icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 pessoas que foram perigosamente armadas para reclamar de um serviço

POR Erik Ely EM Curiosidades 18/05/20 às 20h20

capa do post 7 pessoas que foram perigosamente armadas para reclamar de um serviço

Todos nós já recebemos algum tipo de atendimento que não foi o que esperávamos. Com isso, independente do motivo ser válido ou não, é realmente horrível quando ficamos com esse sentimento de frustração. No entanto, a maioria de nós acaba deixando para lá. Contudo, algumas pessoas decidem fazer algo a respeito e perder o controle e a razão. Dessa forma, separamos 7 pessoas que foram perigosamente armadas para reclamar de um serviço.

Não há nada pior do que esperar horas e horas em uma fila e perceber que a enrolar está acontecendo por conta de um funcionário desleixado. Nessa hora, podemos ficar um pouco irritados e até lançar um olhar irritado. Porém, geralmente, as pessoas não costumam revidar atirando contra o funcionário.

1 - Esse homem só queria um sorvete

Podemos afirmar que Jerry Henry era alguém que amava sorvete. Dessa forma, em agosto de 2017, Henry parou em McDonald's e pediu um casquinha de sorvete. Entretanto, quando a pessoa que trabalhava lá informou ao homem que não havia sorvete porque a máquina estava quebrada, Henry reagiu a pior maneira possível: ele sacou uma arma e ameaçou o funcionário. Em seguida, o funcionário correu para o banheiro e chamou a polícia. Quando a polícia chegou, eles descobriram que a arma era de mentira e Henry foi preso.

2 - Quando os preços subiram, esse homem foi a loucura

Em dezembro de 2013, um homem pediu sete burritos em um drive thru. Contudo, um funcionário informou ao homem que o preço de cada burrito havia subido de U$ 0,99 para U$ 1,49. Com isso, não demorou muito para as coisas saírem do controle. Irritado com o aumento de preço, o homem disparou com uma pistola de ar e, em seguida, pegou um rifle de assalto. A polícia foi acionada e o homem ameaçou atirar. Em pouco tempo, a polícia entrou em perseguição contra o homem e ao ser pego, ele foi preso. Tudo por conta de 50 centavos.

3 -  Você não vai querer dizer não para esses homens

Imagine que você está ansioso para comer seu lanche favorito, mas ao chegar no local, você percebe que o item não está mais no menu. Em menos de 20 minutos após descobrir isso, dois homens e uma mulher voltaram com cassetetes e começaram a bater nos clientes. Além disso, um dos três pegou uma arma e atirou no rosto de um cliente. Alguns dias depois, dois dos agressores foram presos. Enquanto isso, o homem baleado sobreviveu e se recuperou do ferimento.

4 - Se ele tivesse chegado mais cedo, nada disso teria acontecido

Era uma hora da manhã, quando Kenneth Reese e sua companheira tentaram comprar um pouco de Taco Bell antes do restaurante fechar. Entretanto, os funcionários já estavam fechado o restaurante. Ao descobrir que não conseguiria nada, os funcionários relataram que ele falou algo sobre "atirar no local" e, em seguida, ele apontou uma arma para uma funcionário. Mas, felizmente, nenhum tiro foi disparado e homem foi preso logo depois.

5 - Com a cabeça quente e o lanche frio

Em julho de 2019, Lillian Tarver reclamou que suas batatas fritas do McDonald's não estavam quentes como ela gostaria. Contudo, não satisfeita em ganhar novas batatas, ela entrou na cozinha e começou a agredir os funcionários. Em seguida, ela sacou uma arma e atirou no chão para assustá-los. Felizmente, eles conseguiram para-la antes que alguém se machucasse.

6 - Tudo por conta de uma fila que não andava

Em 2019, a fila de McDonald's parecia não sair do lugar. Com isso, Marquenta Glidwell começou a buzinar. Isso fez com que um gerente pedisse para ela se acalmar, mas ela não estava afim de conversar. Saindo do carro, Marquenta foi até o gerente e usou uma arma de choque nele. Mas não terminou aí. Em seguida, ela puxou o homem pelos cabelos e o tirou da janela do drive thru, onde continuou a bater no funcionário. Além de presa, Marquenta também precisou pagar uma fiança de U$ 10.000.

7 - Não deixe essa mulher sem talheres

Em outubro de 2019, Jonelle Jade Dare decidiu comprar uma algo para comer em um drive thru do KFC. No entanto, ao receber o pedido, ela percebeu que não havia recebido talheres e decidiu atirar contra a janela do drive thru. Felizmente, ninguém ficou ferido e Dare foi presa pouco tempo depois.


Próxima Matéria
Via   Listverse     Q13 FOX News  
Imagens Listverse
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest