• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 piores traumas de infância que continuam na vida adulta

POR Isabela Ferreira    EM Entretenimento      05/01/18 às 13h19

Você também foi dessas crianças que queriam ser adultas logo? É uma situação que acontece ainda nos dias de hoje, mas parece que o sentimento de querer crescer, há algum tempo atrás era muito mais forte. Faziam uma espécie de contagem regressiva, onde era preciso chegar nos 13, para estar perto dos 15 e logo fazer 18. Quem é que não tinha a esperança de que as coisas seriam diferentes depois dos 18 anos? Agora, muita gente apenas queria voltar à infância.

Embora chegar na maioridade não seja sinônimo de mudanças instantâneas, é claro que elas acontecem com o passar do tempo. Entretanto, existem certas coisas que nunca mudam, permanecendo conosco da infância até a fase adulta. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo alguns traumas daquela época que até hoje podem nos acompanhar. Confere aí!

1 - O famoso pote de sorvete com feijão

Convenhamos, encontrar feijão no pote de sorvete é algo que vai nos perseguir até a morte. Quem é que nunca passou por isso? Abre o congelador, e lá está... um lindo pote que parece ser a solução para todos os seus problemas, afinal... Quem é que não gosta de se afundar em um pote de sorvete, não é mesmo? Mas ao abrir vem a grande decepção: feijão. Na infância era a coisa mais frustrante que poderia acontecer, na vida adulta também não deixa de ser.

2 - Ter que tomar remédios em gotas

Que? Desde quando isso é um trauma também na fase adulta? Bem, basta se lembrar do tão temido Buscopan... Alguém conhece um remédio tão amargo quanto aquilo? Na infância era comum ter que tomar remédios em gotas, visto que os comprimidos apenas são indicados após certa idade. Muitas crianças temem tomar remédio, fazem birra e enrolam horas para fazer isso. É um verdadeiro trauma que persiste sim! Ainda precisamos seguir aquele velho conselho de mãe: tampa o nariz e engole de uma vez!

3 - Quando alguém pega o último doce que você estava guardando

Se você é um adulto que mora sozinho, talvez não passe por isso. Mas caso contrário... Ah, como é ruim! Na infância costumávamos ganhar doces de todo mundo por aí... Dos pais, tios e tias, enfim. Então guardávamos em algum lugar pra comer mais tarde, mas ao checar o local, cadê? Alguém havia sido mais esperto! Na vida adulta não é tão diferente assim. Você guarda aquilo, acha que até está escondido. Chega do trabalho com aquela vontade louca de comer o tal doce (ou qualquer outra coisa do tipo) mas quando vê... Não está mais lá. Aí é só aguentar a vontade de chorar e enquadrar todo mundo da casa, até descobrir quem foi o meliante.

4 - Perder alguém que estava do seu lado até um segundo atrás

Um dos maiores medos infantis era o de se perder dos pais, ou do responsável que estivesse ali. Claro, em tese, muitas crianças saíam correndo sem rumo por aí, mas ao perceber que estavam perdidas, entravam em completo desespero. Alguns pais até ficavam apenas observando de longe, para dar uma lição e ela não fazer mais aquilo. Mas também era comum se perder sem fazer o mínimo esforço pra isso. Acontece que na fase adulta isso continua acontecendo muito. Imagine que você está andando normalmente com um amigo ao lado, conversando numa boa, mas quando olha... Ele simplesmente desapareceu. Não está em canto nenhum... E agora? Uma ligação nem sempre resolve o problema...

5 - Ter que arrumar o quarto

Se você se tornou um adulto organizado, parabéns! Porque para muitos, a coisa mais difícil da vida é manter o quarto organizado. O guarda-roupas então, nem se fala. Lembra quando, na infância, sua mãe vivia falando pra você deixar seu quarto impecável? Bem, se vocês ainda moram juntos, é possível que ela ainda faça isso... E olha, não deve ser uma tarefa muito fácil!

6 - Levar bronca na frente dos amigos

Sabe quando você levava seus amigos pra casa, pra passarem uma tarde brincando juntos? Então, de repente sua mãe aparecia falando mil coisas, brigando com você na frente de todo mundo... Aí ficava aquele climão e você não sabia onde se esconder de tanta vergonha? Bem, quem foi que disse que isso não acontece na vida adulta? Embora a frequência seja bem menor (ou não), se você ainda mora com sua família é possível que alguém acabe se excedendo com você na frente de alguma visita sua... Vai falar que não é um trauma?

7 - Ter que dormir cedo

Durante a infância era comum que os pais fizessem os filhos dormirem cedo. Enquanto isso, ficavam ali vendo TV, ou fazendo qualquer outra coisa sem a presença dos pequenos. Dessa forma, muita criança queria virar adulta logo pra poder ficar acordada até tarde, madrugar até altas horas pela noite. Bem, acontece que crescemos e as responsabilidades nos chamam, não é mesmo? Na fase adulta é comum que muitos comecem a trabalhar, e as obrigações começam bem cedo, fazendo com que também precisemos dormir cedo. É... Ficar acordado até tarde continua sendo pra poucos!

E então pessoal, o que acharam? Acrescentariam mais algum item em nossa lista? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+