração ainda mais curiosa: a geração Z. Estes são os nascidos a partir de 1995, os primeiros a crescer na era dos smartphones e tecnologia acessível.

Próxima Matéria
Via   Listverse  
Imagens Listverse
Nádia Lima
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+