• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 regras para fazer parte da maçonaria

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      19/09/19 às 15h27

A maçonaria é uma organização filosófica, filantrópica, progressista e discreta para não dizer muito misteriosa. Os vários grupos fraternos que formam a maçonaria, remontam as guildas de pedreiros da Idade Média. Desde o começo da organização, os maçons diversificaram seus interesses e, hoje, são essencialmente organizações comunitárias voltadas na caridade e boa vontade com a humanidade. Pelo menos é isso que eles querem que você acredite, porque os teóricos da conspiração discordam dessa afirmação. Independentemente disso, a maçonaria continua a despertar um interesse peculiar e curiosidade das pessoas do mundo exterior.

Descobrir a verdade, por trás das tradições da maçonaria, e outros segredos maçônicos, se tornou uma verdadeira obsessão para muita gente. No entanto, até hoje, o que realmente acontece dentro da maçonaria permanece um mistério. Aparentemente os seus membros tem que seguir algumas regras restritas para que tudo o que acontece lá permaneça em sigilo. E eles têm feito um bom trabalho, já que se sabe ainda muito pouco sobre a organização.

Mas uma coisa é fato, os rituais maçônicos secretos não são tão satânicos, como muitas pessoas tendem a acreditar. Por outro lado, eles ainda são muito estranhos, de uma forma bem interessante. Se você sempre quis saber o que era preciso, para fazer parte da organização, aqui vão 7 regras antigas para integrar a maçonaria.

1 - Apenas homens

Para começar, as qualificações básicas, para alguém ingressar em uma loja maçônica, são bem excludentes. Para começo de conversa, apenas homens são bem-vindos, para se tornarem maçons. E ser homem é apenas o primeiro pré-requisito, já que a organização se mostrou bem seletiva. Qualquer homem, que tenha interesse em fazer parte da maçonaria, deve ser indicada por dois maçons já estabelecidos. E por último, e não menos importante, todos os que desejam se unir devem atestar que acreditam em um único Poder Supremo, um deus monoteísta, mas não o cristão.

2 - Não falar sobre religião e política

Embora seja um dos pré-requisitos, para fazer parte da maçonaria, a discussão pessoal sobre religião é totalmente proibida nas lojas maçônicas. E mesmo que a organização seja descrita como "religiosa", ela não se caracteriza como uma religião, e não apoia nenhuma outra. Outro ponto, proibido dentro da maçonaria, é a discussão sobre política. Entenda, isso não quer dizer que esse tipo de discussão não possa ser feita pelos maçons, isso pode. O que é proibido é falar sobre isso, nos locais oficiais de reunião.

3 - Status externos são irrelevantes

Tendo como base a igualdade e equidade, não é permitido status externos dentro da organização. Desde sempre, vários homens influentes se uniram à maçonaria. Entre eles, presidentes e ocupantes de outros cargos, de grande importância na sociedade, mas que, dentro da maçonaria, eram apenas mais um membro, como qualquer outro. Todo e qualquer título grandioso deve ser descartado na entrada para a maçonaria. Enquanto estiver dentro de uma loja maçônica, o seu título, seja lá qual for, é totalmente irrelevante. O único status, que importa para eles, é o nível de realizações do indivíduo, dentro da organização.

4 - Senhas secretas

Cada loja maçônica tem os seus próprios rituais e apertos de mão, senhas e batidas secretas. Para fazer parte disso, eles seriam bem específicos para cada ordem individual. Mesmo que a maçonaria exista no mundo inteiro, não existe um aperto de mão universal da organização. Mas ainda assim, alguns membros afiram que "você ainda pode descobrir um pedreiro, pela maneira como ele aperta sua mão, se você estiver ciente".

5 - Ritual de iniciação

Talvez, uma das razões pelas quais a maçonaria é associada a uma espécie de ritual satânico e outras crenças sombrias, seja pelo seu ritual de iniciação. Para ser introduzido a organização, o indivíduo passa por uma ritual reconhecidamente macabro. O ritual geralmente envolve uma morte falsa, no qual o homem é vendado, com uma corda no pescoço, e depois, tem uma faca brandindo o seu peito nu. Depois da morte simbólica, o indivíduo é "ressuscitado" como um maçom.

6 - Nome secreto de Deus

Existem 33 graus de evolução entre os maçons. Quando um maçom receber graus suficientes para, finalmente, se tornar um mestre, ele é convidado a se unir à Ordem Suprema do Santo Arco Real. É nessa fase, que os membros tomam conhecimento do segredo máximo dos maçons, o verdadeiro nome do Grande Arquiteto do Universo. Ou seja, o verdadeiro nome de Deus.

7 - Código Justiniano

Existem várias regras a serem seguidas, nos livros do código Freemason, mas todas elas têm uma base muito simples. Todas as regras da maçonaria são baseadas no Código Justiniano, um codificação, do direito romano, ordenada pelo Imperador Justiniano no século VI. Embora o código original fosse muito longo, os maçons focaram em seguir apenas a sua essência: "viver honestamente, não machucar ninguém e prestar a cada um o que lhe é devido".

E você, sabe alguma outra curiosidade sobre a maçonaria e suas regras? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+