icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 objetos mais caros que já foram roubados

POR Bruno Dias EM Curiosidades 20/12/18 às 16h29

capa do post 7 objetos mais caros que já foram roubados

Nós humanos sempre tivemos o costume de colecionar coisas, e talvez essa mania seja mais uma que nos separa dos animais. Sempre estamos de olho no que é bonito e queremos para nós. E é claro que, se você é uma das pessoas que não tem essas coisas bonitas, você tende a querê-las para você, de alguma forma.

E desde o começo dos tempos temos notícias de roubos, desde os saqueadores de túmulos no Egito e talvez isso se remote até os tempos das cavernas com roubos de conchas e pedras. E em nossa evolução, o roubo também evoluiu. Pedras, agora tinham que ser preciosas, e os objetos, bons suficiente para causar inveja em nossos semelhantes. Listamos aqui alguns dos objetos mais caros que já foram roubados.

1 - Mona Lisa

É claro que hoje em essa pintura de Da Vinci é a mais famosa do mundo, mas será que seu roubo tem alguma coisa a ver com isso? O quadro foi pintado em 1507, e ficou na obscuridade por muito tempo, até mais ou menos a década de 1860. Mas mesmo quando um grupo francês de críticos de arte notou seu trabalho, a Mona Lisa não foi muito notada e ninguém tinha percebido seu desaparecimento que já tinha sido por mais de um dia.

A fama do quadro chegou não porque todos perceberam que ela era uma obra-prima, mas sim porque todos estavam pensando o quão escandaloso e misterioso era o roubo. Algumas pessoas colocaram a culpa nos milionários, outras nos alemães, e algumas culparam Pablo Picasso, que chegou a ser interrogado. O ladrão do quadro, Vincenzo Perugia, ficou com ele em sua posse por dois anos. Quando ele tentou vende-lo para um negociante de arte, a Mona Lisa era tão famosa que a negociação o levou à prisão.

2 - La Saliera

Em 2003, um especialista de segurança invadiu o Museu de História da Arte de Viena, roubou essa escultura e a enterrou em uma caixa de chumbo no meio da floresta e pediu um resgate por ela.
Essa escultura, banhada a ouro, foi encomendada pelo rei francês Francis I nos meados de 1500 para servir como um prato de sal. Mas para um especialista em segurança, ele cometeu um erro de principiante e mandou mensagem para polícia de um celular que tinha acabado de comprar. E com isso foi preso.

3 - Coroas de ouro

Quando alguém vai roubar um tesouro ou algo muito caro por que roubar algo que ninguém conhece quando você pode roubar coroas? Foi isso que duas pessoas fizeram em 2018 e roubaram duas coroas e uma esfera real e escaparam por uma lancha.

As coroas eram de 1611 e deveriam ser enterradas com o rei Carlos IX e a rainha Cristina da Suécia, mas as autoridades decidiram desenterrá-las e colocá-las na vitrine de uma catedral. O roubo em si não foi difícil para os ladrões, mas como elas tem uns valores inestimáveis ninguém sabe ao certo o que os ladrões querem fazer com elas. E atá hoje as joias não foram recuperadas.

4 - Colar Patiala

Esse colar pode parecer algum que sua vó tem no armário, mas na verdade ele foi feito pela Cartier para Maharaja Sir Bhupinder Singh de Patiala em 1928. Ele tinha cadeias de platina com rubis birmaneses e 2.930 diamantes, e um deles era o DeBeers, o sétimo maior do mundo. Ele foi usado por 20 anos e desapareceu em 1948.

Depois de 50 anos o colar ressurgiu, mas sem o DeBeers e a maioria dos rubis. Cartier o restaurou mesmo sem as peças originais e ainda assim esse colar valeria 50 milhões de dólares.

5 - Ovos Fabergé

A família imperial russa começou uma tradição com Alexandre III Romanov e sempre encomendar ovos Fabergé. Seu filho, Nicolau II continuou a tradição anualmente. Mas a tradição acabou em 1917 com o 50º ovo, porque eles foram executados pelos bolcheviques.

Os ovos incrustados de joias foram vendidos pelos bolcheviques para financiar seu novo regime. Depois de quase 100 anos, um homem do meio-oeste dos Estados Unidos encontrou um desses ovos e comprou por 14 mil dólares com a esperança de vender, mas foi recusado pelos vendedores. Quando ele pesquisou sobre o ovo viu que ele valia 33 milhões de dólares.

6 - O Grito

Essa obra de Edvard Munch é conhecida também por seus vários memes na internet e até mesmo o artista achou seu quadro interessante, tanto que o pintou quatro vezes. Em 2004, uma dessas quatro foi roubada do Museu Munch na Noruega. E os assaltantes não fizeram nenhum plano elaborado, apenas entraram com máscaras de esqui.

Depois de alguns anos as pinturas foram recuperadas e os ladrões foram levados à justiça. O motivo do rouba não se sabe,a té porque a venda de pinturas famosas não é fácil então lucro nunca é um dos principais motivos.

7 - Violinos Stradivarius

Esses violinos eram verdadeiros tesouros. Existem apenas cerca de 650 instrumentos sobreviventes de Antonio Stradivari e como são bastante valiosos são alvo de ladrões. Em 1919, o violino Gibson Stradivarius foi roubado de um professor de violino em Viena. Ele conseguiu recuperar o instrumento no dia seguinte, mas ele foi roubado de novo em 1936. O instrumento acabou com o violinista Julian Altman, mas ninguém sabe se ele foi ou não o ladrão.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest