• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 pessoas que morreram deixando mistérios insolúveis

POR Toni Nascimento    EM Mistérios & Horror      23/04/19 às 16h48

Mistérios insolúveis realmente existem? Se você parar para pensar bem, não importa o tamanho do mistério, com o tempo, as coisas sempre acabam se esclarecendo. Não é à toa que histórias com esse centro narrativo sempre fizeram muito sucesso, principalmente na Era Vitoriana. Quer um exemplo? Arthur Conan Doyle era um dos maiores mestres do gênero de mistério. Basta notar que sua maior obra, Sherlock Holmes, fez do protagonista um dos personagens mais famosos da cultura popular. Mesmo depois desse período, as histórias de mistério (ficção e realidade) ainda deixam muita gente de boca aberta.

Ainda assim, certamente, por mais que a gente queira, ainda existem mistérios insolúveis por aí. Por mais que o tempo passe, e dezenas de pessoas dediquem grande parte do seu tempo para pesquisar, estudar e tentar desvendar os mistérios, ainda existem alguns que são mais difíceis de desvendar do que um baú trancado e enferrujado. Será que existe nessas histórias, que ainda não conseguiram entender por completo, uma desfecho para desvendá-las? O Fatos Desconhecidos, curioso como é, listou sete pessoas que morreram deixando grandes mistérios insolúveis.

1 - Lizzie Borden

Lizzie Borden era professora na escola dominical, e além disso, adorava costurar e pescar. Uma garota normal, até o momento em que sua mãe morreu. Seu pai, após o trauma, casou-se novamente. Acontece que a jovem Lizzy não se dava bem com a sua madrasta. Ela suportou a convivência, até o dia em que o seu pai reescreveu o testamento deixando tudo para a esposa, caso morresse.

Em 4 de agosto de 1892, às 11h10, a empregada ouviu um grito do primeiro andar. O corpo de Andrew Borden, o pai de Lizzie, estava deitado em um sofá em uma pequena sala de estar. Uma criada e um vizinho encontraram no quarto de hóspedes o cadáver da madrasta, Abby Borden.

Acontece que o comportamento da filha foi altamente suspeito, uma vez que ela ficou calma com a situação. Ela chegou a ir a julgamento, acusada de assassinato. Acontece que não existiam provas substanciais contra ela, e o povo gritou ao seu favor. Ela foi inocentada e fez da casa um hotel, além de herdar todo o dinheiro. Ninguém nunca teve certeza se ela realmente matou, ou não, o pai e a madrasta.

2 - Autor Serviliano

Em 1976, os moradores da cidade de Serquville, em Ohio, se assustaram quando começaram a receber cartas anônimas com ameaças, que deixavam claro que o remetente sabia da vida pessoal de todo mundo. O casal Mary e Ron Jillspy foram os mais atingidos. A carta destinada a eles argumentou que Mary estava traindo o marido com o superintendente da escola. "Eu sei onde você mora . Eu assisti sua casa e sei que você tem filhos. Isso não é brincadeira. Leve isso a sério", estava escrito na carta de Mary.

Em 17 de agosto de 1977, Ron Jillspy recebeu uma ligação anônima contando sobre a traição de sua esposa. Ele entrou no carro e saiu em disparada. Seu corpo foi encontrado no carro, após um terrível acidente de colisão com uma árvore. A polícia descobriu que Ron deu um tiro com a pistola uma vez, mas a bala nunca foi encontrada.

Mesmo após a morte misteriosa do marido, Mary continuou a receber cartas e, em 1983, começaram a aparecer cartazes nas estradas denunciando a infidelidade da mulher. No final, ela veio para derrubar o cartaz, mas percebeu a tempo que algum tipo de corda se estendia do cartaz que levava à caixa. Mary abriu a caixa e viu uma arma apontada diretamente para ela. A polícia descobriu quem eram os donos da arma, porém, afirmaram que a arma havia sido roubada há muito tempo.

3 - Caspar Hauser

Caspar Hauser apareceu nas ruas da Alemanha em 26 de maio de 1828. Ele era um adolescente de cerca de 16 anos. O menino queria ser cavaleiro, como seu pai . O jovem chegou a ser preso por vadiagem. Ele tinha um bom desenvolvimento físico, porém, mental não. Da mesma forma que nunca conseguiram descobrir a origem do jovem, também nunca desvendaram sua morte. Ele apareceu com uma ferida profunda do lado esquerdo no peito, e morreu dias depois.

Existem teorias de que ele era o herdeiro de um reino próximo, e muitos indícios apontavam para isso. Mesmo assim, nunca houve prova.

4 - D. B. Cooper

Em 1971, um homem de meia-idade ligou para o aeroporto de Portland, apresentou-se como Dan Cooper e comprou uma passagem só de ida para o voo 305 para Seattle. Nas suas mãos, havia uma mala preta. Pouco depois da decolagem, Cooper entregou um pedaço de papel escrito à aeromoça. Ele então disse: "Senhorita, é melhor você olhar a nota. Eu tenho uma bomba".

Cooper pediu à mulher que entregasse suas exigências aos pilotos. Ele pedia US$ 200 mil, 4 paraquedas e um caminhão com combustível para reabastecer a aeronave em Seattle. Em Seattle, Cooper deixou os passageiros irem, mas pediu à tripulação que ficasse. Depois de reabastecer e receber o tal resgate, o avião decolou novamente. Quando o avião pousou no aeroporto, Cooper não foi encontrado. A busca por seu possível pouso também não levou a nada.

Ele nunca mais foi vistou ou encontrado. O caso ficou aberto até 2016, quando foi fechado sem solução. O homem pulou do avião com o paraquedas? O que aconteceu? Nunca saberemos.

5 - Homem de couro

O Homem de Couro era um morador de rua de uma Nova York antiga. Ele andou por aquelas ruas por mais de 30 anos, e conhecia praticamente todos do local. Apesar de morar na rua, falava francês perfeitamente bem e era muito educado com todos que por ali passavam. Até que um dia, ele morreu dentro de uma caverna das redondezas, provavelmente de câncer. Acontece que nunca conseguiram descobrir de onde ele veio, e quem ele realmente era.

6 - Dália Negra

A jovem Elizabeth Short chegou a Los Angeles para se tornar uma estrela de cinema. Ela trabalhou como garçonete enquanto isso não acontecia. A fama só veio após sua morte. Todo mundo conhece a terrível história da Dália Negra. Acontece que, de um dia para o outro, seu corpo foi encontrado no quintal de sua casa, dividido ao meio e sem as impressões digitais. A polícia nunca descobriu o assassino, porém, recebeu cartas posteriores ao crime de um possível assassino. mas a verdade nunca foi descoberta.

7 - O menino da caixa

Muito conhecido como o menino da caixa, o crime aparentemente aconteceu em um bairro da Filadélfia, nos EUA. No caso, um garoto de 6 ou 7 anos foi encontrado morto dentro de uma caixa. O corpo estava enrolado em um cobertor e o garoto estava deitado de barriga para cima. A caixa era de um fabricante de berços. O corpo estava limpo e seco e os braços tinham sido cuidadosamente dobrados em sua barriga. A identidade do garoto nunca foi identificada. O caso nunca foi resolvido e permanece em aberto.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que adora mistérios, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   Adme  
Imagens Dayli News
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+