icone menu logo logo-fatos-historicos.png


7 maneiras perturbadoras de se divertir no passado

POR Mateus Graff EM História 21/09/16 às 18h59

capa do post 7 maneiras perturbadoras de se divertir no passado

O que vocês fazem para se divertir? As pessoas hoje em dia costumam jogar bola, jogos eletrônicos, festas, baladas, praticam esportes e fazem milhares de coisas, até porque para se divertir é muito simples, basta um dos amigos da sua roda contar uma piada por exemplo.

Mas antigamente, as pessoas pareciam ter um senso de humor um pouco diferente do nosso. Já viram aquelas pessoas que tiravam fotografias de outras pessoas mortas? Não sabemos se isso era uma forma de se divertir, mas que é estranho é. E fazer fotomontagens de pessoas sem cabeça? Hoje é fácil, qualquer pessoa pode fazer isso rapidamente no Photoshop, mas antigamente isso devia ser impressionante. Pensando nisso, juntamos essa e mais outras maneiras perturbadoras que as pessoas usavam para se divertir no passado, confiram:

1 - Queimando gatos

O que hoje seria considerado desprezível e cruel, na França, colocar gatos no fogo era uma maneira de se divertir. Durante os solstícios de verão do século XVI, os parisienses ficavam em torno da fogueira na Place de Greve. Eles dançavam, bebiam vinho e comiam. Além disso, os participantes pegavam gatos que supostamente eram aliados de bruxas e os queimavam lentamente na fogueira. Os franceses só iam embora quando os gatos tinham sido completamente queimados pelo fogo. Infelizmente, o costume de queimar gatos se espalhou para outras partes da Europa.

2 - Exposição de crianças prematuras

Por causa de limitações da ciência do século XX, a mortalidade de prematuros era alta. No entanto, com a invenção da incubadora, que seria uma esperança para a vida se tornou um forte ceticismo. Os pais não acreditavam que a máquina poderia salvar seus filhos. Foi quando o Dr. Martin Corney, um pioneiro em neonatologia, teve uma ideia para convencer as pessoas sobre a funcionalidade da máquina e que ela podia salvar vidas. A ideia de Corney aconteceu em Berlim, na Alemanha, no início dos anos 1900, e era fazer a primeira exposição de crianças prematuras.

O médico não poupou esforços para convencer os pais a confiar seus filhos para que se tornassem o "centro do show". Alguns eram bebês de pessoas pobres que não tinham dinheiro para assistência médica. A exposição se tornou um sucesso. Centenas de pessoas pagavam diariamente para ver os bebês dentro das incubadoras, e na época, eles eram vistos com espanto. A exposição aconteceu em Nova York no ano de 1903, e continuou em cartaz por mais 40 anos.

3 - Fotografias de pessoas sem cabeça

O fotógrafo Oscar Rejlander pegou uma tendência fotográfica em 1853, chamada "Fotografias sem cabeça". Na época até era uma maneira criativa e divertida de fotografar, mas hoje em dia com certeza seria muito constrangedor. Rejlander realizava fotomontagens com negativos para criar a ilusão de pessoas segurando suas próprias cabeças, podemos dizer que era o Photoshop da época. O público adorou sua técnica fotográfica.

4 - Imitavam a claudicação de Alexandra da Dinamarca

Claudicação é um termo que se refere à dor, cansaço e à fraqueza nas pernas que geralmente ocorre após esforços excessivos, como longas caminhadas ou corridas, devido à falta de oxigênio. A claudicação pode ser dividida em limitante ou não limitante, sendo que aquela obriga o indivíduo a parar o exercício e a ficar em repouso por um tempo, até a dor e as sensações de incômodo passar. E esse era um pequeno problema que a rainha Alexandra da Dinamarca tinha. Ela era esposa do re Edward VII, que foi muito amado na Grã-Bretanha no século XIX por ser caridoso e próximo das pessoas. A rainha também era querida, seus seguidores eram tão fanáticos que começaram a fazer coisas estranhas, como imitar a sua claudicação.

A rainha contraiu febre reumática após dar a luz a seu terceiro filho em 1867, e esse acidente a deixou com um defeito nas pernas. O engraçado é que logo depois que isso se espalhou, sua condição tornou-se moda entre seus seguidores. Outros apenas divertiam-se imitando a rainha. De Londres a Edimburgo, as mulheres começaram a comprar sapatos com declives para andar igual a rainha.

5 - Guardar as lágrimas

Esse não era em si uma forma de ter divertimento, mas uma prática muito comum na era vitoriana. Ninguém hoje em dia recolhe lágrimas em um lacrimatório, uma pequena garrafa onde era guardada as lágrimas de pessoas que perdiam entes queridos. Eles achavam que depois que as lágrimas evaporavam, o luto poderia acabar. Esse hábito também era comum durante a Guerra Civil Americana. As mulheres costumavam encher garrafas de lágrimas para mostrar seus maridos o quanto elas tinham chorado enquanto eles estavam no combate.

6 - Ter dentes escuros (podres)

Hoje em dia quanto mais branco mais bonito, certo? Nos séculos XVI e XVII, todos vocês sabem que não existia higiene bucal, e para eles, esse não era um problema, muito pelo contrário, quanto mais pretos eram seus dentes, mais rico você parecia. Essa ideia nasceu de Elizabeth I da Inglaterra, quando seus dentes ficaram pretos por causa do seu vício em sobremesas, e como o açúcar tinha um custo elevado por ser um produto importado, as pessoas começaram a ver os dentes pretos como um símbolo de riqueza. Sendo assim, uma forma de ter status era deixar o dentes apodrecerem. Quem não tinha dinheiro para comprar açúcar dava o seu jeito.

7 - Viajar para ver mulheres com anorexia

Hoje é uma questão de preocupação, no final do século XIX a anorexia era uma forma de entretenimento. Mulheres que sofrem deste distúrbio era conhecidas na época vitoriana como "mulheres ayunadoras". Eles alegaram que não poderiam sobreviver sem provar um bocado de comida por um longo tempo, e isso provava que elas tinham poderes mágicos.

As pessoas acreditavam cegamente nessas histórias, e por isso, as pessoas iam visitar as mulheres para admirar e levar oferendas. As pessoas achavam que elas serviam como uma ponte para o divino para conceder milagres, e na época, foram celebridades.

E aí amigos, quais dessas formas vocês acham a mais estranha? Comentem!


Próxima Matéria
avatar Mateus Graff
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest