icone menu


7 pessoas que viveram os piores momentos de suas vidas diante das câmeras

POR Erik Ely    EM Entretenimento      28/06/20 às 19h45
capa do post 7 pessoas que viveram os piores momentos de suas vidas diante das câmeras

Pelo menos para espectadores, os filmes funcionam como uma espécie de fuga da realidade. No entanto, para atores e outras pessoas que trabalhar por trás das câmeras, um filme é mais do que isso. Desse modo, para que determinado filme saía da melhor forma possível, muitos atores tiveram que mergulhar de cabeça em seus traumas e enfrentar seus medos. De fato, essa não é uma tarefa nada fácil. Pensando nisso, separamos 7 pessoas que viveram os piores momentos de suas vidas diante das câmeras.

Do que você tem medo? Agora, imagine que você tem que trabalhar em um filme que lida diretamente com esse medo. Seja na água ou em cenas violentas, muitos atores tiveram que lidar com esse tipo de trauma e nós, na maioria das vezes, nem sabemos que isso aconteceu.

1 - Amor, Sublime Amor (1961)

Em "Amor, Sublime Amor", de 1961, a atriz Rita Moreno precisou encenar uma cena não explícita de estupro. No entanto, isso a fez lembrar de um episódio semelhante que já havia vivido. Dessa forma, sua dor pode ser vista na cena. Além disso, depois de gravar a cena, Rita parou as gravações e chorou por 45 minutos no set do filme.

2 - O Mestre (2012)

No filme "O Mestre", de 2012, Joaquin Phoenix dá vida ao um soldado que encontra refúgio de uma nova religião. No entanto, essa religião se torna uma seita extremamente radical conforme vemos no filme. Assim, muitos elementos do filme são baseados na vida do fundador da cientologia, L. Ron Hubbard. Dito isso, ainda que o diretor do filme, Paul Thomas Anderson, negue, o protagonista do filme, Joaquin Phoenix, confirma a inspiração e ainda traz a própria experiência que teve na igreja que cresceu.

3 - O Exorcista (1973)

Você pode não reconhecer a atriz Mercedes McCambridge apenas olhando para ela, mas eu aposto que você vai se lembrar de sua voz. Isso porque, ela deu vida ao demônio que possuía Regan MacNeil em "O Exorcista", de 1973. Assim, para conseguir uma voz grave, a atriz foi obrigada a comer ovos crus e até fumaça. Mas o pior de tudo foi o fato dela ter sido forçada a tomar doses de uísque. Na época, a atriz frequentava grupos de Alcoólicos Anônimos e já estava há quatro anos sóbria. Depois do filme, ela voltou a beber e sua carreira nunca mais foi a mesma.

4 - Alien - A Ressurreição (1997)

Mesmo tendo lidado com monstros, fantasmas e vampiros, o maior medo da atriz Winona Ryder estava em "Alien - A Ressurreição", de 1997. Contudo, o problema não foi filmar com o temido xenomorfo, o alien, mas sim, as cenas do filme que se passam na água. Isso acontece porque, na infância, Winona quase se afogou e depois disso, desenvolveu um trauma de ambientes aquáticos. Assim, durante as gravações do filme, o pânico da atriz é real durante as cenas debaixo d'água.

5 - Um Amor de Família (1987-1997)

Mesmo sendo uma sitcom, "Um Amor de Família" sempre abordou temas complexos e até pesados. Desse modo, se a sexta temporada da série se iniciou com a personagem Peg Bundy anunciando que estava grávida. Além disso, a atriz que dava vida a personagem, Katey Sagal, estava, de fato grávida. No entanto, as gravações se tornaram um verdadeiro pesadelo. Isso porque, a atriz acabou perdendo e a série precisava encontrar uma solução para a gravidez da personagem. Como uma forma de amenizar sua dor, o roteiro da série transformou tudo em um sonho. Contudo, mesmo essa sendo a melhor opção, a atriz ainda precisou enfrentar o tema que ainda era extremamente sensível.

6 - Saved from the Titanic (1912)

Ainda que "Titanic", de 1997, seja o filme mais conhecido sobre o famoso náufrago, ele não é o primeiro. Na verdade, o primeiro filme sobre o naufrágio do RMS Titanic foi filmado apenas 30 dias após o ocorrido. Além disso, "Saved from the Titanic", de 1912, também contava com Dorothy Gibson, uma sobrevivente do terrível acidente. De acordo com o diretor do filme, Étienne Arnaud, ele queria alguém que pudesse captar o medo de se afogar. Contudo, o filme é lembrado, até hoje, por ter sido feito "cedo demais" e não por outras possíveis qualidades.

7 - As Areias de Iwo Jima (1949)

Ira Hayes foi um um veterano de guerra que ganhou fama com a foto Raising the Flag on Iwo Jima. No entanto, por conta do sucesso da imagem, Hayes se tornou um símbolo e foi mandado de volta para casa. De toda forma, ele sempre se sentiu culpado por ter sido obrigado a abandonar seus companheiros. "Às vezes, eu desejo que esse cara nunca tivesse feito essa foto", afirmou Hayes, em uma entrevista.

No filme "As Areias de Iwo Jima", de 1949, John Wayne queria homenagear o grande símbolo Ira Hayes. Entretanto, ele não estava afim de levantar a bandeira novamente. Assim, com um pouco de insistência, ele acabou aceitando a participação no filme. Porém, na época, Hayes já lutava contra o alcoolismo e no set, o ex-soldado estava tão bêbado que precisou ter suas falas cortadas do filme. Em 1955, Hayes morreu aos 32 anos, vítima de exposição e intoxicação por álcool.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+