• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 pessoas que perderam tudo que tinham de maneira idiota

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      25/10/18 às 17h52

Juntar dinheiro e adquirir grandes fortunas às vezes exigem um trabalho árduo. A menos que você seja uma pessoa rica, isso costuma ser trabalhoso. Apesar disso, algumas vezes desastres acontecem e as pessoas acabam perdendo tudo o que tinham.

O prêmio é a forma como isso acontece. Algumas fortunas são perdidas por razões completamente idiotas e outras, apenas por puro egoísmo.

Confira agora algumas histórias trágicas, outras bem tristes de pessoas que perderam tudo o que tinham.

1 - Mulher perde prêmio na loteria para ex-marido

Em 1996, Denise Rossi ganhou um prêmio de 1,3 milhões de dólares na loteria da Califórnia. O prêmio não só mudou sua vida financeira completamente, como também a fez mudar em relação a outras coisas. O casamento de 25 anos, por exemplo, já não a satisfazia. Então, 11 dias após receber o prêmio ela pediu o divórcio e não contou ao marido nem a ninguém sobre o prêmio.

O problema é que na Califórnia, todo o dinheiro conquistado durante a relação deve ser dividido entre o casal. Inclusive prêmios na loteria. Um correspondência entregada por engano na casa do ex-marido, fez com que ele descobrisse do prêmio, o que o deixou realmente assustado, já que eles não haviam tido nenhum grande problema.

O caso foi para a justiça e Denise afirmou que não estava feliz há algum tempo com a relação e que não queria que o então marido colocasse as mãos no dinheiro. Com essas informações, o juiz determinou que a mulher agiu de forma fraudulenta e com maldade, e ordenou que o prêmio fosse transferido ao ex-marido.

2 - Um poupança de 4 mil dólares, gasta com doces

Em 2012, um garoto ucraniano de 9 anos encontrou cerca de 4 mil dólares embaixo do sofá de casa. Como toda boa criança, ele decidiu que gastaria todo o dinheiro com doces. Como o dinheiro estava em moedas mistas, ele precisou trocar toda a fortuna. Para isso contou com a ajuda de um homem que, posteriormente, foi identificado com distúrbio mental. Em troca, ele dava algumas moedas a ele.

E foi dessa forma que o garoto gastou o dinheiro que era toda a poupança da família. O pai só descobriu isso semanas mais tarde, quando todas as economias já tinham ido embora. Eles até levaram o garoto à polícia na tentativa de conseguir o dinheiro de volta, mas isso não foi possível.

3 - Toda a poupança em anéis fajutos

Justin Kayola pensava que havia encontrado um pote de ouro. Em um leilão online, ele encontrou 8 anéis masculinos brilhantes e que, aparentemente, eram feitos de ouro. Justin então decidiu arrematar as jóias e para isso gastou toda a sua poupança de 678,99 libras, algo em torno de 3.200 reais. No entanto, quando ele levou os anéis à casas de penhores para tentar vendê-los descobriu algo desagradável.

Os anéis eram falsos. Ele até pensou em ir à polícia, mas como os anéis haviam sido arrematados em um leilão da polícia, para arrecadar fundos para a caridade ele percebeu que de nada adiantaria. O problema todo foi realmente a falta de atenção de Justin, já que na descrição do anúncio e do leilão havia todos os esclarecimentos necessários, informando que apesar da cor e da inscrição 18k, os anéis não eram de ouro, mas sim um acabamento de metal amarelo.

4 - Investimento pesado em Beanie Babies

Em 1993, os Beanie Babies estouraram. Eles nada mais eram do que pequenos animais de pelúcia colecionáveis. Alguns dos ursos, era difícil de  encontrar pessoas dispostas a gastar uma boa grana com isso. A família Robinson então decidiu investir nos ursos, para isso eles usaram toda a poupança de 100 mil dólares para comprar os brinquedos!

O intuito era que a venda dos brinquedos fosse usada para pagar os estudos dos 5 filhos. Eles então adquiriram dezenas de milhares de Beanie Babies, que por incrível que pareça, nunca foram vendidos. Talvez os ursinhos tenham se tornado um vício para a família.

5 - Anunciar o fim do mundo

Em 2011, Robert Fitzpatrick estava certo de que havia descoberto qual seria a data do fim do mundo. Estudando a Bíblia, Robert começou a acreditar que um terremoto atingiria a Terra e a tornaria inabitável. Nesse mesmo dia ocorreria também o julgamento final. O homem então decidiu que deveria comunicar a todos! Avisar as pessoas para que se arrependessem, pois o fim estava próximo.

Robert gastou cerca de 140 mil dólares em cartazes e anúncios de metrô e de ônibus. O anúncio dizia "Terremoto Global: O Maior de Todos os Tempos! Dia do Julgamento em 21 de maio de 2011". No entanto, o dia passou e nada aconteceu.

6 - Toda a poupança para a doação

Um senhor de 80 anos de idade doou algumas roupas para a caridade, em 2011. O que ele não notou é que um dos ternos estava com sua poupança de 13 mil dólares no bolso. O dinheiro seria usado para pagar as despesas médicas de sua esposa, que foi diagnosticada com câncer. Ele então ligou para a loja e contou sobre o ocorrido, houve uma grande mobilização para encontrar o dinheiro perdido.

Geralmente, quando casos parecidos ocorriam as pessoas devolviam o dinheiro, o que não aconteceu dessa vez. A história foi divulgada e muitas pessoas se mobilizaram e ofereceram ajuda. O homem, que se manteve anônimo e sua família, declararam extrema gratidão por toda generosidade, mas que iriam recusar respeitosamente qualquer tipo de doação.

7 - Um milhão no colchão

Em 2009, uma mulher israelense conseguiu juntar incríveis 1 milhão de dólares. Com a recente crise econômica de 2008 e vários bancos quebrados, a mulher preferiu guardar o dinheiro em casa, mais especificamente em seu colchão. O problema é que a filha da mulher, identificada apenas como Anat decidiu fazer uma surpresa para a mãe.

O colchão que estava cheio de irregularidades, foi substituído por um novinho em folha. O antigo, é claro, foi jogado fora. Quando a mãe recebeu a surpresa levou um susto e logo informou a filha sobre a fortuna. Anat então saiu desesperada na busca de reencontrar o colchão, mas o dinheiro, nem o colchão foram localizados. A mãe por outro lado foi extremamente compreensiva e disse apenas que: "As pessoas têm que levar tudo em proporção e agradecer a Deus pelo bem e pelo mal".

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+