• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 provas de que Joaquin Phoenix já deveria ter ganhado o seu Oscar

POR Letícia Dias    EM Notícias      09/10/19 às 18h52

O nome Joaquin Phoenix nunca esteve tão em alta. Apesar de todas as polêmicas envolvendo seu mais recente trabalho, Phoenix é o novo rosto do Palhaço do Crime de Gotham. Enquanto de um lado Coringa vem dividindo opiniões, do outro existe um consenso quanto a performance inigualável do ator. Assim como Matt Reeves escreveu o roteiro de The Batman com Robert Pattinson em mente, Todd Phillips não imaginava outra pessoa no papel, que não fosse Phoenix.  A aposta foi mais que acertada. Além de abrir portas para a inovação de filmes do estilo, Coringa promete ser um sucesso de bilheterias.

Tais conquistas vêm sendo acompanhadas por rumores apontando possíveis indicações ao Oscar. Felizmente, hoje em dia, isso não parece algo tão inconcebível, visto que Pantera Negra deu o pontapé inicial nesse ano. Julgando todo o processo desencadeado para que Phoenix se tornasse o personagem, é compreensível que os fãs queiram vê-lo ganhando prêmios. Entretanto, essa não é a primeira vez e nem a última que veremos o ator sendo um dos maiores nomes do Oscar. Na verdade, houveram situações similares anteriormente. Por que não deu certo? Bom, talvez seja aquele clichê do "pessoa certa, momento errado". Porém, recapitulando alguns trabalhos de Phoenix, resolvemos apresentar filmes que provam sua versatilidade como ator. Por fim, logo abaixo você pode conferir 7 longas capazes de provar que já passou da hora de Joaquin Phoenix ganhar seu Oscar.

1 - Gladiador (2000)

Embora não tenha sido o primeiro trabalho de Phoenix, foi o responsável por torná-lo notável em Hollywood. O filme de Ridley Scott pôs o nome do astro entre os atores em ascensão. Ao passo que as críticas foram amplamente favoráveis quanto à performance de Phoenix, não nos surpreendemos ao ver o jovem interprete sendo indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Contudo, apesar de todo seu empenho e sucesso na personificação do cruel Commodus, o ator não levou a estatueta para casa. O prêmio acabou ficando para Benício del Toro por sua atuação em Traffic: Ninguém Sai Limpo. No entanto, esse estava longe de ser o momento mais significativo da vida de Phoenix. Contrariando o que todos pensaram, essa foi a primeira indicação do ator, mas estava longe de ser a última.

2 - Walk the Line (2005)

Nesse trabalho, o ator assumiu a responsabilidade de incorporar um dos maiores nomes da música: Johnny Cash. A narrativa mostra a jornada enfrentada por Cash em sua vida. Enquanto o cantor busca equilibrar seus problemas pessoais com sua carreira, nos pegamos imersos na performance de Phoenix. Juntamente com Reese Witherspoon, que dá vida à cantora June Carter, o astro apresenta um fiel retrato da existência de Cash. Do amor por June ao vício em drogas, a história foi tratada com significativa sensibilidade.

Além disso, para o papel, Phoenix precisou aprender a tocar violão e fazer aulas de canto. O esforço valeu a pena e rendeu ao astro sua segunda indicação ao Oscar, agora, na categoria de Melhor Ator. Contudo, mais uma vez, a estatueta não chegou às mãos de Phoenix. O prêmio acabou indo para Philip Seymour Hoffman, por sua atuação em Capote. No entanto, Phoenix recebeu o Globo de Ouro de Melhor Ator na categoria Comédia ou Musical.

3 - O Mestre (2012)

Nesse longa, Phoenix dá vida à Freddie Quell, um veterano da Segunda Guerra Mundial que precisa se adaptar a uma sociedade pós-guerra. Lembra de Hoffman? Sim, o ator que desbancou Phoenix acima. Então, coincidentemente os antes adversários, se tornaram colegas de tela. Embora tenha tido sucesso em seus papéis anteriores, esse foi o pontapé inicial para a escolha de Phoenix por personagens mais complexos. Ao interpretar Quell, o ator explorou aquilo que viria a se tornar sua assinatura: o olhar intenso. Juntamente com o background psicológico, Phoenix demonstrou não precisar de falas para transmitir o sentimento de seus personagens. Esse foi o último longa a render à Phoenix uma indicação ao Oscar. Entretanto, o ator perdeu nas votações para Daniel Day-Lewis, por seu desempenho em Lincoln.

