icone menu logo logo-fatos-historicos.png


7 maiores rebeliões já ocorridas em presídios brasileiros

POR Lucas Curado EM História 02/03/18 às 18h42

capa do post 7 maiores rebeliões já ocorridas em presídios brasileiros

O Brasil já passou por diversas crises penitenciárias e muitas delas foram tão bizarras que chegaram a ficarem "famosas". Não é de hoje que nós ouvimos falar de problemas no sistema carcerário ou massacres dentro de presídios. Dá mesma forma que a violência acontece fora nas ruas, ela também acontece dentro dessas prisões.

Isso pode acontecer pode "N" motivos e a qualquer momento uma nova crise pode surgir. Muitas pessoas quando falamos de rebeliões em presídios pensam na hora em Carandiru. Esse foi um episódio triste e sangrento no solo brasileiro a ponto de virar um filme. Contudo isso não o único drama carcerário que nós já passamos.

Hoje nós da Fatos Desconhecidos trazemos para você algumas das maiores rebeliões que o Brasil já presenciou. Muitas delas terminaram, presumidamente, em sangue e no massacre de vários prisioneiros. Normalmente elas começam como brigas internas ou disputas de gangues. Quando isso ocorre não só presos saem feridos, mas também funcionários e policiais. Descubra hoje algumas das 7 maiores rebeliões já ocorridas em presídios brasileiros.

1 - Carandiru, São Paulo

Em outubro de 1992 houve o que foi a mais famosa (e infame) rebelião em um presídio Brasileiro. A repercussão e o massacre foram tamanhos que o acontecimento chegou virar um filme com direção de Héctor Babenco "Carandiru". A rebelião começou com uma briga entre dois presos e resultou no massacre de 111 detentos. Muitos deles foram acuados e mortos em suas próprias celas.

2 - Complexo Penitenciário Anísio Jobim, Manaus

Dia 1 de Janeiro de 2017, aconteceu em Manaus a maior rebelião que o Estado já presenciou. Aparentemente a rebelião não foi planejada, contudo, foi comandada pelos membros da Facção Família do Norte (FDN). Segundo a contagem feita na época do ocorrido, 56 presos foram mortos naquela noite e um policial foi carbonizado em uma cela. Para piorar a situação, cerca de 130 presos ficaram foragidos, dentro desse grupo, estupradores e assassinos.

3 - Casa de Custódia Benfica, Rio de Janeiro

Em Maio de 2004, 50 presos foram mortos em uma rebelião na Casa de Custódia Benfica no Rio de Janeiro. Muitas das mortes foram causadas por conflitos internos e rivalidade entre facções. Muitos destes foram decapitados e a rebelião durou cerca de 62 horas. Um dos motivos da rebelião foi a decisão na época de colocar membros de 4 facções rivais em celas juntas.

4 - Complexo Penitenciário de Pedrinhas, São Luís (MA)

No mês de Setembro de 2016 houve uma rebelião no complexo Penitenciário de Pedrinhas (MA). Vários barulhos de explosões e fumaça foram vistos no presidio. Os presos atearam fogo em diversos colchões e fizeram barricadas. Ao todo 18 prisioneiros foram mortos.

5 -Presídio Urso Branco, Porto Velho

O que mais chamou atenção nessa rebelião foi o caso de decapitação, isso acabou repercutindo internacionalmente. A rebelião começou quando um grupo de presos começou a executar outros presos na área onde ficam aqueles que são ameaçados de morte. Foi algo brutal, onde esses presos foram tomados como reféns e começaram a ser mutilados e decapitados com chuchos (armas artesanais) pelos outros detentos.

6 - Penitenciaria de Alcaçuz, Rio Grande do Norte

Essa rebelião de 2017 foi tida como a mais violenta do Estado. Ela se iniciou com uma briga de dois presos do pavilhão 4 e 5 do local. Dá mesma forma do Presídio Urso Branco, houveram mutilação por parte dos próprios presos, sendo que os 26 mortos foram em sua maioria decapitados. Quando o choque entrou no local, os presos se renderam e não houve conflitos.

7 - Rebelião da Ilha de Anchieta, Rio de Janeiro

Em 1952, o Brasil testemunhou o que muito chamam de "A rebelião da Alcatraz Brasileira."  Mais de 300 presos da Ilha de Anchieta atacaram as guarnições no complexo da ilha. Ao todo foram 108 presos mortos, alguns deles devorados por tubarões ao tentarem fugir da ilha, outros baleados por policiais e outros mortos por seus próprios "colegas". Dos mais de 150 prisioneiros que conseguiram fugir do continente, 6 deles não foram capturados.


Próxima Matéria
avatar Lucas Curado
Lucas Curado
Não só redator... Como também músico e compositor. Amante de um bom humor ácido e memes.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest