• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 maiores mitos sobre Satanás

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      31/10/19 às 13h03

Enquanto as pessoas têm crenças fortes sobre quem é Deus e a sua história, quando se trata de Satanás, as coisas não são tão definidas. Existem diversas ideias sobre o que, ou quem, é o diabo, mesmo entre os crentes. A ideia de Satanás vem atrelada a existência de Deus. Porém, enquanto a existência de Deus é bem documentada em livros sagrados, o mesmo não acontece com o seu rival, por assim dizer.

Devido a diferentes fontes e traduções diversas, muitas inconsistências, rumores e suposições se firmaram em torno do Príncipe das Trevas, o adorado e temido Satanás. Para começar, muitas dúvidas ainda permanecem nubladas. Por exemplo, você sabe qual a real posição de Satanás no inferno? Ou quem foi Lúcifer? Pois é, pode ser que tudo o que você saiba sobre ele seja um mito. Porque há muita coisa que se tornou crença popular mas que simplesmente não é afirmada pela Bíblia ou pelo cânone cristão. Confira a seguir, 7 maiores mitos sobre Satanás.

1 - A igreja de Satanás não o adora

Para começar, a crença de que, na Igreja de Satanás, eles adoram o próprio Satã é totalmente errônea. Segundo a própria igreja, adorar a imagem de Satanás não é o propósito dessa organização. Até porque eles enfatizam que não acreditam em uma imagem de Satanás literal. Na verdade, eles usam Satanás como uma metáfora para representar sua crença no poder da fantasia, o mesmo que compartilham com várias outras religiões. Os satanistas, como são conhecidos os adeptos da religião satânica, usam Satanás como uma oposição à ficção e fantasia da presença de uma figura divina, como é a de Deus. Assim, ao invés de adorar alguém que consideram apenas um personagem fictício, os satanistas colocam a sua fé no mundo e no que é tangível. A imagem de Satanás é apenas um símbolo de sua devoção e não de adoração.

2 - 666 não é o número da besta

O número 666 é frequentemente associado ao número da besta. E é citado no livro do Apocalipse, no qual João associa esse número ao Anticristo. No entanto, os detalhes dessa história não são totalmente claros. Pesquisadores conseguiram traduzir textos e manuscritos antigos do Egito, utilizando técnicas recentes de imagem fotográfica. Em um pedaço de pergaminho, o número atribuído à besta é o 616 e não 666. De acordo com o Centro de Oxford para o Estudo de Documentos Antigos, decifrar o número da besta está diretamente relacionado à numerologia. Traduzindo o seu nome para a forma hebraica, o seu valor número é realmente 666, porém, uma teoria afirma que esse texto tem uma base latina, que se traduzida para o hebraico, novamente, tem o valor número 616. Então, há um impasse quanto ao verdadeiro número da besta.

3 - Lúcifer não é outro nome para Satanás

Fomos ensinado, nas aulas de ensino religioso, que o demônio era um anjo chamado Lúcifer, que se voltou contra Deus e foi expulso do céu, certo? Porém, essa história não aparece em nenhum lugar da Bíblia. O fato é que Lúcifer é mencionado uma única vez, em Isaías 14:12: "Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã! Como você é derrubado no chão, o que enfraqueceu as nações". Pode parecer algo direto mas, na verdade, esse é mais um caso de má interpretação e má tradução.

Se você voltar o texto para o hebraico original, verá que a história não é sobre um anjo caído, mas sim sobre um rei babilônico, que figurativamente caiu do seu trono, quando se voltou contra os israelitas. Quando traduzido por escritores cristãos, o tal rei se tornou um anjo. O nome Lúcifer, na verdade, não tem nada a ver com a figura de Satanás.

4 - Satanás com cabeça de cabra é algo recente

O símbolo de Satanás, como uma criatura meio bode, é chamada de Baphomet. Mas o vínculo, entre o demônio com cabeça de bode e Satanás, só ocorreu quando as pessoas começaram a se voltar contra os maçons. Quanto à representação da cabra, isso data dos escritores de Aliphans Levi, há cerca de 600 anos. E hoje, o elo entre a cabra satânica e o diabo se tornou a marca registrada da imagem da Igreja de Satanás.

5 - A cruz de cabeça para baixo é na verdade um símbolo muito respeitoso

Geralmente, as pessoas tendem a acreditar que a cruz de cabeça para baixo é um dos símbolos do satanismo. Mas, na verdade, essa é uma ideia errada, baseada no fato de que se trata de uma reversão ao sacrifício final de Cristo. O que não é verdade. A cruz de cabeça para baixo é vista como um símbolo de humildade. Isso porque a cruz de cabeça para baixo se tornou um símbolo usado para prestar respeito ao sacrifício feito por Jesus, e não algo relacionado a Satanás.

6 - Satanás não está destinado a governar o inferno

De acordo com a crença popular, Satanás é quem troca as almas e as expulsa para o inferno, como forma de punição eterna. Assim, ele seria o governante das trevas, certo? Errado. De fato, quando se trata do lugar onde Satanás viverá a eternidade é obviamente o inferno, mas não como líder. De acordo como Paulo, em Hebreus 2:14, Cristo "destruirá" Satanás. Mas isso não quer dizer, que ele irá matá-lo, mas sim derrotá-lo. E o inferno não será seu domínio, será a sua prisão onde, segundo a Bíblia, ele será torturado, como todos aqueles que se afastaram de Deus.

7 - Satanás não vive no inferno

Um dos fatos mais aceitos sobre Satanás, é que ele domina todos os demônios no inferno. Mas essa afirmação está totalmente incorreta. Segundo a Bíblia, o diabo não governa o inferno e também não vive lá. Ele vive na Terra, caminhando entre nós, tentando nos persuadir a cometer pecados e virar para o lado dele. O livro de Apocalipse deixa isso claro, quando nomeia a cidade turca de Pérgamo, como o "Trono de Satanás". Então, segundo a própria Bíblia, Satanás mora na Turquia.

Enfim, você já sabia sobre esses fatos sobre Satanás? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com o seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+