4 - Ela (2013)

Embora Phoenix não tenha recebido novas indicações ao Oscar na categoria Melhor Ator, não significa que seu trabalho passou despercebido pela Academia. Dessa vez, contrastando com seus trabalhos anteriores, ambientados no passado, Phoenix incorpora o melancólico Theodore, habitante de uma Los Angeles futurista. No filme dirigido por Spike Jonze, a tecnologia é tão intrínseca na sociedade que passa a ocupar lugares afetivos. Ela é uma mescla de ficção com romance e, apesar de não parecer tão intenso quanto outros trabalhos do ator, traz Phoenix em um de seus mais memoráveis papéis. O longa foi indicado a diversas categorias técnicas e acabou levando o prêmio de Melhor Roteiro Original tanto no Oscar quanto no Globo de Ouro.

5 - Homem Irracional (2015)

O filme de Woody Allen traz Phoenix como Abe Lucas, um professor de filosofia marcado por crises existenciais. Toda a narrativa é movida em torno de uma conversa responsável por provocar uma epifania em Abe. A partir daí, a vida dos personagens muda. Como resultado, Abe toma a drástica e arriscada decisão de tentar aproveitar sua vida. Assim, ele busca encontrar um sentido para a mesma. Contudo, essa escolha acaba desencadeando uma série de consequências. Apesar parecer um clichê onde o professor se envolve equivocadamente com uma aluna, o significado é muito mais profundo. Além disso, Homem Irracional foge da previsibilidade ao terminar de uma forma inimaginável.

6 - Você Nunca Esteve Realmente Aqui (2017)

Dessa vez, nos deparamos com Phoenix em um thriller onde ele dá vida a Joe, um veterano de guerra e ex-agente do FBI. Em uma missão cujo objetivo é salvar uma menina de uma rede de tráfico humano, descobrimos que o personagem possui camadas de traumas. O principal destaque da narrativa é a forma como os processos mentais do protagonista são retratados. Mesmo sendo uma mescla de melancolia e trauma, Joe se arrisca para salvar vidas. Embora não seja tão conhecido no cenário mainstream, Você Nunca Esteve Realmente Aqui é aclamado entre as críticas. O longa de Lynne Ramsay pode não ter sido indicado ao Oscar, mas levou a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Coincidentemente, após ser exibido para o público do festival, o filme foi ovacionado por sete minutos. Isso te lembra alguma coisa?

Um dos filmes recentes mais aclamados de Joaquin Phoenix é Você Nunca Esteve Realmente Aqui, trabalho da diretora Lynne Ramsay, no qual o ator interpreta um veterano traumatizado, que trabalha resgatando jovens mulheres sequestradas. Uma das coisas que chama atenção de modo mais imediato é a transformação do ator, que dois anos antes de filmar Coringa, estava grande e musculoso, muito distante de sua forma esquelética do filme de Todd Phillips.

7 - Coringa (2019)

Esse filme dispensa apresentações. Se o nome "Joaquin Phoenix" não te soava familiar antes, 2019 mudou isso por completo. Coringa já prometia fugir do convencional muito antes de seu lançamento mas, apesar das expectativas, ninguém imaginava a dimensão da garantia de Phillips. A produção da Warner Bros. apresenta a história de um dos maiores vilões de todos os tempos. Nesse longa tivemos a oportunidade de ver Phoenix retratar com maestria a questionável sanidade de Arthur Fleck até sua transição para o Palhaço do Crime. Embora isso tenha custado ao ator mais do que podemos imaginar, acabou se tornando um grande marco na carreira do mesmo. Depois de recusar não apenar um, mas dois papeis na Marvel Studios, não imaginávamos ver Phoenix em um filme relacionado aos quadrinhos. Felizmente, nos equivocamos.

Apesar de ainda faltarem alguns meses para o início da temporada do Oscar, muitos têm afirmado que agora a estatueta dourada vem para as mãos de Phoenix. Enquanto a concorrência entre os filmes inspirados por quadrinhos está mais alta do que nunca, independente do resultado fomos agraciados por uma interpretação inigualável do Príncipe Palhaço do Crime, por Phoenix. Caso nada dê certo, tenha em mente que não foi Phoenix que perdeu o Oscar, foi o Oscar que perdeu Joaquin Phoenix.

E então, quais suas expectativas para a próxima cerimônia? Viu algum outro filme de Phoenix que não está aqui na lista? Acredita que o ator realmente merece todo esse hype? Compartilhe sua opinião com a gente.

Próxima Matéria
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+