• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 táticas de guerra psicológicas mais terríveis que foram usadas

POR Jesus Galvão    EM História      21/06/18 às 14h13

Além das armas, exércitos e frentes de batalhas poderosas, muitas guerras foram vencidas através de estrategias e táticas que envolviam aspectos psicológicos para confundir e amedrontar os inimigos.  Muitas vezes, as batalhas eram vencidas puramente pelo raciocínio rápido e perspicaz.

Aqui na Fatos Desconhecidos, já escrevemos para vocês sobre as 7 guerras mais bizarras que a humanidade já inventou e os 7 desastres naturais que resultaram em guerras terríveis. Hoje, listamos para vocês algumas táticas de guerras que basicamente derrotaram seus inimigos apenas pelo pensamento. Confira!

1 - Escudos sagrados

Quando os egípcios estavam em guerra contra o povo persa, a sua adoração por gatos acabou sendo usada contra eles mesmos. Durante um ataque dos persas contra os egípcios ele foram incapazes de contra atacar. Isso porque os soldados persas estavam usando escudos com imagens de gatos neles. Os gatos e alguns outros animais, como as ovelhas e os íbis, eram considerados sagrados para eles.

2 - Vlad, o empalador

Vlad, após derrotar seus inimigos os empalavam em estacas de madeira enquanto ainda estavam vivos. Eles podiam levar várias horas para morrer. Os corpos eram dispostos nas fronteiras de seus domínios, para que seus inimigos que estivessem passando por ali e tivessem o vislumbre do que lhes podiam acontecer.

3 - A reputação

Hannibal construiu uma grande reputação através de feitos que ele mesmo teria inventado sobre si mesmo. E, ter uma reputação certa era uma grande tática psicológica. Afinal, você nem precisaria se desgastar em lutas e batalhas, uma vez que as pessoas por medo o temeriam.

4 - Dê o seu último porco

Durante uma batalha que já durava cerca de 5 anos, as forças que estavam em defesa já estavam sem recursos e a fome já estava começando a apertar. Eles seriam derrotados em breve e precisavam de um plano de ação urgente. Então, eles decidiram engordar seu último porco com toda a comida que tinham e o soltaram para que fugisse em direção a seus inimigos.

Dessa forma, eles pensariam que já que eles estavam se desfazendo do porco é porque eles tinham comida sobrando e poderiam passar mais tempo em guerra. As tropas inimigas se reuniram e foram embora dando fim a gigante batalha.

5 - O navio da tartaruga

Um navio lento, porém muito forte e que era praticamente impenetrável era usado pelos coreanos contra os inúmeros ataques das forças japonesas. O navio era coberto por "espinhos" e na sua frente uma grande cabeça de dragão onde canhões estavam acoplados. A imagem de alguns desses navios destruindo diversos outros navios era o suficiente para fazer seus inimigos levantarem suas âncoras e fugir.

6 - Os imortais

A reputação em torno da força militar persa era de que eles eram guerreiros imortais. Embora eles não fossem imortais, a sua fama era uma verdadeira estratégia de guerra psicológica. Os corpos dos guerreiros mortos em batalhas eram imediatamente substituídos por guerreiros muito parecidos e vestidos da mesma maneira, dessa forma, a impressão que se tinha era que ele nunca diminuía.

7 - Os hussardos alados

Os hussardos alados referem-se a cavalaria polonesa. Eles tinham asas e penas presas em seus corpos, que em meio aos calor das batalhas, davam a impressão de que eles eram metade homens metade aves. Quando esses guerreiros corriam em altas velocidades, as asas produziam uma espécie de assobio que acabou se tornando sua a marca da cavalaria.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+