• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 obras de arte mais caras já vendidas na História

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      07/10/19 às 16h54

Obra de arte é o termo utilizado para designar uma composição criada e avaliada por sua função artística. Do mesmo modo que é um produto que transmite uma ideia ou expressão da pessoa habilidosa que a fez. Algumas imagens podem levar dias, meses ou até mesmo anos para serem feitas. A arte tira as pessoas do mundo e celebra a criatividade.

Por mais que você seja uma pessoa que goste e aprecie a arte, é muito difícil se dar ao luxo de gastar quantias absurdamente grandes para comprar as obras que te apetecem. Algumas pinturas são absurdamente caras. Tanto que se tornam símbolo de status para os ultra ricos. Mas além disso, elas são valorizadas por sua beleza e individualidade. E felizmente, alguns dos super ricos acabaram compartilhando suas obras de arte com museus, para que todos possam apreciá-las. Mostramos aqui algumas dessas obras de arte que custaram muito.

1 - Salvator Mundi

A pintura de Leonardo da Vinci foi a mais cara de todos os tempos. Ela foi vendida por 450,3 milhões de dólares. O valor é, em parte, porque essa obra-prima é bastante sedutora. Do mesmo modo, por ter uma história de origem muito boa.

Ela foi considerada a redescoberta artística mais surpreendente do século. A pintura existe há 500 anos e, quando ressurgiu, foi restaurada cuidadosamente. O que se acredita é que ela foi pintada pelo rei francês Luís XII. Ela ficou desaparecida por séculos, e quando reapareceu, várias pessoas acharam que era falsa. Em 2017, um príncipe da Arábia Saudita desembolsou a enorme quantia para se tornar o dono dessa beleza.

2 - Interchange

A obra, que também é chamada de Interchanged, foi pintada em óleo sobre tela. Isso, em 1995, por Willem de Kooning. Esse holandês-americano viveu até 1997. Seu estilo era o impressionismo abstrato.

Essa obra foi a segunda pintura mais cara de todos os tempos, sendo vendida por 300 milhões de dólares, em 2015. A pintura foi vendida a um ultra rico chamado Ken Griffin. E a reverência ao artista se deu por causa de seu estilo que é realmente a representação do impressionismo abstrato.

3 - Quando te Casarás?

O nome em italiano do quadro é Nafea Faa Ipoipo. Ela é do pintor pós-impressionista Paul Gauguin. Esse pintor teve seu trabalho aclamado somente depois da sua morte, em 1903. Ele era um artista francês conhecido por seu estilo inovador.

Esse quadro é datado de 1892 e, por 50 anos, ficou em um museu em Basileia, na Suíça. Por mais que a venda tenha sido feita em segredo, acredita-se que foram os museus do Catar na tentativa de serem uma potência global dos museus. A obra de arte foi vendida por 300 milhões de dólares. E a venda foi concluída em 2015.

4 - Os Jogadores de Cartas

Essa é uma pintura que faz parte de uma série de cinco pinturas feita por Paul Cézanne. Ela foi comprada pelo Catar, por 250 milhões de dólares ou um pouco mais. Em 2012, quando a venda foi concluída, esse era o maior valor que já tinha sido pago em uma obra de arte.

Esse pintor gostava de pintar paisagens, fantasia e figuras. O trabalho do pintor era contemporâneo e, por isso, era difícil o categorizar. Ele era um antepassado do cubismo e do fauvismo.

5 - Número 17A

O trabalho de Jackson Pollock é um expressionismo abstrato que vale o pacote. Nem todos os pintores conseguem arrecadar 200 milhões de dólares em um leilão. Esse quadro foi vendido ao lado de um De Kooning, por 200 milhões. O gasto total dessas duas pinturas foi de 500 milhões de dólares.

Acredita-se que o comprador tenha sido Ken Griffin. Em 2016, essa venda repercutiu bastante na mídia. Essa pintura de Pollock foi feita em 1948 e é uma representação do estilo de gotejamento que o pintor fazia.

6 - Nº 6 (violeta, verde e vermelho)

O minimalismo moderno pode ser bastante atraente. E uma delas é essa obra de Mark Rothko, que impressiona por sua simplicidade sobressalente. Ele criou suas pinturas para inspirar a contemplação daqueles que a viram. Ele queria que suas peças fossem exibidas, em salas menores, sem iluminação berrante para que os espectadores ficassem mais absorvidos em seu trabalho.

Essa pintura foi criada, em 1951. O pintor não seguiu as regras do movimento artístico, mas a maioria dos especialistas categorizou como impressionista abstrata. Em 2014, Dmitry Rybolovlev comprou a obra por 140 milhões de euros, que equivale a 186 milhões de dólares.

7 - Os retratos pendentes de Marten Soolmans e Oopjen Coppit

Essas são pinturas completas do casamento de um casal que foram feitas por Rembrandt, em 1634. Em suma, o casal provavelmente não teria ideia de que seus retratos, que sempre são exibidos juntos, custariam 180 milhões de dólares.

Surpreendentemente, esses exemplos de arte do século XVII eram da família Rothschild, até que a Holanda e a França se uniram para comprar os retratos. Posteriormente, os países passaram a se revezar para exibir as obras-primas.

Próxima Matéria
Via   Toptenz  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+