• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 mitos sobre a medicina tradicional chinesa que foram quebrados

POR Arthur Porto    EM Ciência e Tecnologia      19/11/19 às 12h02

A medicina tradicional chinesa é, em suma, um abrangente conjunto de práticas de medicina tradicional em uso na China. Analogamente, tais práticas foram desenvolvidas ao longo dos milhares de anos da história.

Nesse ínterim, é importante ressaltar que a Medicina Tradicional Chinesa, ao longo dos séculos, passou por diversas inovações em diferentes dinastias, o que originou diferentes escolas e, claro, diferentes profissionais.

Além disso, é considerada uma das mais antigas vertentes de Medicina Oriental, termo que engloba também sistemas médicos tradicionais do Japão, Coreia, Tibete, Mongólia e da Índia.

Mesmo fundamentando-se em uma estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica, a medicina tradicional chinesa segue sendo ilustrada por diversos mitos, espalhados por aí. Por isso, confira o que é ou não verdade.

1 - Regulamentação

A verdade é que muita gente acha que não, mas a medicina tradicional chinesa é, sim, regulamentada, e por diversas organizações. Além disso, os profissionais devem concluir os requisitos de educação, passar nos exames de certificação, adquirir licença para a prática da acupuntura e concluir os requisitos regulares de treinamento e educação continuada.

2 - A acupuntura não é tão eficaz quanto o uso de medicamentos

Em síntese, tal ideia é falsa. Em diferentes cenários, a acupuntura provou ser tão eficaz e segura quanto o uso de medicamentos. Em 2012, por exemplo, a American Medical Association divulgou um estudo, no qual 17.922 pacientes, com dor crônica, foram tratados com acupuntura. Além disso, quando o assunto envolve dores, para muitos especialistas, a acupuntura é a melhor saída. Afinal, a prática não ocasiona efeitos colaterais.

3 - A acupuntura é uma prática dolorosa

A acupuntura envolve o uso de agulhas. Por esse motivo, muitos acham que o procedimento é doloroso. Entretanto, não é. Em suma, as agulhas têm a espessura de um cabelo humano e, embora você possa senti-las penetrando, não machucam. Além disso, as agulhas não são nada similares às agulhas hipodérmicas ocas. Portanto, não provocam dor.

4 - A medicina tradicional chinesa é exótica

Às vezes, muitos acreditam que os profissionais da medicina tradicional chinesa utilizam ingredientes exóticos, para tratar seus pacientes. Isso também não é verdade. Por tratar o corpo e a energia como um único sistema, a medicina chinesa, em seus tratamentos, utiliza a acupuntura, fitoterápicos, massagem, mudanças no estilo de vida, exercícios e dieta. Por isso, muitos dos remédios são feitos à base de plantas. Além disso, muitas são comumente encontradas em sua própria cozinha, como, por exemplo, a canela e o gengibre.

5 - Não há pesquisas

A medicina chinesa é praticada há mais de 3000 anos. Ou seja, ao longo dos anos, inevitavelmente, passou por rigorosas pesquisas e testes. Nesse sentido, é importante ressaltar que a acupuntura e fitoterapia são algumas das práticas mais pesquisadas.

6 - Não tem mercado

Na verdade, a medicina chinesa é mais prevalecente do que nunca. Em síntese, houve um aumento em geral no setor nos Estados Unidos e as projeções estimam o crescimento contínuo de práticas de medicina chinesa complementar.

7 - É cara

Isso também não é verdade. De acordo com informações divulgadas pela imprensa, os profissionais trabalham para torná-la mais acessível a todos, principalmente para aqueles que possuem seguro de saúde. Muitas empresas de seguro de saúde, hoje, já incluem acupuntura, por exemplo.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+