• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 suspeitas de que a Maçonaria está conectada com a fundação dos EUA

POR Ana Luiza Andrade    EM Entretenimento      10/09/17 às 01h55

Muitos são os mistérios e as teorias da conspiração que envolvem a enigmática, oculta e histórica organização da Maçonaria. A seita é conhecida por suas lojas chamativas, ornadas de arquitetura de influência grega, romana, além de símbolos egípcios. Aliás, todas as lojas possuem CNPJ, contas em bancos e são registradas em cartório, e ainda há o mito que aquele que entra para a Ordem, por tabela, ficará rico. Além disso, muitos segredos são desconhecidos até hoje pelo público, que curioso lança suposições sobre apertos de mãos secretos, códigos e o que de fato, acontece dentro das reuniões maçônicas. Não rara é associação da seita ao satanismo e até os Cavaleiros Templários.

Qual seria a verdade, de fato? Talvez nunca saberemos. O mistério faz parte do sucesso da organização. E a teoria de que quem revela seus segredos morre e/ou desaparece do mapa, é o suficiente para manter o sigilo dos integrantes, cheios de temerosidade e receio.

De qualquer forma, teorias da conspiração sempre existirão para continuar saciando a curiosidade pública. Uma das mais interessantes é a conexão intrigante entre a Maçonaria e a fundação política e filosófica em que foi calcado os Estados Unidos da América. Confira:

1 - A constituição americana

A Constituição americana possui conexões semelhantes com trechos da Constituição dos Maçons-Livres escrito pelo maçom britânico James Anderson em 1723. Os elos entre os dois documentos apresentam afinidades particularmente nos itens que concerne à liberdade de expressão, os direitos dos cidadãos e a ideia do direito ao voto popular.

2 - Albert Pike

Uma figura controversa e importante da história americana é um general confederado que liderou o sul do país durante a guerra civil americana. Albert Pike, o militar, também era amplamente reconhecido como um maçom, de grande influência dentro do círculo.

Há rumores de que Pike também tinha conexões com os "Cavaleiros do Círculo Dourado", uma sociedade secreta que defendida os interesses sulistas e de associações sombrias com o grupo racista "Ku Klux Klan".

3 - A planta satânica da cidade de Washington

A planta da capital dos Estados Unidos, Washington D.C., impressiona pelo desenho que conecta pontos estratégicos da cidade. A simetria, os ângulos, as medidas precisas formam um pentagrama, símbolo presente na Maçonaria, mas também associado em algumas interpretações ao satanismo.

4 - Teoria do Capitólio

Outra teoria que relaciona a influência maçônica nos Estados Unidos é a construção do Capitólio, centro legislativo do governo americano. Muitos acreditam que o prédio seria uma reinterpretação dos maçons ao Templo de Salomão. Dentro do prédio há uma pintura do ex-presidente do país, George Washington que é apresentado em caráter quase divino.

Outra coincidência interessante é que a pedra fundamental do Capitólio somente foi colocada após a realização de um ritual maçônico, presidido pelo próprio George Washington.

5 - O juramento do presidente

A tradição manda que todo presidente americano antes de iniciar o seu mandato realize um juramento com a mão sobre a Bíblia. O primeiro presidente a dar início a essa prática foi George Washington, que teria realizado o gesto em consonância com suas crenças maçônicas.

Outro ponto levantado pelas teoria de associação é que pelo menos 14 presidentes eram maçons reconhecidos, sendo Gerald Ford, um deles.

6 - Vários fundadores eram maçons

Além dos presidentes, figuras históricas americanas de grande influência também são conhecidos por integrarem grupos maçônicos. Dos fundadores da nação americana encontram-se 13 maçons, entre os 39 nomes assinados na Constituição. Além disso, na assinatura da Declaração da Independência dos 56 nomes que aparecem, nove são considerados maçons, entre eles, a figura histórica de Benjamin Franklin.

7 - A influência de Francis Bacon

Thomas Jefferson, o terceiro e um dos mais importantes presidentes dos Estados Unidos, principal responsável pela independência do país, disse certa vez que Sir Francis Bacon era "uma das três pessoas mais influentes do planeta.

Inúmeras teorias cercam a figura controversa de Bacon, mas o que se sabe é que ele foi de fato um maçom, que acreditava que a América seria a "Nova Atlântida".

Aliás, muitos acreditam que ele é o verdadeiro "pai" da América. Isso porque ele mandou seu filho para ser seus "olhos e ouvidos" na nova terra. Portanto, muitos atribuem à Bacon a visão e a filosofia empregada pelos fundadores americanos.

E você? Acredita no poder da maçonaria ao ponto dessa organização influenciar a política e a construção de um país? Não esqueça de deixar o seu comentário sobre a questão e aproveite também para compartilhar a matéria com seus amigos que adoram uma teoria da conspiração.

Próxima Matéria
Ana Luiza Andrade
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+