icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


7 piores ideias da medicina ao longo dos últimos 100 anos

POR Gustavo Camargo EM Ciência e Tecnologia 23/11/17 às 16h03

capa do post 7 piores ideias da medicina ao longo dos últimos 100 anos

É incrível como o modo que a humanidade mudou seu pensamento nos últimos 100 anos. Antes das grandes descobertas científicas e, procedimentos no campo da medicina era totalmente absurdos. O cenários da medicina já passou por incontáveis mudanças, mas uma coisa é certa de se afirmar. Desde os primórdios até os tempos de hoje, os princípios médicos são um dos mais importantes, fiéis e respeitáveis fundamentos com reflexo direto na evolução da sociedade.

Ciência e medicina sempre andaram lado a lado. Com avanços tecnológicos equipamentos permitem que os procedimentos médicos se tornem mais seguros e menos invasivos para que todos possamos permanecer saudáveis e ter uma vida mais longa. O fato é que a medicina nem sempre foi tão delicada igual hoje em dia. Há 100 anos atrás cirurgias consideradas simples atualmente levavam vários pessoas a falecer no procedimento, devido à falta de conhecimento. Bom, nós da Fatos desconhecidos trouxemos para nossos leitores 7 piores ideias da medicina ao longo dos últimos 100 anos. Confira:

1 - Radiação

Quando o ser humano descobriu a radioatividade, por um momento pensou que talvez seria boa para a saúde. As pessoas compravam colares de radium, cobertores de urânio e água com radônio com a esperança de melhorar a digestão e a artrite. Com o passar do tempo as pessoas acabaram descobrindo que a radiação não seria uma aliada direta da medicina. Muitas pessoas morreram, e cientistas começaram a perceber os perigos da exposição à radiação.

2 - Xarope calmante para bebês

No início dos anos 90, uma droga designadas para bebês foi criada. Tinha como ideia ser um remédio para diarréia e outras doenças menores. Era um xarope calmante que visava evitar que crianças chorassem. Muitas mães afirmaram aos familiares o quão bom era o remédio, e que rapidamente seus filhos paravam de chorar e iam dormir.

Parece um remédio milagroso, não? Bom, o xarope era morfina pura dissolvida em álcool. A morfina é um forte analgésico de opiáceos com efeitos colaterais sérios.

3 - Ecstasy

Na década de 1940 vários psiquiatras sugeriram como tratamento em pacientes com depressão, autismo a substância Ecstasy. Com suas substâncias viciantes, a droga passou a ser usada de uma forma recreacional. Com tantas pessoas usando de forma errada, ela foi acabando sendo proibida de ser usada em tratamentos.

4 - Fumar faz bem para sua saúde

No início do século XX, muitos médicos acreditavam que fumar poderia ser bom para o ser humano. Propagandas de tabaco da década de 1920 para a década de 1950 era bem frequentes e nelas poderíamos ver médicos fumando associando cigarros a uma boa qualidade de saúde.

Em 1953, três cientistas, Wynder, Graham e Croninger, mostraram suas descobertas laboratoriais que confirmaram que os cigarros causariam câncer. Com o vazamento dessa informação, a indústria de tabaco sofreu gravemente com quedas de vendas.

5 -Velas de orelha

Esse era um método estranho que as pessoas utilizavam para a limpeza da cera dos ouvidos. A ideia era colocar o lado apagado de uma vela no ouvido e depois queimar a outra extremidade para criar pressão negativa e tirar a cera da orelha. Um estudo mais tarde provou que a prática não era tão efetiva e poderia acabar causando lesões devido a cera quente que caia em sua pele.

6 - Cartilagem de tubarão

Talvez você não saiba, mas os tubarões raramente sofrem de câncer. Levando isso em conta muitos médicos tiveram a grande ideia de tomar a cartilagem de tubarões. Todos ficaram animados pois acreditaram que finalmente teriam achado a cura pro câncer. Mas para a tristeza de muitos, um alguns ensaios clínicos de cartilagem de tubarão foram conduzidos com pacientes com câncer e não ouve nenhuma melhora.

7 - Plombage

Desde a década de 1930, a tuberculose foi responsável por milhões de mortes. Os antibióticos nessa época eram raros e não havia um tratamento para a doença. No entanto, médicos desenvolveram um tratamento chamado "plombage".

Era uma cirurgia de colocação, basicamente iria preencher a cavidade pleural do paciente, área pulmonar atrás da caixa torácica, com matérias diversos, como óleo mineral, gaze, cera, borracha ou até gordura animal. Em curto prazo o paciente poderia até ver algumas melhores. No entanto, muitas complicações foram observadas décadas mais tarde. Infecções e hemorragias poderiam ser uma realidade para essas pessoas.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.


Próxima Matéria
Via   Listvese  
avatar Gustavo Camargo
Gustavo Camargo
A verdade é que eu queria ser astronauta, mas na minha cidade ainda não tem a escolinha. Instagram: gustavoloopi
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest