• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 maneiras incríveis que religiões prometeram proteger outras religiões

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      10/01/20 às 15h19

Nosso mundo é repleto de pessoas cujos esforços visam destruir vidas inocentes. Muitos até justificam os hediondos atos, alegando agir segundo a vontade de Deus. Por isso, quando duas pessoas de religiões distintas se ajudam, tal reciprocidade acaba se tornando notícia. Afinal, não é comum observarmos um cristão ajudando um muçulmano ou um muçulmano ajudando um judeu. Quando ocorre, vira manchete de jornal.

A paz, o amor ou qualquer outro sentimentos benevolentes deveriam as bases de todas as religiões. Hoje, pode até não ser assim, mas houve momentos em que foi. Há, ao longo da história, membros das religiões que juram manter aqueles que são fiéis a outro Deus seguros e livres. Confira agora, quais momentos foram esses.

1 - Muhammad prometeu proteger a nação cristã

O Mosteiro de Santa Catarina tem algo único: um contrato que promete proteger cristãos. Escrito por Muhammad, em 626 d.C, o documento presta juramento para mantê-los a salvo dos ataques de seus seguidores. "Ninguém os molestará", prometeu o fundador do Islã. Segundo o documento, os muçulmanos também não devem tributar a igreja e devem compartilhar suas colheitas, sempre que tiverem o suficiente. Nele, Maomé promete proteger "a nação cristã", em geral, independente de raça, cor ou opção sexual.

2 - O Dalai Lama incitou os budistas a proteger os muçulmanos

Em 2014, um surto de violência contra muçulmanos se espalhou por Mianmar e Sri Lanka. Devido aos ataques terroristas, cerca de 250 muçulmanos morreram e outros 140.000 foram expulsos de suas casas. Na época, o próprio Dalai Lama manifestou interesse em ajudar tais ações. De acordo com Dalai Lama, os ensinamentos que Buda deixou, não tolerava esses ataques. Por isso, o mestre religioso incitou seus seguidores a tomar medidas, para proteger seus vizinhos muçulmanos.

3 - Sikhs são obrigados a defender os direitos de outras religiões que são perseguidas

A religião sikh, muitas vezes, é incompreendida. Muitos confundem os sikhs com os muçulmanos. De todas as formas, na religião, o uso do turbante é obrigatório. Nela, a peça faz parte de um notável conjunto de regras. Uma delas é chamada de kakaars. Essa lei, em particular, mostra os artigos simbólicos que os sikhs devem manter. Tais artigos servem para lembrá-los de seus votos batismais. Esses votos mostram um compromisso em ajudar outras religiões, incluindo as que sofrem opressões.

4 - Universidade judaica

A Universidade de Brandeis foi fundada como uma instituição judaica particular. No entanto, a instituição não exclui outras religiões. E para demonstrar tal respeito, a universidade abriga três capelas diferentes, uma judia, uma católica e uma protestante. Os três edifícios são próximos um do outro e foram projetados para serem o mais parecidos possível, simbolizando, assim, a paz e a igualdade entre as três religiões.

5 - Quando os muçulmanos conquistaram Jerusalém, convidaram os judeus para morar com eles

Os muçulmanos sitiaram Jerusalém para conquistá-la. Assim que Jerusalém ficou sob o domínio muçulmano, os judeus foram convidados a viver ali. Eles teriam liberdade para seguir sua própria religião e um lugar designado para reuniões e celebrações. Mesmo assim, o relacionamento entre judeus e muçulmanos foi perfeito. E, por certo, piorou com o tempo. Em contrapartida, os muçulmanos nunca expulsaram os judeus, e as duas religiões ainda viveram juntas até Jerusalém o período das cruzadas.

6 - Mórmons mantêm um armazém para alimentar pessoas carentes de qualquer religião

Os Mórmons estão preparados para qualquer coisa. Tanto que os membros da religião mantêm um estoque de alimentos, para ser usado em casos de emergência. O armazém de 50.000 metros quadrados está lotado de todos os tipos de produtos. Basicamente, os produtos são para ajudar vítimas de desastres. Os mórmons enviam os alimentos para ajudar as vítimas necessitadas, independentemente de sua fé.

7 - Sikh Gurdwaras oferecem refeições gratuitas a membros de todas as religiões

A religião sikh emprega um langar, uma cozinha projetada, para alimentar pessoas necessitadas. As refeições são gratuitas e são preparadas por voluntários. E o melhor, as refeições são servidas a todos, independentemente da raça ou religião. Nesse ínterim, vale lembrar que os membros do Sikh servem apenas comida vegetariana.

Próxima Matéria
Via   List Verse  
Imagens List Verse
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+