icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 mulheres que supostamente deram à luz virgens (e não são Maria)

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 06/03/20 às 15h33

capa do post 7 mulheres que supostamente deram à luz virgens (e não são Maria)

A gravidez é uma das melhores fases da vida das mulheres. É mais intensa ainda, quando tudo é planejado com o parceiro que elas amam. No entanto, há alguns casos onde as coisas não são bem assim. É possível engravidar ainda virgem. Alguns animais invertebrados, por exemplo, se reproduzem por meio de partenogênese. Essa é a divisão espontânea do óvulo feminino sem a necessidade do espermatozóide masculino. No entanto, nos seres humanos, por exemplo, a procriação geralmente é considerada um jogo para dois jogadores.

Ao longo da história, no entanto, houve algumas reivindicações isoladas de partenogênese humana. Isso é, as mulheres alegaram ter tido partos não assistidos por meio do poder de adoração ou de sonhos que tiveram. Seria o mesmo que ocorreu na história de Maria, que deu à luz sendo virgem. Pensando um pouco mais sobre isso, resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou para você, caro leitor, alguns casos. Confira conosco a seguir e surpreenda-se.

Mulheres que deram à luz virgens

1 - A virgem chinesa

Esse caso aconteceu em 2019. Uma mulher que "nunca teve um namorado" acabou dando à luz, em Guiyang, na China. Ela foi internada com dores abdominais. Quando os médicos realizaram exames, viram a causa. Ela recusou-se aceitar o diagnóstico, pois era virgem. Até então, não havia notado que estava grávida. Como estava acima do peso, isso ocultava as demais mudanças corporais, comuns às mulheres grávidas. Os médicos sugeriram que ela tivesse engravidado bêbada, mas ela alegou que era alérgica ao álcool e que por isso nunca bebia. Ela insistiu que os médicos fizessem um teste de virgindade antes, o que aconteceu, mas os resultados nunca foram divulgados.

2 - A virgem indiana

Revati Borawekar de Ahmednagar, na Índia, sofre uma condição médica que a impede de fazer sexo. Sua vagina se fecha assim que tocada e isso a impediria de engravidar de forma natural. Apesar de tanto tentar, não conseguiu. A mulher e seu marido então procuraram ajuda médica e conseguiram a concepção sob anestesia geral. Ela foi capaz de dar à luz naturalmente, com ajuda de uma epidural. A mulher espera agora que esse bebê tenha abrido as portas, para sua vida sexual normal.

3 - Nobreza francesa

Em 1637, Madeleine D'Auvermont deu à luz a um bebê muito saudável. Isso foi estranho, pois seu marido estava fora de casa há 4 anos. Esse nascimento causou um escândalo na França, no século XVII. Seu marido era um nobre e estava sendo ameaçado por seu filho, que pudera herdar o título e as terras do pai. A mulher foi levada ao tribunal, mas alegou que pensava no marido todas as noites e até tinha sonhos "reais" com ele. Segundo ela, o bebê teria sido concebido "pelo poder da imaginação". Médicos e especialistas em teologia foram chamados e alegaram que isso era possível, desde que ela imaginasse muito. A criança foi declarada filha legítima do nobre.

4 - Freira Italiana

Em 2015, uma freira italiana, que vivia sob regime fechado há 2 anos, sofreu com "cãibras estomacais". Assim, ela desmaiou no convento de San Severino. Uma ambulância foi chamada imediatamente e a freira, de 31 anos, foi levada para o hospital. Os médicos disseram que ela estava em trabalho de parto, mas ela se negou a acreditar e afirmou que era freira. Ela deu à luz a um bebê, que foi batizado como Francis, em homenagem ao Papa. Todos ficaram surpresos com a gravidez, inclusive o padre, que acreditou na versão da freira, que negava o conhecimento dessa gravidez.

5 - Fertilização in vitro

Algumas mulheres não recorrem mais ao sexo para darem à luz. Desde 1978, e do nascimento de Louise Brown, diversos casais tiveram filhos com sucesso, usando a fertilização in vitro. Esse processo não se limita apenas às mulheres, que são incapazes de ter filhos de forma natural. Em 2016, 25 mulheres britânicas, que nunca fizeram sexo, realizaram essa fertilização e deram à luz, mesmo ainda virgens. Segundo elas, estavam prontas para ser mães, mas não para fazer sexo.

6 - Grávidas americanas

Nos Estados Unidos, de acordo com um estudo, uma a cada 200 mulheres dizem ter dado à luz ainda virgens. Foram estudadas 7870 mulheres, com idades entre 15 e 28 anos, onde 45 afirmaram ter tido uma gravidez sem fazer sexo. No entanto, algumas passaram por procedimentos científicos, como a fertilização in vitro para conseguir o feito. De acordo com o estudo, 31% das mulheres assinaram uma promessa de castidade. 28% delas consideraram que não tinham informações suficientes sobre sexo e contracepções. Surpreendentemente, 100% das possíveis mães virgens, disseram que seus pais nunca falaram com elas sobre sexo.

7 - Primeiro caso de Partenogênese Humana

Em 1975, geneticistas britânicos relataram um caso de partenogênese parcial. Esse foi o primeiro descoberto. A verdadeira partenogênese requer um óvulo feminino auto-fertilizante. No entanto, às vezes, os mamíferos podem ter óvulos que se dividem de forma espontânea. Os cientistas, nessa época, estudaram o sangue de um menino de três anos. Descobriu-se que suas células continham apenas cromossomos XX e não os cromossomos XY, que é o que os machos geralmente carregam. Os cientistas acreditam que o desenvolvimento da criança começou quando um óvulo não fertilizado se auto-ativou. Sendo assim, ele começou a se dividir. Somente mais tarde, foi fertilizado por um espermatozoide, o que permitiu que se desenvolvesse um bebê a termo.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest