icone menu logo logo-fatos-historicos.png


7 mistérios históricos que foram solucionados recentemente

POR Isabela Ferreira    EM História      21/11/17 às 16h17
capa do post 7 mistérios históricos que foram solucionados recentemente

Sempre que falamos em mistérios, automaticamente a atratividade do assunto passa a ser maior. Já reparou que somos movidos pela curiosidade? Pelo instinto de tentar tornar o desconhecido, conhecido? É natural do ser humano sempre tentar saber mais sobre a vida, mesmo que não seja sobre temas tão relevantes. Queremos estar por dentro das coisas e tentar resolver esses enigmas que a vida nos prega.

Ao longo de nossa história, muitas coisas aconteceram e deixaram pontos não resolvidos. Fatos que intrigaram até mesmo os cientistas por anos, as vezes até mesmo por séculos. Acontece que da mesma forma, com o passar do tempo alguns desses mistérios foram solucionados, trazendo certo alívio para a comunidade científica. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 mistérios históricos que foram solucionados recentemente. Confere aí!

1 - A morte dos mamutes machos

Os cientistas acreditam que finalmente podem ter encontrado a resposta para um dos maiores mistérios envolvendo mamutes. Quase 70% dos restos mortais que foram encontrados do animal pertenciam ao sexo masculino. Desta forma, cientistas acreditam que os mamutes eram liderados pelas fêmeas enquanto mais jovens, por uma espécie de matriarca e um grupo cercado de mamutes fêmea. No entanto, quando atingiam certa idade e tamanho, eram expulsos e obrigados a viver solitários ou formar grupos de solteiros.

Assim, os machos acabavam se colocando em maiores situações de risco, sem o apoio da matriarca. Isso resultava em mais mortes, visto que frequentemente caíam em armadilhas naturais, a exemplo de fendas pelo chão. Desta forma, seus restos mortais acabaram sendo enterrados com o passar do tempo e ficaram mais protegidos que ao restante dos animais, incluindo as fêmeas.

2 - Casal suíço desaparecido

Certo dia, Mercelin Dumoulin e Francine, sua esposa, foram até um pasto perto da aldeia onde viviam para alimentar as vacas que criavam. A partir daí, ninguém nunca mais os viu e os filhos do casal ficaram sozinhos em busca dos pais. Este foi um dos maiores mistérios envolvendo desaparecimento já relatados. Desapareceram em 15 de agosto de 1942 e de forma impressionante, foram encontrados apenas em julho deste ano (2017).

A descoberta só foi possível com o passar do tempo, enquanto a geleira que os cobria foi derretendo e revelou seus corpos congelados. Incrivelmente, o gelo conseguiu preservar bem os corpos, que ainda foram localizados vestindo as roupas do dia do desaparecimento, junto aos pertences que carregavam. Tudo indica que os dois acabaram caindo em uma fenda, o que explica o fato de não terem sido encontrados anteriormente.

3 - Um dos maiores mistérios da Antártida

No ano de 1911, o geógrafo Thomas Griffith Taylor encontrou algo bizarro nas terras da Antártida Oriental. A chamada "Blood Falls" ou "Cachoeira de Sangue". Consiste em uma geleira em que algo semelhante a sangue, escorre constantemente. O fenômeno chegou a intrigar cientistas por mais de um século. De início acreditavam que isso acontecia devido a presença de algas vermelhas nas proximidades, mas a hipótese foi logo refutada.

Apenas recentemente os pesquisadores descobriram o que provoca o fenômeno. Em um estudo colaborativo entre a Universidade do Alasca Fairbanks e o Colorado College, foram capazes de determinar que a água vermelha era provocada devido aos óxidos de ferro ali presentes.

4 - Motivo do maior primata ter sido extinto

Gigantopithecus é um extinto gênero de primatas que, provavelmente, viveu no período Pleistoceno. Certamente foi o maior que já  habitou nosso planeta, e a partir da análise dos poucos fósseis da espécie já encontrados, estima-se que eles poderiam atingir dos 1,8 aos incríveis 3 metros de altura!

Dentre tantos mistérios que envolvem esse primata, cientistas da Alemanha acreditam que tenham desvendado pelo menos um deles: sua extinção. De acordo com os estudos, esses animais morreram pois não foram capazes de se adaptar às mudanças ambientais. Depois de analisar o esmalte dentário de um dos fósseis, descobriram que eles eram exclusivamente vegetarianos, mas não se alimentavam apenas de bambu, como foi sugerido anteriormente.

Sua dieta se restringia ao ambiente das florestas, no entanto, essas áreas acabaram se transformando em savanas com o passar do tempo. A mudança não viabilizou uma adaptação de nova dieta e os Gigantopithecus acabaram morrendo antes disso acontecer.

5 - O voo de Barry Troy

Talvez você já tenha escutado falar neste caso. No dia 25 de fevereiro de 1958, o tenente William Thomas Barry Troy, pilotava um avião com destino à estação aérea naval em Mayport, na Flórida. Porém, pouco tempo depois acabou saindo de sua formação e não foi mais ouvido. Tudo indicava que o homem havia sofrido um acidente e morrido. Tudo que conseguiram encontrar foi uma roda da aeronave que pilotava e seu capacete.

Bom, neste ano uma das maiores tragédias também foi o furacão Irma. Uma das mais furiosas tempestades já registradas, que provocou a morte de centenas de pessoas e causou prejuízos bilionários. Outra coisa que o furacão causou foi a elucidação do caso de Barry, que já permanecia esquecido por anos.

Um guarda florestal da Flórida acabou localizando, em meio aos destroços pós desastre natural, um paraquedas com as inscrições "Lt. (P) Troy", que por sinal, parecia nunca ter sido usado. Provavelmente permaneceu enterrado em dunas de areia até em que o furacão o tirou de lá. No entanto, nenhum resto mortal do piloto foi localizado.

6 - A curiosa extinção do Tigre da Tasmânia

Muitos mistérios rondam os Tigres da Tasmânia. Embora tenham sido extintos em cativeiro no ano de 1936, muitas pessoas relatam avistamentos do animal ainda hoje, no entanto, não existem registros confirmados. A questão é que os cientistas acreditam que uma doença tenha sido a responsável por causar grandes estragos na população do animal, que vivia na Austrália. Também levantaram a hipótese de que sua extinção tenha sido provocada devido a sua concorrência com outra espécie de animal, chamada Dingo.

No entanto, estudos realizados pela Universidade de Adelaide, concluíram que foram as mudanças climáticas, especificamente aquelas provocadas pelo fenômeno El Niño, que provocaram de fato, a extinção dos tigres da Tasmânia.

7 - O assassinato mais antigo da América

No ano de 1996, foram encontrados os restos mortais de um jovem designado como JR102C. Havia sido baleado em sua perna direita. Estima-se que tenha morrido há mais de 400 anos, mas o assassinato permaneceu inexplicado até pouco tempo atrás. Foram mais de 17 anos desde a descoberta, em que os pesquisadores tentavam decifrar o mistério.

Foi apenas em 2013 que alguns arqueólogos forenses conseguiram não só identificar a vítima, bem como seu assassino. Acreditam que a vítima tenha sido filmada participando de um duelo, onde foi atingido por um tiro no joelho. Com base nas análises de aluns registros, JR102C foi identificado como George Harrison, e um comerciante chamado Richard Stephens, foi seu assassino. Amboas participaram de um duelo no ano de 1624, onde Harrison acabou baleado e morreu por perda de sangue.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!


Próxima Matéria
avatar Isabela Ferreira
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest