• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 tendências de moda fatais da Era Vitoriana

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      26/09/19 às 18h42

Em suma, a era vitoriana durou a maior parte do século XIX. Basicamente, foi um período de prosperidade e paz para o povo britânico. Tal período foi marcado pelo auge e consolidação da Revolução Industrial e o surgimento de novas invenções. Isso permitiu que a grande e educada classe média se desenvolvesse. O desenvolvimento da classe média, além de diversos outros fatores, foi ilustrado pelas novas tendências de moda da época.

Rapidamente, as novas tendências conquistaram não só a Grã-Bretanha, como também os Estados Unidos. Em contrapartida, durante tal momento, muitos dos novos conceitos do universo fashion ocasionaram diversos tipos de consequências. Como nem todas as invenções da época, foram tão incríveis e úteis, muitas ficaram perdidas no passado. Conheça agora, 7 tendências de moda feminina que, no lugar de serem um remédios para a alma, causaram grandes efeitos colaterais.

1 - A beleza da tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e/ou sistemas. No entanto, durante a era vitoriana, as mulheres apreciavam os efeitos que a doença ocasionava. Em suma, muitas admiravam a pele pálida, a cintura fina e os lábios e bochechas vermelhas daquelas que foram vítimas da doença. Isso fez com que as mulheres contraíssem a tuberculose propositadamente, só para ficarem "mais" bonitas.

2 - Banhos de arsênico

Sabemos que o arsênico é um elemento químico letal. Em contrapartida, muitas mulheres da era vitoriana pareciam não se importar com tal fato. A fim de deixar a pele extremamente pálida, durante a primavera, muitas mulheres iam à spas especiais, para tomar banhos que continham doses de arsênico.

3 - Maquiagem

Esta época é caracterizada pelo tímido uso de maquiagem, porém constante e profusa no que tange ao uso de cosméticos para a pele e cabelos. As mulheres, que gostavam de realizar os populares rituais de beleza o faziam em larga escala na privacidade de seus toucadores. Dentre os muitos produtos de beleza da época, os que tangiam à maquiagem continham doses de chumbo e rádio.

4 - Lábios

Os lábios vermelhos eram uma das tendências de beleza mais popular. Como não existia o famoso batom, as mulheres tinham que produzir o próprio pigmento. O principal corante utilizado para fazer tinta labial vermelha era composto de partes de animais. Os pigmentos não eram mortais, mas causaram diversas reações alérgicas.

5 - Espartilhos

A mulher vitoriana idealizava um tipo físico diferente da atualidade. Na época, muitas desejam ter uma cintura fina. Para tal, passaram a utilizar os famosos espartilhos. Além disso, para construir uma cintura fina, muitas passaram a utilizar espartilho apertado por horas a fio. O ritual se repetia todos os dias. Em suma, há relatos de mulheres que sofriam, constantemente, de falta de ar e até asfixia.

6 - Bolachas de arsênico

Atualmente, não existem bolachas com doses de arsênico. Nenhum de nós encontra esse produto nas prateleiras dos supermercados. No entanto, na era vitoriana, era algo extremamente comum. O público alvo, claro, eram as mulheres. Como principal alvo da moda, as mulheres compravam os produtos com o intuito de manter a forma.

7 - Colírio

A beladona era utilizada pelas mulheres na era vitoriana, para dilatar as pupilas. As mulheres acreditavam que as pupilas dilatadas as tornavam mais atraentes.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+