• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 peixes pré-históricos que fazem o tubarão parecer inofensivo

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      17/05/19 às 17h48

Muitas criaturas que viveram no nosso planeta podem ser consideradas assustadoras. As grandes criaturas marinhas eram bastante comuns no imaginário dos navegantes europeus da Idade Moderna. Há referências, contudo, ao longo de toda a história, sendo um caso mais recente o do Monstro de Lago Ness e o do Kraken, uma das mais antigas lendas. No século XVI, os Europeus acreditavam que, quando chegavam no fim do mar, havia monstros marinhos.

É claro que o oceano é um lugar que esconde vários mistérios. E ainda existem partes dele que não foram exploradas pelo homem. Atualmente, uma das criaturas marinhas que mais tememos por lá é o tubarão. Mas na pré-história, existiram animais que faziam o tubarão parecer totalmente inofensivo. Falamos um pouco sobre alguns desses animais.

1 - Rhizodus hibberti

Esses enormes animais antigos eram peixes com nadadeiras lobadas gigantes, tinham mais ou menos o mesmo tamanho das orcas e dentes que eram capazes de desfiar qualquer carne. Esse animal, com cerca de nove metros, habitava as águas doces e eram predadores generalistas. Ele também é o maior peixe de água doce já conhecido.

Esses rizodontes gigantes eram bastante violentos. Eles emboscavam a presa e, junto com sua musculatura robusta, eles conseguiam capturar e comer animais grandes. Os fósseis desse animal foram encontrados na Europa e na América do Norte no que antes eram rios e lagos e hoje são depósitos sedimentares.

2 - Mega piranha

As piranhas não são muito grandes, porém, são cheias de dentes. Mas a força da mordida e o tamanho de um pequeno tubarão fizeram com que ela fosse um animal a se temer. A mega piranha chegava a ter mais de um metro de comprimento.

Essas mega piranhas desapareceram da Terra, deixando evidências apenas para uma aproximação de como foi a sua história. Pelo maxilar superior, o animal provavelmente era carnívoro, mas também pode ter tido um comportamento herbívoro.

3 - Leedsichthys

Esses peixes da pré-história tinham 15 metros de comprimento. Ele tem o recorde entre todas as criaturas aquáticas e é conhecido como o rei dos peixes ósseos. Esse peixe nunca evoluiu no curso da história e pareciam normais, tirando o seu tamanho maior do que muitas baleias e tubarões.

Os fósseis desse animal foram encontrados na Inglaterra, Alemanha, França e América do Sul. A aparência do peixe era surpreendente quando sua boca estava aberta. E os rastros branquiais dessa espécie são tão grandes que foram confundidos como sendo ossos de outras espécies de répteis voadores.

4 - Xenacanthus

Esse animal representa um gênero de tubarão pré-histórico que se parece com um híbrido de unicórnio com tubarão. Essas criaturas habitaram a Terra nas últimas partes do tempo devoniano. E resistiram à extinção até o começo do Triássico, há mais de 200 milhões de anos.

Esse animal habitava águas doces e deixou ossos espalhados pelo mundo com 21 espécies diferentes. Ele tinha um espinho na cabeça, que se parecia com um chifre de unicórnio, e que especula-se que possuía veneno. Essa suspseita se deve a sua fisiologia que se parece com as espinhas venenosas das arraias. E os dentes do 'tubarão-unicórnio' davam a eles a possibilidade de comer peixes blindados.

5 - Enchodus petrosus

Esse peixe habitava o período cretáceo superior e eoceno. Ele se parecia com um arranque ou com uma sardinha, mas tinha 4,9 metros de comprimento. Eles tinham vários dentes afiados que chegavam a medir mais de dois centímetros. Poucos eram os peixes de pequeno e médio porte que eram imunes ao ataque desses vilões.

Segundo paleontólogos, a descoberta dos fósseis desse animal poderia dar a impressão de que acharam dentes de um mamífero carnívoro mortal ao invés de um peixe. O poder de mordida desse peixe era muito grande.

6 - Chinlea

Esse animal se parecia com uma versão grotesca do salmão. Eles podiam parecer inofensivos, mas tinham uma cabeça em forma de tubarão, com um focinho afilado com grandes dentes de cisalhamento, extremamente afiados.

Esses peixes viviam no período triássico e seus fósseis foram encontrados no Arizona, no Texas. A robustez e aerodinâmica deles mostram que, quando eles escolhiam uma presa, seria bastante difícil dela escapar do seu ataque rápido. Esse peixe chegaria a pesar 150 quilos.

7 - Eusthenopteron

Esse peixe da era devoniana vivia há 370 milhões de anos. Ele era um predador com nadadeiras lobadas. Eles eram carnívoros e muito agressivos. No Parque Nacional Miguasha, se pode encontrar vários fósseis.

Ele tinha entre um e dois metros de comprimento. No seu crânio, havia vários dentes afiados. As mandíbulas eram longas e com fileiras dentadas se estendendo até a cabeça. Essas criaturas conseguiram combinar aerodinâmica com musculatura eficiente, e eram caçadores temíveis.

Próxima Matéria
Via   Toptenz  
Imagens Toptenz
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+