• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 mistérios do mundo que provavelmente nunca serão respondidos

POR PH Mota    EM História      17/01/17 às 16h42

Existem alguns mistérios históricos que podem nunca ser resolvidos. Às vezes, pode ser porque os materiais relevantes para as respostas podem ter sido perdidos ou destruídos em sítios arqueológicos.

Em outros casos, pode ser que as novas evidências sejam improváveis, difíceis de serem encontradas ou incapazes de produzir um conceso entre especialistas e pesquisadores. A falta de respostas apenas torna os enigmas mais intrigantes.

Aqui, nós vamos dar uma olhada em algumas questões históricas que podem nunca ter explicações definitivas.

1 - Quem era Jack o Estripador?

1

Em 1888, Jack o Estripador matou ao menos cinco mulheres em Londres, mutilando seus corpos. várias cartas, supostamente escritas pelo assassino, foram enviadas para a polícia provocando os oficiais durante o esforço para capturá-lo. O próprio nome Jack o Estripador vem das cartas, apesar de alguns especialistas contestarem a autoria delas.

Jack o Estripador nunca foi encontrado e, ao longo dos anos, diversas pessoas foram apontadas como prováveis suspeitos. Um livro recente sugere que uma mulher chamada Lizzie Williams era o Estripador, apesar de alguns especialistas duvidarem disso. Por tantas dúvidas, pode ser que a verdadeira identidade do criminoso nunca seja conhecida.

Em 2014, imigrante polonês Aaron Kosminski, de 23 anos de idade, foi apontado como o responsável pelos crimes depois que uma equipe de cientistas realizou uma detalhada análise de DNA. Apesar disso, depois da revelação, a equipe apresentou uma correção explicando que a pesquisa teve um erro fundamental que colocou a discussão em pauta novamente.

2 - Onde está a tumba de Cleópatra?

2

Escritores antigos garantam que Cleópatra e seu amante Marco Antônio foram enterrados juntos depois de suas mortes, em 30 AC. O escritor Plutarco escreveu que a tumba estava localizada perto de um templo da deusa egípcia Isis e era um monumento belo e imponente contendo tesouros feito de ouro, prata, esmeraldas e pérolas. A localização da tumba, porém, continua um mistério.

Em 2010, o ex-ministro egípcio Zahi Hawass conduziu escavações num sítio perto de Alexandria chamado Taposiris Magna, um local com uma série de tumbas da época em que Clepátra governava a região. Apesar de várias descobertas arqueológicas terem sido feitas no local, a tumba não foi encontrada. Arqueólogos concluíram que mesmo que a tumba tenha sobrevivido até os dias de hoje, pode estar altamente destruída e irreconhecível.

3 - O tesouro do manuscrito de cobre

3

Em 1952, um manuscrito de cobre foi encontrado por aqueólogos dentro de uma caverna, ao lado de pergaminhos do Mar Morto, em Qumran. Como o nome sugere, a escrita foi marcada num pergaminho de feito de cobre que relata uma vasta quantidade de ouro e tesouro. A quantia é tão alta que alguns estudiosos acreditam que é impossível que exista de fato.

O manuscrito data de mais de 1.900 anos atrás, para um tempo em que o Império Romano controlava a região. Na época, existia um grande número de pessoas revoltadas com as regras de Roma e, por isso, existe uma hipótese de que o tesouro tenha sido escondido para impedir o seu roubo. Se ele é real, onde foi escondido e se algum dia já foi encontrado por alguém podem ser algumas questões que nunca conseguiremos responder.

4 - O destino da Arca da Aliança

4

Em 587 AC, um exército da Babilônia sob o comando do Rei Nabucodonosor II conquistou Jerusalém, saqueou a cidade e destruiu o Primeiro Tempo, uma construção era utilizada pelos judeus para a adoração a Deus. O templo guardava a Arca da Aliança, que carregava as placas que determinavam os Dez Mandamentos.

O destino da Arca não é claro. Fontes antigas indicam que a arca foi levada de volta para a Babilônia ou destruída durante os saques realizados. Em qualquer uma das possibilidades, a sua localização nunca foi revelada. Desde o desaparecimento, várias histórias e lendas foram contadas, incluindo uma que sugere que ela foi parar na Etiópia, onde está escondida.

5 - Os jardins suspensos da Babilônia

5

Escritores antigos descreveram uma série de fantásticos jardins construídos na Babilônia. Não é claro se eles realmente foram construídos e eram tão espetaculares, mas algumas obras relatavam os jardins com tanto fascínio que eles conseguiram um lugar entre as maravilhas do mundo. Até hoje, arqueólogos que escavaram a Babilônia não foram capazes de encontrar vestígios de um jardim com as descrições da época, o que faz com que seja levantada a dúvida de sua real existência.

Em 2013, Stephanie Dalley, pesquisadora da Universidade de Oxford, propôs que os jardins estivessem na cidade de Nínive, na antiga Assíria. Ao longo das últimas décadas, tanto a Assíria quanto a Babilônia sofreram tantos danos causados por guerras locais, que é improvável que o mistério seja revelado um dia.

6 - A cidade de Atlantis era real?

6

Escrevendo no século 4 AC, o filósofo grego Platão contou a história de uma terra chamada Atlantis que existia no Oceano Atlântico e supostamente havia conquistado grande parte da Europa e da África em tempos pré-históricos. Na história, os atenienses lutaram contra os atlanteanos num conflito que acabou com os habitantes sumindo no mar.

Apesar de nem nenhum estudioso respeitoso acreditar que essa história seja literal, alguns especularam que a lenda pode ter sido inspirada em eventos reais que aconteceram na história da Grécia. Uma possibilidade é de que a Civilização Minoica, que floresceu na ilha de Creta, pode ter inspirado a história de Atlantis. Apesar de ter sofrido dano considerável durante a erupção de um vulcão na Grécia, no entanto, a ilha fica no Mediterrâneo, e não no Atlântico.

7 - Como Jesus era realmente?

7

Os mais antigos evangelhos datam do século 2, quase 100 anos depois que a vida de Jesus chegou ao fim (apesar de recentes descobertas apontaram que um possível fragmento datando do século 1 tenha sido encontrado). A falta de textos do primeiro século sobre a vida de Jesus deixam os estudiosos da Bíblia com uma série de questões?

Quando os evangelhos foram escritos? Quantas histórias realmente aconteceram? Como era Jesus na vida real? Investigações arqueológicas em Nazaré, a cidade natal de Jesus, revelam muito sobre o ambiente em que ele viveu, assim como uma casa que era venerada como o lugar em que ele nasceu, séculos depois de sua vida. Porém, como grande parte dos achados da época, é difícil de saber se a informação é real.

Apesar de novas pesquisas apresentaram pequenos traços de como deveria ser a verdadeira vida de Jesus, estudiosos acreditam que é improvável que a gente consiga entender plenamente como ele era durante seu tempo.

Qual dessas dúvidas você acha mais intrigante? Será que algum dia a história vai ser reescrita e essas repostas enfim chegarão? Até lá, só nos resta nos contentar com as vagas informações que temos em mãos.

Próxima Matéria
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+