icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 mistérios do Covid-19 que permanecem sem solução

POR Bruno Dias EM Curiosidades 17/04/20 às 15h18

capa do post 7 mistérios do Covid-19 que permanecem sem solução

coronavírus se disseminou no mundo todo. O surto está sendo noticiado sem parar, e com certa preocupação. Por ser um vírus mortal, as autoridades de todo mundo estão se mobilizando com a situação. As autoridades querem conter o surto e identificar toda a rota do coronavírus. E a todo momento, sai uma notícia nova sobre o vírus.

surto já teve várias consequências econômicas como por exemplo, as companhias aéreas, operadoras de cruzeiro e indústrias estão entre as mais afetadas. Sem falar nos pequenos produtores e trabalhadores autônomos.

Essas são coisas já sabidas sobre o vírus, mas ele é peculiar. E justamente por isso, não se sabe como ele funciona. Ainda existem grandes lacunas que os especialistas têm que preencher para conseguir compreender o vírus como um todo. Por essa razão existem coisas sobre o novo coronavírus que permanecem como um mistério. Falamos algumas delas.

1 - Porque jovens estão morrendo

Um dos aspectos cruéis do vírus é a alta taxa de mortalidade que ele está causando nos idosos. E com o foco nos idosos, o vírus parece passar desapercebido pelos mais jovens. Mas isso não significa que as pessoas mais jovens sejam imunes ao novo coronavírus.

Várias pessoas com menos idade já morreram. E essa questão ainda não foi compreendida totalmente. Porque até onde se sabe, as pessoas relativamente em forma e mais jovens não tinham que desenvolver os sintomas mais graves. Isso é uma parte da maior questão que é como o vírus afeta de formas diferentes pessoas diferentes. Conseguir determinar isso é crucial para que futuros surtos mortais possam ser evitados.

2 - Podemos infectar animais?

Uma das coisas que se sabe sobre o COVID-19 é que ele veio dos animais. Não é sabido ao certo ainda qual animal foi e muitos já foram cogitados como os pangolins, morcegos e até algumas aves. O que os cientistas não sabem é como que essa forma mutada do vírus par  atingir os humanos está voltando para os animais.

Recentemente, uma tigresa de um zoológico foi diagnosticada com coronavírus. Esse caso não é o único, mas nos outros a transmissão humano-animal acontece mais com os animais domésticos. E ninguém sabe ao certo como a cepa SARS Cov-2 infecta os animais selvagens.

3 - Evolução mal compreendida

Entender a biologia do vírus ajuda a entender melhor os efeitos que ele pode causar. Mas ainda não se sabe como a cepa SARS Cov-2 conseguiu infectar os humanos. Os vírus precisam de um tempo para sofrerem mutações e aprenderem a infectar novos hospedeiros.

A última cepa da SARS levou algum tempo sofrendo mutações, até que causasse danos reais ao corpo humano. Mas o vírus atual parece que sabia como nos infectar e matar desde o início. Porque desde que começou, não sofreu muitas mudanças. Mas isso não significa que ele não seja mutante.

4 - Oscilação dos testes

Além da quantidade de novos casos aparecendo, os médicos parecem estar lidando com outro problema. Várias pessoas que antes tinham feito o teste e dado negativo agora estão testando positivo. E isso faz com que os médicos questionem os métodos e ferramentas, que são usadas para detectar o vírus.

Mesmo que o vírus consiga ficar inativo por algum tempo até que algum sintoma seja apresentado, quase todos os países já estão levando isso em consideração. A OMS agora exige que todos os pacientes recuperados do coronavírus testem negativo duas vezes no intervalo de, pelo menos, 24 horas. Independente do porquê isso aconteça, as possibilidades são contrárias do que as pessoas pensam de que quem já se infectou não se infectará mais porque, teoricamente, o corpo teria criado anticorpos. Mas isso não é verdade.

5 - Pessoas sem sintomas

O segredo do "sucesso" do novo coronavírus não é sua alta taxa de disseminação e nem a sua fatalidade. Mas sim, na falta de sintomas que ele pode apresentar fazendo com que pessoas passem a vida inteira com sintomas leves ou até mesmo inexistentes.

O que os cientistas não sabem é quanto desses casos existem por aí. As pessoas que estão com uma tosse ou um nariz escorrendo dificilmente vão pensar que pode ser coronavírus. E segundo médicos, essas pessoas assintomáticas podem ser a principal razão pela grande disseminação do vírus.

6 -  Porque as crianças conseguem combatê-lo tão bem

O coronavírus afeta as pessoas de maneiras diferentes e isso todos sabem. Os mais afetados são as pessoas mais velhas que, popularmente, pode ser explicado pela sua imunidade mais fraca. Mas o que não se sabe ao certo porque é como ele parece ser praticamente ineficaz em crianças.

Claro que isso é uma notícia boa, mas ainda inexplicável. Isso porque as crianças hoje em dia não são conhecidas por sua alta imunidade ou condicionamento físico.

7 - Como é a recuperação

Como o novo coronavírus mata suas vítimas já é um pouco entendido. Mas o que não se sabe ao certo é como alguém se recupera dele. Em outras doenças, os pacientes se recuperam, geralmente, desenvolvendo anticorpos que ajudam a combater a doença e também protegem o copo contra futuros ataques.

Mas esse não é o caso dos pacientes recuperados de COVID-19 e os pesquisadores estão trabalhando sem parar para entender o porquê.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
Imagens Listverse
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest