icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 maiores traidores de todos os tempos

POR Erik Ely    EM Curiosidades      11/12/19 às 15h46
capa do post 7 maiores traidores de todos os tempos

Chame-os do que quiser, traidores, hipócritas, covardes ou mentirosos, essas pessoas deixaram as outras na mão, no momento em que mais precisaram. No entanto, se nem Jesus conseguiu escapar de ser traído, o que pode-se esperar dos nossos rés mortais? Por isso, se você ver o que fizeram os 7 maiores traidores de todos os tempos, acho que vai pensar, duas vezes, antes de bancar o X9.

Ao longo da história, aprendemos que um beijo pode ser um "beijo de Judas". Ou seja, que não se pode confiar em qualquer um. Afinal, "até tu, Brutus?", como pôde trair Júlio César? E no final das contas, pode ser que nenhuma dessas atitudes tenha valido as 30 moedas de prata.

1 - Anthony Johnson

Johnson foi o proprietário de uma fazenda e, sozinho, introduziu a escravidão na sua colônia da Virgínia. No entanto, o fato do homem ser negro chama a atenção de como ele pôde trair seu povo. Além de ser um ex-escravo, ao conseguir ser liberto, Johnson montou sua própria plantação e claro, precisava de escravos para cuidar do plantio.

2 - Mir Jafar

Uma pessoa pode trair seu companheiros. Entretanto, é preciso muita coragem para condená-los a quase dois séculos de opressão. Esse foi o caso de Mir Jagar, um membro da classe dominante de Bengala, na Ásia. E para alcançar uma vida boa, ele estava disposto a ficar livre dos coloniais britânicos. Depois de fazer um acordo secreto, ele permitiu que os britânicos mascarassem seu exército e instalassem uma ditadura no país.

3 - Fikret Abdic

Durante a década de 1990, várias autoridades declararam uma limpeza étnica no país da Bósnia. O que, em outras palavras, também é conhecido como genocídio. Além disso, esse evento ficaria marcado como o grande "Genocídio na Bósnia". Contudo, Fikret Abdic decidiu tirar vantagem da situação. E para isso, ele decidiu criar sua própria república, aliando-se ao exército envolvido no massacre de seu país natal. Por fim, campos de concentração foram montados, muçulmanos torturados ou sexualmente agredidos e até assassinados foram cometidos. Tudo isso pelo poder de ser o governante de uma nação.

4 - James McCormick

Para se ter uma ideia, nem mesmo os maiores vendedores de armas conseguem ter alguma empatia por James McCormick. Isso porque ele vendeu detectores de bombas falsos, para as pessoas que estavam em guerra no Iraque. E é claro que isso resultou em inúmeras mortes por falhas nos aparelhos.

5 - Domingos Fernandes Calabar

Filho de pai português e mãe indígena, Domingos é considerado o principal traidor da história brasileira. E no ano de 1632, com um ato covarde, ele facilitou a invasão da Holanda pelo nordeste do Brasil. Mesmo sendo alagoano, ele teve a coragem de vender seu povo por dinheiro.

6 - Marcus Junius Brutus

Esse, certamente, não foi o primeiro traidor da história. Mas foi o primeiro a ganhar a fama. Tendo Marcus lutado pelo Império Romano, no ano de 44 A.C., ele se revoltou e traiu o exército. No entanto, a traição ganha ainda mais força, quando o líder do Império era seu pai adotivo, Júlio César. E como se já não bastasse, ele ainda o matou. Ou seja, após ser golpeado, César declamou a famosa frase, "até tu, Brutus?".

7 - Judas Iscariotes

Esse homem não traiu somente uma pátria, um partido ou uma ideologia. Mas, de acordo com a história cristã, Judas traiu o próprio Deus. E pior, tudo por conta de miseras 30 moedas de prata. Assim, em um conta estipulada e inflação corrigida, esse valor chegaria a quase 50 mil reais. Mesmo assim, será que valeu a pena o preço pago?


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest