• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 substâncias mais letais do mundo

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      24/01/17 às 09h05

Em filmes antigos e nos gêneros que abordam a espionagem, mortes por envenenamento são uma arma secreta e até charmosa do cinema. Acontece, no entanto, que na vida real a questão perde todo charme quando se percebe o risco que estamos expostos todos os dias. Vocês já pararam para pensar quais são as substâncias que poderiam nos matar em pouquíssimo tempo? Já leram a nossa matéria que mostra o que as 5 substâncias mais viciantes do planeta fazem com seu cérebro?

Bom, nós fizemos uma pesquisa e fomos atrás das substâncias mais tóxicas e letais do Planeta Terra, alguns tão simples que vocês vão se surpreender quando souberem que são letais. Então, caros leitores da Fatos Desconhecidos, confiram agora a nossa matéria com as 7 substâncias mais letais do mundo:

1 - Ricina

1

A ricina pode ser obtida a partir dos grãos do óleo de rícino, a qual é acusada para extrair a óleo, a ricina permanece na fibra sólida. Essa é uma glicoproteína que interfere com a síntese de proteínas na célula, levando a morte celular. Pra quem já assistiu o seriado Breaking Bad, vocês devem se lembrar de Walter White usando a substância. Essa substância tem uma DL50 de 1-20 miligramas por kg quando ingerido ou injetado.

2 - VX

70068.104812-Capinha-para-celular

O VX é um agente nervoso com a consistência parecida com a do óleo de motor. Ela surgiu a partir de pesquisas da ICI, uma das maiores empresas britânicas no ramo de pesticida, mas provou-se ser muito tóxico para ser usado na agricultura. O VX mata por interferir com a transmissão de mensagens entre células nervosas, mas isso requer uma molécula chamada acetilcolina.

Depois que a acetilcolina passa sua mensagem, ela precisa ser quebrada (caso contrário irá continuar enviando a mensagem) por uma enzina catalisadora chamada acetilcolinesterase. O VX e outros agentes nervosos fazem esta enzima parar de trabalhar, de modo que as contrações musculares da vítima saem do controle e a pessoa morre de asfixia.

3 - Batracotoxina

1

Esse é um veneno retirado de pequenos sapos. índios no oeste da Colômbia recolhem esses sapos e os fazem "suar" o veneno com fogo para então colocá-los em seus dardos, exatamente como vemos em filmes. A DL50 da batracotoxina é cerca de 2 microgramas por kg, o que significa que uma quantidade do tamanho de dois grãos de sal de cozinha pode matar.

Essa batracotoxina mata uma pessoa por interferir com canais de íons de sódio nas células de músculos e nervos, fazendo-os abrir e impedindo que eles fechem. A migração contínua de íons de sódio nas células de músculos e nervos, fazendo-os abrir e impedindo que eles fechem. A migração contínua de íons de sódio resulta na insuficiência cardíaca da vítima.

Curiosamente, rãs nascidas em cativeiro dessas espécies não possuem venenos, o que sugere que o veneno é derivado de sua dieta. Na verdade, quase 30 anos atrás, Jack Dumbacher, um ornitólogo americano que estava trabalhando na Papua Nova Guiné, foi arranhado na mão por um dos pássaros Pitohui locais. Ele instintivamente colocou a mão na boca, que começou a ficar dormente.

4 - Maitotoxina

2

Existe um número grande de potentes toxinas e venenos marinhos, tais como a saxitoxina, que muitas vezes são a causa de envenenamento depois que comemos mariscos contaminados. Esses são associados com a proliferação de algas nocivas no mar. A maitotoxina é a mais letal dessas substâncias, tendo um DL50 de cerca de uma ordem grandeza menor que a batracotoxina. Formada por um dinoflagelado, uma espécie de plâncton marinho, a maitotoxina tem uma estrutura muito complicada, o que faz apresentar um grande desafio para os químicos sintéticos.

A maitotoxina é uma cardiotoxina, e ela exerce os seus efeitos através do aumento do fluxo de íons de cálcio através da membrana do músculo cardíaco, também causando insuficiência cardíaca, assim como a batracotoxina.

5 - Toxina botulínica

1

Vários cientistas concordam que a toxina botulínica, produzida por bactérias anaeróbicas, é a substância mais tóxica conhecida. O seu DL50 é pequeno, 1 nanograma por quilograma pode matar uma pessoa. Essa substância foi identificada pela primeira vez como causa de intoxicação alimentar devido a salsichas preparadas incorretamente, no final do século 18, na Alemanha.

Existem várias toxinas botulínicas, com o tipo A sendo o mais potente. Elas são polipeptídeos, que consistem em mais de 1.000 moléculas de aminoácidos unidos.A toxina causa paralisia muscular, impedindo a liberação da molécula de sinalização acetilcolina (um neurotransmissor).

Essa mesma propriedade paralisante é fundamental para o uso clínico da toxina botulínica no Botox cosmético. Injeções alvo de pequenas quantidades da toxina fazem músculos específicos pararem de trabalhar, relaxando músculos que poderiam causar o efeito da pele enrugada. Essa toxina também já foi aplicada em uma variedade de condições clínicas, tais como paralisar músculos que, se não fossem tratados, causariam o estrabismo.

6 - Mercúrio

1

Embora perigosa para o corpo, a toxicidade dessa substância é complicada de ser medida, até porque depende muito do tipo de mercúrio envolvido na conversa. Isso porque compostos de mercúrio orgânico e inorgânico têm efeitos diferentes, o que também faz variar as quantidades de suas doses consideradas letais, que estão entre 1 miligrama e 100 miligrama por quilo.

Mas, ao contrário do que se pode imaginar, o mercúrio puro é consideravelmente menos tóxico para o organismo e pode ser totalmente limpo do corpo em, mais ou menos 10 meses. Claro, se tudo correr bem.

7 - Sarin

2

Esse é um gás que foi criado pelos nazistas ainda em 1939, e é uma das armas químicas mais poderosas do mundo. Quando essa substância entra em contato com o corpo humano, o veneno debilita os músculos e causa uma parada cardíaca e respiratória. No ano de 1995, esse gás foi usado em um atentado no metrô de Tóquio, que acabou matando 12 pessoas e ferindo cerca de 5 mil pessoas.

E aí, caros leitores, já conheciam todas essas substâncias? Comentem!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+