• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 motivos para ver The Handmaid's Tale hoje mesmo

POR Victor Prado    EM Séries e Sagas      18/09/17 às 16h09

O Emmy 2017 foi um dos melhores de todos os tempos. Foram várias horas de cerimônia regadas a muito humor, críticas políticas aos Estados Unidos, discursos demorados e muitos prêmios bem inesperados. Existem tantos pontos altos na noite que é praticamente impossível separar os melhores, mas o Entre Séries e Sagas tentou fazendo uma lista com os 6 melhores momentos do Emmy Awards 2017.

Sem mais delongas sobre a premiação mais importante de séries do mundo, vamos a grande vencedora da noite. The Handmaid"s Tale levou diversos prêmios, fora o principal, e fez história sendo a primeira série de um serviço de streaming a ganhar a estatueta de melhor série dramática pelo Emmy. Para quem não conhece, a série é do Hulu, que ainda não está disponível no Brasil, mas já é um forte concorrente da Netflix e outros serviços de streaming.

Agora que você já está por dentro, vamos a nossa lista. O Entre Séries e Sagas separou 7 motivos para ver The Handmaid's Tale hoje mesmo:

1- A premissa - Uma distopia

The Handmaid's Tale, ou O Conto da Aia na tradução literal, se passa em nosso mundo em um futuro não muito distante (talvez até em nosso tempo). As taxas de fertilidade estão caindo em todo o mundo devido a poluição e doenças sexualmente transmissíveis, chegando a zero em diversos lugares do mundo, mas um problema ainda maior estaria por vir.

O território conhecido por todos como Estados Unidos foi dominado por um governo totalitário e extremamente religioso. Nesse governo existem castas sociais, onde as mulheres férteis são tratadas como empregadas e reprodutoras para as famílias de elite.

O espectador acompanha Offred (De Fred) (Elisabeth Moss) que pertence a casa do Comandante Fred Waterford (Joseph Fiennes). Ao mesmo tempo que tenta seguir as regras desse governo, ela pensa em uma forma de reunir sua família novamente e acabar com tudo isso.

2- Elisabeth Moss

Não é à toa que Moss levou o Emmy de Melhor Atriz de Série Dramática. Ela está simplesmente incrível na série e além de protagonista, também é produtora da série, o que deixa tudo ainda mais interessante.

Elisabeth é conhecida por diversas outras séries e filmes, mas um de seus trabalhos mais famosos antes de The Handmaid"s Tale foi em Mad Men.

3- O elenco

Agora que Elisabeth ganhou um item só para ela, temos que falar do resto do elenco que também está INCRÍVEL. Temos Joseph Fiennes como Comandante Fred Waterford, Yvonne Strahovski como Serena Joy Waterford, Alexis Bledel como Emily/Ofglen, Madeline Brewer como Janine/Ofwarren, Samira Wiley como Moira, Ann Dowd como tia Lydia e muito mais.

É bom lembrar que Ann Dowd levou o Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante em série dramática por esse papel. Ann vive Tia Lydia que é uma das vilãs mais complexas que você pode ver em uma série de TV.

4- A história é baseada em um livro

O livro de mesmo nome foi lançado em 1985 pela autora Margaret Atwood. Com o sucesso da série no mundo todo, você pode encontra-lo em qualquer livraria por aí. Como toda adaptação, existem mudanças, mas alguns dizem que a série pode até ser melhor que o livro.

4- Dá para maratonar

A série tem apenas 10 episódios, o que a torna uma série ótima para maratonar em um final de semana (ou quem sabe em um dia para os mais fortes). Todos os episódios têm em média uma hora e seus finais vão te deixar extremamente curioso para o próximo.

5- Segunda temporada já está confirmada

Sim, não precisa ter medo do cancelamento. A segunda temporada via chegar em 2018, é só acompanhar o ESS para mais informações sobre essa série maravilhosa.

6- Trilha sonora e fotografia incríveis

Falando primeiramente da trilha sonora, ela deixa claro que tudo que está acontecendo não foi no passado. Temos diversa músicas não muito antigas que mostram que tudo que está acontecendo poderia estar acontecendo facilmente em 2017.

Com relação a fotografia, não temos muito o que dizer. Veja a série encha os olhos de cenas incríveis. O contraste daquele mundo que parece morto com o vermelho das Aias é perfeito.

7- Crítica social

A pior parte de The Handmaid"s Tale é que ela mostra uma realidade que ao mesmo tempo está distante de nós, parece estar extremamente perto. A série faz uma crítica a religião, aos direitos das mulheres e muitas outras coisas.

Na série, homossexuais são condenados à morte, mulheres são obrigadas a transar sem seu consentimento e não existem nenhuma liberdade de expressão. Vendo a série pode-se perceber que muitos discursos políticos que ouvimos hoje podem ser comparados com o mundo de The Handmaid"s Tale, então tome cuidado com o que você está apoiando.

E aí, foi convencido a assistir The Handmaid"s Tale? Comenta aí e compartilha com todo mundo que vai querer ver essa série.

Próxima Matéria
Via   IMDB  
Imagens Adoro Cinema Vox
Victor Prado
Passa na zoeira que aqui não tem limites, gold elohell no lolzin, minha playlist do Spotify destruiria sua vida social, de David Bowie a Vai Embrazando de Pokémon a Game of Thrones aqui é Vitão eclético. Homão da Porra. Instagram: victorh.prado
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+