• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 mitos mais bizarros sobre as múmias

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      24/10/19 às 11h14

Os egípcios eram povos politeístas. Além do mais, eles acreditavam na vida após a morte. De acordo com suas crenças, o espírito da pessoa voltaria a tomar conta de seu corpo e de suas riquezas. Portanto, foram erguidas pirâmides para abrigar seus cadáveres, até que seu espírito retornasse. Para preservar o corpo para esse momento, o processo de mumificação foi criado e, assim, nasceram as primeiras múmias.

Graças a evolução da tecnologia, atualmente, possuímos coisas como a tomografia computadorizada, que nos ajudam a descobrir muito sobre a vida das múmias. Entretanto, ao longo das eras, diversas foram as coisas que as pessoas inventaram e criaram sobre elas. Pensando nisso, hoje, listamos para vocês alguns dos mitos mais bizarros sobre as múmias. Confira!

1 - Múmias podem curar doenças

Até o século 18, não era incomum que muitos medicamentos se originassem de partes do corpo humano. Por mais anti-higiênico que isso possa parecer. A própria palavra múmia tem origem em uma palavra persa, que se refere às ceras e resinas usadas em embalsamentos.

Assim, as múmias eram vendidas como pós que podiam ser transformados em gesso ou dissolvidos para o tratamento de diversas doenças. Os filósofos Robert Boyle e Francis Bacon, defendiam a solução como tratamento para contusões e prevenção de sangramentos.

2 - Múmias abasteciam locomotivas

No século 19, diversos jornais nos Estados Unidos fomentavam boatos de que o sistema ferroviário do Egito usava múmias como combustível para suas locomotivas. Mark Twain, em seu livro The Innocents Abroad (1869), chegou a escrever que "o combustível que eles usam para a locomotiva é composto por múmias de 3000 anos de idade, compradas em toneladas para esse fim (...)".

3 - Múmias produzem papel de carta de alta qualidade

Antes do século 19, ao voltarem do Egito, muitos viajantes europeus voltavam afirmando, que múmias estavam sendo usadas para fazer papel de boa qualidade. Entretanto, o estudioso Chris Elliott sugere que essas afirmações eram irônicas e satíricas. Elas eram feitas para confrontar a avareza de certos comerciantes. Entretanto, o mito, de um papel fabricado a partir de múmias, demorou a morrer.

4 - As múmias amaldiçoavam aqueles que as perturbavam

Ainda no século 19, muitos romances foram escritos, nos quais múmias se vingavam daqueles que profanavam seu repouso eterno. Mas essa ideia ganhou mais força em 1922, depois que o arqueólogo, Howard Carter, abriu a tumba do rei Tutankhamon. Supostamente, diversas coisas aconteceram com aqueles que participaram de tal evento, incluindo mortes.

5 - Uma múmia teria afundado o Titanic

Logo após o naufrágio do navio, um boato bizarro começou a circular de que uma múmia havia causado toda a catástrofe. Supostamente, o sarcófago de uma sacerdotisa egípcia estava sendo levado, na embarcação para Nova York, para um arqueólogo. Porém, a maldição da múmia caiu sobre o transatlântico que afundou.

Entretanto, de alguma forma misteriosa, o sarcófago foi salvo e teria ido parar no Museu Britânico. O mito foi rapidamente desmascarado, uma vez que, na lista de carga do Titanic, nenhum sarcófago havia sido relatado.

6 - Múmias são grandes fertilizantes

As pessoas diziam que, em 1888, uma fazendeiro egípcio encontrou um antiga necrópole com milhares de gatos mumificados. Aproximadamente 180 mil deles foram enviados para Inglaterra. Enquanto alguns foram leiloados, o restante foi vendido a um comerciante em Liverpool, que teria os triturado e vendido como fertilizante.

A verdade é que, apesar de algumas múmias, de fato, terem sido usadas como fertilizantes, tal método aparentemente não era algo que ocorreia com uma certa regularidade.

7 - Comê-las pode dar poderes

Supostamente, o rei Carlos II da Inglaterra teria preparado uma máscara facial, com pó de múmias para absorver os poderes dos faraós. Além do mais, as pessoas diziam que ele misturava o pó de crânios humanos, não necessariamente múmias, em uma mistura que foi chamada de "gotas do rei". O rei bebia a mistura para "aprimorar" sua saúde. Naquela época, muitos europeus acreditavam que a sabedoria das múmias podia ser transmitida se as pessoas as ingerissem.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+