icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 razões para acreditar que o ser humano é naturalmente mau

POR Diogo Quiareli EM Entretenimento 26/02/18 às 13h18

capa do post 7 razões para acreditar que o ser humano é naturalmente mau

Vivemos, desde sempre, tempos sombrios. As Grandes Guerras Mundiais, a violência como um todo, seja com outras pessoas ou com o meio em que vivemos como um todo é algo que aprendemos a conviver. Por mais que existam pessoas com o coração bom e incapaz de fazer qualquer mal, a maldade predomina, para a nossa infelicidade. Não é muito difícil encontrar as provas dessa nossa afirmação. Basta ligar a TV, folhear um jornal ou navegar um pouco na internet. A violência se alastra até mesmo nas redes sociais, lugares que deveriam servir de refúgio e entretenimento. Vocês já se perguntaram por que os seres humanos fazem tantas coisas ruins? Será que isso é genético ou apenas costume repassado com o passar dos anos?

Pensamos um pouco mais sobre isso e resolvemos pesquisar. Nós da redação Fatos Desconhecidos acreditamos que, o ser humano é naturalmente mau e existem diversos fatores que fortalecem isso. Após algumas pesquisas e análises, trouxemos para vocês, leitores, uma lista contendo alguns elementos que nos fazem crer cada vez mais na ideia de que o nosso egoísmo, a violência e a crueldade estão impregnadas na nossa espécie. Caso tenham alguma outra coisa que acreditam e não listamos, manda pra gente aí embaixo. Agora, sem mais delongas, confiram conosco.

1 - Guerras Constantes

Diversos estudiosos do comportamento humano chamam o século XX de século mais sanguinário de todos os tempos. De acordo com o Memorial da Guerra Polinatal, houve cerca de 240 guerras entre 1900 até os dias atuais. Começando os confrontos com a Rebelião do Boxer. Quando assistimos alguns documentários sobre o assunto, nos assustamos com a forma com que os soldados são treinados. Passa a imagem de que nascemos prontos para a batalha. Os confrontos durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial só fortalece a nossa visão de que o ser humano é realmente mau.

2 - Cyberbullying

Não é preciso passar muito tempo nas redes sociais para se deparar com o ódio partindo de alguns usuários. Algumas pessoas não podem nem mesmo postar uma foto sem receber uma série de comentários agressivos. O racismo e a homofobia estão entre os mais comuns de ver. Se for uma figura pública, isso aumenta. Um caso recente foi o da integrante do grupo Fifth Harmony, Normani Kordei, que abandonou o Twitter após ser agredida verbalmente por sua cor de pele. É mais fácil, pois os usuários podem manter-se anônimos e proliferar seu ódio. Muitos agem dessa forma sem motivo algum, simplesmente para alimentar um ódio desnecessário.

3 - Gene de Guerreiro

A existência do chamado "gene guerreiro" é uma prova convincente de que somos violentos. Esse gene é tecnicamente conhecido como monomania oxidase A (MAOA). Basicamente todos possuem, mas uma porcentagem da população apresenta baixa ou nenhuma atividade. Aqueles que têm um gene MAOA de baixo desempenho tendem a ser mais agressivos. As mulheres são menos propensas a ter o gene.

4 - Violência Como Entretenimento

Olhando por um lado, não somos tão diferentes dos antigos romanos. O povo se divertia com seus gladiadores e eram fascinados pelo sangue. Hoje, no horário nobre da TV, nos deparamos com diversas cenas de violência em vários programas. Tendemos a acompanhar uma novela onde há violência e, em várias ocasiões, torcemos para que o vilão seja morto ou coisa do tipo. Saindo da ficção, gostamos de acompanhar esportes violentos, como as mais diferentes modalidades de lutas.

5 - Os Grandes Pensadores Acreditam na Maldade Natural

Freud, no final de sua vida tornou-se bastante desencantado com a espécie humana. O psicanalista chegou a considerar-nos um dos piores tipos de animais. Ele presenciou a Primeira Guerra Mundial e o início da Segunda, assim ele baseou os seus sentimentos. Em seu livro de 1930, Civilizations and its Discontents, ele afirmou: "... os homens não são criaturas gentis que desejam ser amadas e que, no máximo, podem defender-se quando atacados. Pelo contrário, são criaturas entre cujos dotes instintivos deve-se levar em conta uma poderosa cota de agressividade".

Centena de anos antes de Freud, o filósofo Thomas Hobbes tinha uma visão parecida com a sua. Ele dizia que o homem em seu estado natural é "solitário, pobre, desagradável, bruto e cruel". Ele acreditava ainda que todos os homens eram igualmente capazes de matar e que quando dois almejam a mesma coisa, o resultado é um confronto violento.

6 - Nós temos Governo

O simples caso de termos governo sugere que acreditamos em uma sociedade em demasia violenta. Nossa crença é de que viraria um caos absoluto se não houvesse alguém para criar e aplicar leis. Normalmente, temos medo do próximo e isso não nos faz confiar. Isso prova que acreditamos que boa parte das pessoas não sejam boas. Algumas pessoas acreditam que uma sociedade anarquista seria a ideal, porém, já existiu em nosso mundo um grande exemplo que não deu certo. Havia uma dessas sociedades na Ucrânia entre 1918 e 1921. Foi nomeado "Território Livre" e continha cerca de 7 milhões de pessoas que viviam e trabalhavam para entender às necessidades coletiva. O Território Livre acabou tendo como líder Nestor Makhno, que servia como um estrategista militar e conselheiro do grupo durante as batalhas na Revolução Ucraniana. No final, os bolcheviques conquistaram à força as terras.

7 - A Caça Por Prazer

Mesmo que muitas sociedades dependam do consumo de carne animal, diversas pessoas caçam por prazer. Algumas, desde pequenas, mesmo sem ter a influência de adultos já tende a gostar da pratica. Mesmo com várias espécies de animais entrando em extinção, algumas pessoas gostam de caçá-las por esporte, mesmo que as matem e em seguida joguem fora. Isso vem desde a antiguidade, quando a caça era pela sobrevivência, o que é parcialmente aceitável.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.


Próxima Matéria
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest